CÍCERO TAVARES - CRÔNICA E COMENTÁRIOS

Para Schirley, a Duquesa dos Quatro Cantos de Olinda, Cidade Terna e Eterna!

A esperança é a renovação da mente, do corpo e do espírito

UM SONHO DE LIBERDADE, talvez o melhor filme de drama já produzido e dirigido da história do cinema, joga um olhar sensível sobre a redenção, quase absoluto sobre o maior bem da vida: A Liberdade. Uns dos melhore exemplos dessa metáfora humana nos são fornecidos na decisão do xerife Will Kane (Gary Cooper) do western Hign Noon (1952), (Matar ou Morrer), quando preferiu defender sua honra e enfrentar quatro pistoleiros cruéis só, com a recusa da população da cidade de Novo México, onde era xerife, se negado a lhe cooperar; Winston Churchill, ex-primeiro-ministro do Reino Unido e maior estadista do Século XX, caminhando sobre bombas e tiroteios sem proteção na Segunda Guerra Mundial para negociar a salvação da humanidade das alucinações malignas de um lunático.

Nesse primeiro texto, serão reproduzidos comentários de fãs e admiradores dessa obra-prima cinematográfica, por meios das palavras dos próprios cinéfilos e admiradores, em depoimentos mais do que sinceros abaixo do YouTube. Dentre os milhares de escritos selecionei os a seguir:

“Eu tenho que me lembrar que alguns pássaros não são para ficar presos em uma gaiola. Sua liberdade é voar.” Frase de ‘Red’ Reeding (Morgan Freeman), um condenado à prisão perpétua que conhece bem as regras de Shawshank, prisão estadual do Maine, cenário de locação de The Shawshank Redemption.

“Acho que tudo se resume a uma escolha bem simples: ocupar-se de viver ou ocupar-se de morrer.” Essa frase tem um sentido profundo, que faz refletir sobre o significado da vida e pensar o que estamos fazendo da nossa. Um dos melhores filmes a que assisti até hoje.” Comentário de Silvano Bianchi há um ano.

“Assisti a esse filme no cinema quando ele foi lançado em BH, e depois disto já o assisti umas 10 vezes desde 1994. Apesar de se passar num presídio, não tem tanta violência quanto a outros filmes do mesmo gênero, e tanto a história em si, quanto o desfecho, são excelentes. Mesmo depois de assisti-lo tantas vezes, sempre me emociono no final.”

“Andy Dufresne! Nadou 500 metros num rio de fezes e saiu limpo do outro lado.” Essa frase é a que melhor define o sentido do filme, lembrando que a história é narrada pelo personagem do Morgam Freeman (Red), e é ele mesmo quem a pronuncia. Comentário feito há 2 anos por Thiago Canazano.

“Acho esse filme perfeito. Não à toa que é o mais bem avaliado pelo IMDB. Interessante a perspectiva de que o filme é na verdade sobre a revitalização do RED e não os dramas vividos pelo Andy.” Comentário feito por Emerson Maia há 2 anos.

“Existem pessoas que nunca serão livres, pois não sabem o que isso significa. A liberdade não é um bem que possuimos, um presente que nos é dado ou um direito a ser conquistado, a liberdade existe em nossa consciência. ” Pacal, o grande Rei dos Maias. Comentário feito por Luis Carlos Zebra há 2 anos.

“Na minha opinião, esse é o melhor filme já feito na história, que mostra um cenário ruim (a prisão) mas que é um filme lindo ao mesmo tempo, toda vez que eu lembro de quando eu assisti eu tenho um sentimento bom, sinto como se eu fosse mais livre ao ver essa história, nunca me senti tão bem com um filme como me senti com esse. Excelente análise.” Comentário feito por Hunter a 6 meses atrás.

“Um Sonho de Liberdade é uma amostra de como viver é arriscado. “A prisão não são as grades, e a liberdade não é a rua; existem homens presos na rua e livres na prisão. É uma questão de consciência.” Mahatma Gandhi.” Comentário feito por Edson de Souza há 1 ano.

