DEU NO JORNAL

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, requisitou um jato da Força Aérea Brasileira para o último dia 14 de novembro.

Decolou de Brasília às 18h45. Aterrissou no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, às 20h35.

No registro do Comando da Aeronáutica, está escrito que Toffoli viajou a “serviço”.

Entretanto, não há vestígio de compromisso oficial na agenda do ministro, disponível no site do tribunal. Em verdade, Toffoli viajou à capital paulista para celebrar o seu aniversário. A festa ocorreu em 16 de novembro.

Toffoli completou 52 anos no feriado de 15 de novembro, dia em que a proclamação da República fez aniversário de 130 anos. Organizou a festa para o dia seguinte, um sábado (16). No domingo (17), retornou a Brasília — novamente a bordo de um jato da FAB.

Decolou de Congonhas às 20h15. Pousou na capital às 21h45. A exemplo do que fizera no primeiro voo, a Aeronáutica anotou em sua planilha que Toffoli estava a “serviço”.

Falso. O ministro estava de folga. Sua agenda no Supremo manteve-se inativa no período de 14 a 17 de novembro.

* * *

Em se tratando de um lulo-petista, isto é um fato corriqueiro e normal.

Paus mandados de Lapa de Corrupto adoram estas mordomias do estado.

Petista algum consegue sobreviver sem mamar nos fartos biquinhos dos peitos do Erário.

De minha parte, ao invés de parabéns, eu desejo que Tofinho vá se fuder supremamente.

E de presente, eu desejo que seja enfiado no olho do furico dele a pajaraca do jumento Polodoro.

– Vai te lascar, seu canalha safado!!!

 

Deixe uma resposta