DEU NO JORNAL

Na tentativa de impulsionar sua candidatura à prefeitura de Salvador pelo PT, a Major Denice gravou nesta quinta-feira, 5, em São Paulo, uma peça de campanha com o ex-presidiário Lula.

Este foi também o primeiro encontro entre os dois.

O vídeo deve ser exibido inicialmente nas redes sociais, antes de ser usado no horário eleitoral.

Lula já havia aparecido anteriormente no horário eleitoral da candidata, mas sozinho na gravação.

* * *

Um encontro inusitado.

A polícia e o ladrão juntos numa campanha eleitoral.

Um bandido, ex-presidiário irressocializável, trabalhando em favor da candidatura de uma agente da lei.

Nunca antes neste país!!!

A oficial da PM baiana cagou inlavavelmente a farda que usa.

Vôte!!

Um desmantelo só possível mesmo de acontecer numa Republiqueta Banânica.

5 pensou em “UM ENCONTRO SURREALÍSTICAMENTE BANÂNICO

  1. Dizei-me com quem andas que te direi que és. Espero que a major, nas eleições, ganhe o que Maria Chiquinha ganhou atrás da bananeira.

    • Iria Sancho fazer textão sobre a conduta da oficial, mas (benedicto mas) fui salvo por Terracota e Berto.

      Escreve Terracota: ganhe o que Maria Chiquinha ganhou atrás da bananeira.

      Escreve Berto:A oficial da PM baiana cagou inlavavelmente a farda que usa.

      Melhores impossível… Como é genial essa gente fubânica…

      Finalizo: A menos de 10 dias do pleito, o nome do vice-prefeito Bruno Reis (DEM) permanece consolidado e, caso confirmada a tendência, apenas uma zebraça histórica poderia impedir uma vitória dele no primeiro turno das eleições de 2020.

  2. Por um instante, algo em torno de um nanossegundo eu pensei que a major estava no covil do ladrão para dar voz de prisão. Ledo engano, estava lá para acumpliciar-se com o maior corrupto da história da humanidade. Literalmente, cagou e fez igual a cachorro… esfregou a bunda em cima da merda e saiu arrastando por cima da farda. Só em Banânea isso ocorre. Se fosse nos Zistados Zunidos como diz o esquerdista curiboca, essa major estaria ali para algemar o bandido e não para pedir o seu apoio eleitoreiro.

Deixe uma resposta