DEU NO JORNAL

Antonio Palocci confirmou em depoimento a reserva de R$ 30 milhões para a compra de apoio do MDB do Senado a Dilma Rousseff em 2014.

Segundo o ex-ministro, o valor foi pedido por Guido Mantega e estava em uma conta de propinas do PT mantida nos Estados Unidos por Joesley Batista.

O relato foi feito dentro de investigação em curso no STF que apura pagamentos da JBS a Renan Calheiros, Valdir Raupp, Jader Barbalho, Eunício Oliveira e Eduardo Braga naquele ano.

O objetivo era evitar que eles apoiassem Aécio Neves na disputa presidencial.

* * *

Esse linguarudo não para de soltar calúnias e mentiras.

Sujeitinho difamador.

“Propina” é uma palavra que não existe no dicionário do PT.

Um fato público e notório, uma verdade indesmentível.

Podem perguntar pro fubânico luleiro Ceguinho Teimoso que ele confirma.

Linguarudo e Vaca Peidona, uma parelha petista da porra: ele preso e ela ainda solta, voando e peidando mundo a fora

Deixe uma resposta