DEU NO TWITTER

* * *

Se a Globo deixar de falar de Bolsonaro e do covid19, só restará mesmo o “Boa noite” do Willian Bonner e da Renata Vasconcellos.

Decadência total, plena, absoluta.

O esgoto bostífero globeiro está cada dia mais deprimente e fedorento.

O que representa uma excelente notícia para os cidadãos de bem e para a banda decente do Brasil.

9 pensou em “UM PRIVILEGIADO: SÓ FALAM NELE

  1. Agora o Bolsonaro cai

    Com vacinação em xeque, busca pela palavra ‘impeachment’ quadruplica em janeiro na web
    Camila Turtelli e Daniel Weterman
    4-6 minutos

    BRASÍLIA – As buscas pela palavra “impeachment” na internet deram um salto em janeiro e quadruplicaram em comparação com dezembro, num momento em que a crise sanitária provocada pela covid-19 se agrava e o governo enfrenta dificuldades para colocar em prática o plano de vacinação, desgastando a imagem do presidente Jair Bolsonaro.

    Segundo dados do Google Trends, fornecidos com exclusividade ao Estadão/Broadcast, “impeachment” foi o quinto assunto mais buscado no Google pelos internautas, na semana passada, na categoria “Política”. A procura pelo termo “impeachment Bolsonaro” neste mês foi sete vezes superior ao nível de dezembro.
    Bolsonaro

    As buscas em janeiro sobre o assunto estão ainda em seu nível mais alto desde maio do ano passado. Nas últimas semanas, outros acontecimentos também reforçaram as críticas ao governo, como a morte de pacientes por asfixia no Amazonas e Pará e o fim do pagamento do auxílio emergencial.

    https://trends.google.com.br/trends/yis/2020/BR/

  2. Tá todo mundo de cu trancado!

    A revista Veja, edição 2722, desta semana, é exemplo do que digo. Desde a página 4, com a primeira matéria, UMA DOSE DE SENSATEZ, à página 90, última matéria, A HORA H, é só cacete no lombo do Capitão. Pra que publicidade melhor, e sem gastar um puto sequer?

    A mesma edição dá notícia da saída de AUGUSTO NUNE de sua lista de colaboradores, quiçá o mais importante deles, pelo menos em minha avaliação. Talvez isso se deva à discordância de Augusto com a orientação editorial da revista, que enxovalha a biografia de qualquer jornalista do bem!

Deixe uma resposta para Airton Cancelar resposta