DEU NO JORNAL

Após “aparelhar” em governos do PT os cargos de direção e assessoria da Ancine, a “agência reguladora” do cinema nacional, o PCdoB não larga o osso. ´

Alguns saíram com o ex-presidente da entidade Manoel Rangel, que se agarrou ao cargo por dez anos, caso inédito entre agências reguladoras, mas vários deles, ligados ao partido, não tiveram a dignidade de pedir demissão após a vitória do “inimigo” mais temido e odiado, Jair Bolsonaro, em 2018.

Atualmente se fingem de mortos.

Quando o PCdoB manteve controle total, os cargos na Ancine viraram prêmio para militantes que saíam da UNE ou de sindicatos.

* * *

Zisquerdóides e cumunistas banânicos trabalhando e derramando suor pra ganhar o pão de cada dia é uma coisa impossível de acontecer.

Quer ver essa turminha sair correndo, é só cair uma chuva de carteiras de trabalho.

Os parasitas vermêios que ainda aparelham a Ancine ficaram quietinhos após a eleição de Bolsonaro pra não perderem as boquinhas, as fartas tetas por onde jorra o dinheiro público.

Trabalho e militância zisquerdista são dois fatos mutuamente excludentes.

Enfie uma pajaraca de 17 polegadas no olho-do-furico desses parasitas, Capitão!!!

Deixe uma resposta