12 pensou em “UM SORRISO LINDO E AGRADECIDO…

  1. Protagonista do maior espetáculo dantesco do Brasil , tendo como coadjuvante o Gilmar Mendes. E eu imaginava que seria o contrário. O Gilmar o protagonista e ela a coadjuvante. Como disse Antonio Carlos Jobim: “O Brasil não é para principiantes”

    • É degradante para uma juíza se submeter à um ladrão contumaz a ponto de mudar seu voto, já anteriormente proferido.
      Teve sua casa pichada pelos petistas e mesmo assim não teve moral para manter seu voto.
      Subserviência canina ao seu bandido preferido.

    • Caro DECO, discordo quanto à questão do protagonista, que para mim se evidenciou ser Gilmar Boca de caçapa. Carmem agiu como uma subalterna, que deu um voto, depois graças à pressão do seu “superior”, se viu obrigada a rever o que havia dito.

      Isso revelou de forma cabal quem domina o teatro do STF e por consequência, o Brasil.

      • Concordo com você o Gilmar é o grande protagonista. Mas, mas no espetáculo de ontem, com as câmeras e os holofotes direcionadas para o único voto faltante. Ela roubou totalmente a cena, passando a ser a protagonista do teatro, montado para salvar a pele do Lula e outros tantos corruptos da Lava Jato. Tanto é que exatamente ela repercutiu tremendamente na mídia, ontem e hoje.

        • Deco, Carmem Lúcia não tem vocação para protagonista. Ela só agiu como o fez ontem por pura pressão.

          A história sua não a mostra diante dos holofotes, a não ser quando é inevitável, e ontem foi um destes dias.

          Ela estava constrangida e não triunfante.

          Já Gilmar foi do ódio ao voto do Kássio, ao choro diante da vitória e o pedido desculpas ao Adv. do lula em nome do Tribunal que ele faz parte..

  2. O tempo se encarregou de enfeiar a mineirinha, tanto no físico como na alma. Foi abduzida pelo grupo do beiçola falante. Como mineiro e como brasileiro, não esperava essa mudança radical, apesar que, mesmo uma filha de tradicional família mineira ao entrar para a ” C I Ê C I A ” do direito na UFMG logo adquire forte simpatia pela canhota nacional. Ciência do Direito em aspas foi motivado pelo excelente texto do Professor Adônis .

  3. Como o passar do tempo enfeiou a mineirinha, no corpo na alma. f Foi abduzida para o grupo do beiçola falante, como mineiro e como brasileiro nunca pensei que ela fosse capaz de uma traição dessa, apesar de sua simpatia a canhota, adquirida na UFMG..

Deixe uma resposta