“Te falar, assisti esse filme ontem 01/01/22, que filme foda! Um dos melhores filmes que já vi. Andy é um personagem incrível. Mesmo sofrendo e sofrendo na cadeia, não deixou de ser ele mesmo, um cara tranquilo, inteligente e foda. Esse filme me mostrou como a paciência é uma virtude que todo ser humano deveria ter.” Comentário feito por LordSmileGamer MRM há 2 semanas.

“O que falar sobre esse filme. É simplesmente fantástico, uma obra-prima e um dos melhores, se não o melhor filme de drama de todos. Não é por menos que está há tanto tempo no primeiro lugar do imdb na lista dos melhores filmes. Parabéns pela análise.!!!” Comentário feito pelo Felipe MRM há 2 anos.

A parte do filme onde “Red” lê a carta deixada por Andy é de arrepiar os cabelos do boga. Andy fala sobre esperança e os dois tiveram um pequeno desentendimento sobre esperança dentro da cadeia, e termina dizendo “e nada que é bom pode morrer.” Simplesmente um filme fantástico. Comentário de Seu Madruda feito há 1 mês publicado.

“Lá fora eu era um banqueiro, honesto e incorruptível. Aqui dentro – da cadeia – eu virei um vigarista.” Que mente brilhante. O melhor do filme.” Comentário de Anny Aline publicado há 2 meses.

“Esse filme é um exemplo perfeito sobre como obter um OBJETIVO DEFINIDO através de um plano bem definido. Com pequenos êxitos o levaram a algo maior.”Toda a adversidade traz consigo a semente de um benefício equivalente.” Comentário de Dalton F. Ferreira publicado há 4 meses.

“Ainda bem que o ator Tom Hanks estava fazendo “Forrest Gump,” outro filme sensacional. Se não, não teríamos visto essa atuação brilhante do Tim Robbins.” Comentário de Danilo Oliveira publicado há 2 anos.

“Poucos filmes capturam o triunfo do espírito humano tão memoravelmente como ‘Um Sonho de Liberdade.’ Morgan Freeman e Tim Robbins, estrelas neste poderoso filme, indicado para sete Oscar (incluindo o de melhor filme), baseado numa história de Stephen King.”

“Morgan Freeman vive o personagem ‘Red’ Reeding, um condenado à prisão perpétua que conhece bem as regras de Shawshank, uma prisão estadual no Maine.”

“Tim Robbins é o recém-chegado Andy Dufresne, um banqueiro inquieto condenado por assassinato. O espírito indomável de Andy ganha a amizade de Red; sua habilidade em solucionar problemas no dia a dia da prisão traz novas esperanças e mudanças à vida dos prisioneiros. Andy é cheio de surpresas – e ele reserva a melhor delas para o final.”

a) Um sonho de liberdade – trailer legendado

b) Um sonho de liberdade- Curiosidades – Marcos Junior

20 pensou em “UM SONHO DE LIBERDADE (1994): – UM FILME ETERNO (I)

    • “Um Sonho de Liberdade”, professor Maurício Assuero, é um dessas obras-primas que o cinema só nos oferta uma vez. Não vai existir outro filme grandioso na história do cinema que o supere. Sua abordagem da temática é única.

      Obrigado pela generosidade do comentário..

      Abraçaço!

  1. Bom dia homem das músicas e das flores,

    Tudo dito (como sempre muito bem dito) sobre esse filme espetacular.

    “Existem pessoas que nunca serão livres, pois não sabem o que isso significa”.

    O que dizer da frase de Mahatma Gandhi ?

    Tudo perfeito na coluna. Valeu a pena esperar.

    Um gigante abraçação.

