UM DUETO DA PORRA

O Ministério Público Federal (MPF) de São Paulo denunciou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Guilherme Boulos, líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), pela invasão do apartamento tríplex do Guarujá, em abril de 2018.

O apartamento foi ocupado por um grupo vinculado ao MTST poucos dias após a prisão do ex-presidente em Curitiba.

O MPF entende que Lula e Boulos devem responder por dano de propriedade.

Essa conduta está tipificada no artigo 346 do Código Penal e prevê pena de seis meses a dois anos para quem “destruir ou danificar” coisa própria que está em poder de terceiro por decisão judicial.

Para o MPF Lula estimulou a ocupação.

Em 24 de janeiro de 2018, logo após ter seu recurso negado e sua pena aumentada para 12 anos e um mês de prisão, o ex-presidente fez um discurso na Praça da República, em São Paulo, quando afirmou que pediu ao “pessoal do Boulos” para ocupar o imóvel.

* * *

Essa notícia aí de cima cita um artigo do Código Penal.

Logo, isto é assunto para ser tratado pelo fubânico lulo-petista Fanático Furioso, nobre causídico das causas indefensáveis, PhD em jurisprudência zisquerdal.

Fanático Furioso é defensor do direito de ocupação e destruição de qualquer propriedade que esteja “em poder de terceiro por decisão judicial“.

Um caso perfeito e acabado pra cair nas mãos dele.

O fato é que Lula e Boulos formam uma dupla da porra!!!

Uma parelha que é a cara cagada e cuspida, o retrato sem retoques das zisquerdas banânicas.

É comovente e tocante o amor que une os dois.

“Justiça nenhuma abalará o nosso amor, meu querido Lulinha”

2 pensou em “UM DUETO DA PORRA

Deixe uma resposta para Airton Cancelar resposta