8 pensou em “UM FALANDO DO OUTRO COM SUPREMO CONHECIMENTO

  1. O roto falando do rasgado ……..

    Dois imbecis e segundo Weintraub, dois vagabundos já que o único que negou ser vagabundo do STF foi o sinistro Marco Aurélio……

  2. Este diálogo entre supremos sinistros do STF faz os bate bocas últimos daqui do JBF parecerem diálogos entre madames.

    O coisa indecente.

  3. V. Urubuscência Abortista, Luizinho Barrento, o supremo pavão de cinquenta tons de penacho preto, com sua voz de carteira de couro oprimida manualmente, elogiando V. Urubuscência Penal-Laxante, GilmaL Bucetossauro (Tu) MenTes, enquanto este, com sua voz de peido grave, insiste carpidamente pela palavra para a outra V. Urubuscência Pichada, Carmim “Desgovernada” Lucinha:

    um ₢ diálogo excelso TOP5 de momentos idem ₢ do stf (minúsculo em fonte -2).

    • Hell, meu ótimo Hell,
      Confesso gostar do Barrosão. Deve ser aquela empatia que nutrimos por alguém que nasce próximo a nós… Barroso é da megalópole vassourística e Sancho da metrópole desenganística, muito próximas entre si.

      • V. Urubuscência Abortista, Luizinho Barrento, o supremo pavão de cinquenta tons de penacho preto, além do aborto, também minimiza o estigma que o narcotráfico imprime na sociedade. Para ele, maconheiro (fornecedor ou consumidor) não deveria ir para a cadeia, o que é uma belezura para a Esquerda, ainda dona das narrativas político-ideológicas, manipularem a Janela de Overton a seu bel-prazer.

        O sobrenome de batismo (Barroso) lembra alguém que obra compulsiva e protuberantemente.

Deixe uma resposta