  2. Ciço manteiga derretida (snif, snif): “Mesmo depois de assisti-lo tantas vezes, sempre me emociono no final.”

    Engole o choro, cabra, “quiôminumchora”. E para de fungar. kkkk

    Ciço, véi di war,
    Já que estamos enveredando pelo caminho que leva a “lenços e lágrimas”, digo que sempre que vejo o espetacular filme, me recordo imediatamente de The Green Mile (1999): “My name is John Coffey, like the drink, only not spelled the same.” John Coffey

    • Bom dia lindão,

      Vou na casa Edith (uma loja que resiste e vende ainda produtos masculinos à moda antiga) comprar uma caixa de lenços (3 em cada caixinha) para Sancho, ok ?

      Tenha um ótimo dia
      Aqui continua 31 à sombra, um horror para os curitibanos.

      Sempre

      • Que tragas da Édith Piaf a tal caixa e a encaminhe a Ciço, que hoje está no “modo” manteiga derretida, portanto muito mais “precisado” do regalo.

        Enfim… surge alguém, além de minha “mamacita” a me chamar de lindão… kkkkk.

        Minhas namoradas e amantes sempre cantavam para Sancho quando percebiam que Sancho era um GASTOSÃO, já de olho em minha carteira: vc é muito feio, mas eu gosto de vc. KKKKK

        A curitibana me obriga a ir até meu amigo Toulousse Lautrec, que disse: “A feiúra de Sancho, onde quer que esteja, tem sempre um lado belo; é fascinante descobrir beleza onde ninguém a consegue ver.

        Por fim, que fique a bela (ela sim) curitibana com o ar condicionado ligado no limite máximo e que tenha uma semana esplendorosa.

        Beijão, linda!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

        • Mães nunca erram.
          Eu descubro belezas onde ninguém mais pode ver.
          Eu, depois de Sancho perder no pôquer, não posso (nem sendo namorada nem sendo amante) contar com a carteira de Sancho.
          Vamos consolar Ciço fazendo ele rir.
          E não tente disfarçar mudando a letra da música.
          É assim:
          “Você não vale nada mas (derretendo) eu gosto de você”.
          Fazer o quê ?

          Sem cocos e/ou bananas hoje bonitão ?

          • Em virtude da final da Copinha (10 às 12), pois dá gosto ver os meninos do Palestra itália, a sogra manejou a agenda de Sancho para o período da tarde e noite. Hoje “embananado” estou e totalmente por conta das iguapenses bananas.

    • Obrigado, Maurino Junior pelo generoso comentário.

      Essa é uma das minhas frases prediletas de Um Sonho de Liberdade.

      Abraçaço, estimado professor.

      • Ciço, esse filme é uma obra de arte inimaginável!!! Outra fala que eu gosto é quando Ellis Boyd fala acerca de Brooks Hatlen, personagem de James Whitmore: “Quando você passa longo tempo na prisão, você se institucionaliza. Brooks deveria ter morrido aqui.” É uma reflexão muito profunda. Será que nós nos institucionalizamos?? Será que nos conformamos e não queremos abandonar a nossa zona de conforto??

  3. Sancho acredita que Ciço está no “modo” manteiga derretida
    Achei que quem estava era Sancho. Sendo assim, a caixinha de lenços vai para Ciço.
    O Ciço que foi pescar, ficou perdido no mar e acabou náufrago em uma pequena ilha deserta.
    Passado muito, muito tempo mesmo, aparece na ilha uma mergulhadora lindíssima ( ruiva e de olhos verdes ) e encontra Ciço. Abre um bolso do seu traje de mergulho e tira uma cerveja gelada perguntando: a quanto tempo você não toma uma geladinha. Ciço delira e bebe de um só gole. De outro bolso tira uma tapioca recheada de carne de sol e pergunta: a quanto tempo não come uma coisa gostosa ?Ciço sacia sua fome com gosto (até então eram apenas bananas e cocos).
    Em seguida a bela começa a abrir o zíper frontal de seu traje, bem devagar e toda sensual, pergunta a Ciço (já de olhos arregalados) “a quanto tempo você não se diverte ?”

    E Ciço na maior empolgação já dando os primeiros passos responde: não acredito, não posso acreditar que você tem também uma sanfona escondida aí !!!

    Beijão querido Ciço

    Fuiiiii

      • Não adianta, Schirley,

        Eu sou tão manteiga derretida que choro todas as vezes que assisto a esse filme, à Espera de Um Milagre, à Era Uma Vez No Oeste, a Cor Púrpura, e tantas outras obras-primas de esperança no ser humano.

        Abraçaçação, querida.

        Milhões de beijos.

    • Querido Brito,

      Obrigado pela generosidade do comentário. Realmente “Um Sonho de Liberdade” é a redenção da alma, é um murro da desesperança.

      Na segunda parte, que sairá em breve, vou caprichar pela importância do filme – uma obra-prima – sobre a Liberdade.

      Brigadão, amigo e colunista dos melhores.

      Abraçaço.

  4. NOSSA CÍCERO !!!

    Vim espiar se você já estava respondendo os comentários e só agora vi que você dedicou a mim a coluna.

    Não se choro, se danço, se canto tamanha a emoção !

    Faz isso comigo não. Coração fraco.

    Honrada com a coluna tão especial sobre um filme excepcional !!!

    Brigaduuuuuuuuuu

    Abraçação

    • Schirley,

      Eu dediquei a você o filme pelo seu senso de humor, esperança, liberdade, amor ao ser humano, e desejo de esperança para toda a humanidade, Para Sancho também, que considero o magnata da liberdade, so senhor dos cocos.

      Dediquei a você porque você possui uma alma generosa que satisfaz a todo mundo com seus comentários sensatos, inteligentes, sem em troca revindicar nada, só a alegria do compartilhamento e o reconhecimento de que somos todos passageiros de “Um Sonho de Liberdade.!”

      Como seria bom se todos fossem iguais a você, a Sancho, aos três Tavares, a Maurício Assuero, a Xico, a Brito, a José Paulo Cavalcanti, a Violante Pimentel, Vivi, a Magnovaldo Santos, a Marcelo Bertoluci, a Zé Ramos, e a todos os comentaristas maravilhosos, etc. e tall.

      O Jornal da Besta Fubana é uma confraria de libertação da alma.

      Abraçaço em todos e muitos beijos.

      Te amo, mulher!

  5. Para quem acompanha a leitura dos textos escritos pelo nosso querido amigo Ciço o apelido fui eu que chamei primeiro ele de Ciço . certamente ficará surpreso de como este grande cronistas de fatos e acontecimentos urbanos otimamente narrados e publicados aqui nesta bestas fubana, e todos fatos verdadeiros
    conforme me afirmou meu Caro Ciço. , conseguiu em tão pouco tempo, tornar-se
    um mestre na narração, e critica de filmes clássicos , haja vista a relação de
    filmes sabiamente comentados nesta coluna e já consagrada como uma página
    de análise de grandes produções cinematográficas, conforme nos tem demonstrado as suas inúmeras crônicas sabiámente escolhidas pra nossa sorte e preciosa
    orientação .

    De repente ele nos surpreende com um clássico, como BARRY LYNDON do grande
    diretor Stanley Kubrick
    e fico surpreso com a qualidade do seu texto , sempre perfeito e belamente
    ilustrado pelas suas palavras avalizadas pelo seu conhecimento.
    Continue assim meu Caro Ciço e como prova de amizade, vou dar uma
    indicação de um dos maiores clássicos do cinema do grande John |Ford. O filme
    tem o título de COMO ERA VERDE O MEU VALE, é um filme em glorioso
    preto e branco, baseado no maravilhoso romance Oh! My Green Valley !
    Esse filme ganhou o OSCAR de melhor filme do ano, além de outros premios.
    E sempre esteve na minha lista dos 10 melhores filmes de todos os tempos.´
    Nota: O romance em que o filme foi baseado ( bélíssima adaptação ) é de
    uma qualidade narrativa surpreendente.
    NB. O autor do livro : RICHARD LLEWELLYN.

    ABRAÇOS, AMIGO.

Deixe uma resposta para Ciço Tavares Cancelar resposta