DEU NO JORNAL

O presidente do Senado, David Alcolumbre, proibiu a ação da Polícia Federal no gabinete do senador José Serra.

Os agentes foram barrados pela Polícia Legislativa e tiveram que voltar.

David Alcolumbre avisou que nenhum senador terá seu gabinete vasculhado, parta a ordem de quem partir.

* * *

Bandido que protege bandido, tem cem anos de fudido.

Essa é a praga que rogo pro Botijão.

“Se você tivesse roubado outro ladrão, amigo Serra, teria 100 anos de perdão…”

25 pensou em “UM ACOITA O OUTRO

  1. O presidente do Senado bloqueou a entrada da Polícia Federal para que ficasse aguardando até que o Supremo Tribunal Federal decidisse a questão, ao qual estava submetendo Reclamação.
    Em seguida, atendendo à consulta de Alcolumbre, o Supremo Tribunal Federal deu-lhe razão liminarmente e suspendeu a ordem judicial de busca e apreensão no gabinete do Senadors José Serra:
    “Forte nessa compreensão e por vislumbrar de plano, neste juízo de cognição sumária, que a decisão da autoridade reclamada pode conduzir à apreensão de documentos relacionados ao desempenho da atividade parlamentar do Senador da República, que não guardam identidade com o objeto da investigação , sem prejuízo de reanálise pelo eminente Relator, defiro a liminar para suspender a ordem judicial de busca e apreensão proferida em 21 de julho de 2020 pelo Juiz Marcelo Antonio Martin Vargas, da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo, nas dependências do Senado Federal, mais especificamente no Gabinete do Senador José Serra. Comunique-se, com urgência , solicitando informações à autoridade reclamada. Após, vista à PGR. Serve, esta decisão, como mandado”, escreveu o presidente do STF na decisão.
    Desse modo, em princípio o presidente do Senado não usou de arbitrariedade, pois fez a Reclamação ao órgão competente do judiciário que liminarmente deu-lhe provimento.
    Vocês são muito irritadinhos e não analisam as coisas com profundidade, ficam só no rasteiro, coisa característica do pensamento político de cabeça oca.

  2. O segundo presidente do senado que não obedece uma ordem judicial! Nenhuma novidade em um país onde juiz do supremo não obedece o que está escrito na constituição, outro que acha que não prercisa passar pelo detetor de metais como os demais cidadãos, juiz que vende sentenças, desembargador que não aceita obedecer um decreto municipal!

    • Todo rebanho tem (quase que eu disse suas ovelhas negras) um ou dois bois rebeldes, uma ou duas vacas vacas mesmo, Chatonildo, o que não quer dizer que todos os magistrados têm chifres ou sejam búfalos e se não sabes distinguir isso corres o risco de comer carne de cavalo, entendeste? Ou queres que eu desenhe?

      • Talvez se você desenhar eu consiga entender como um membro do STF “reescreve” a Constituição, um presidente do Senado despreza uma ordem de um membro do STF, um membro do STF tenta evitar passar por um detetor de metais em um aeroporto, um membro do STF manda prender um cidadão por externar sua opinião mas nada faz quando um safado externa a vontade de uma pessoa morra. Dá para desenhar para que uma pessoa com um retardo (espero que seja pequeno) no pensamento como eu, consiga entender?

  3. O Sinistro Alexandre de Moraes, o cabeça de piroca, dia destes mandou dar busca e apreensão em 11 deputados e um senador legados ao Presidente Jair Bolsonaro, baseado em um inquérito sigiloso em que ele, o careca é investigador, acusador e julgador.

    Aí tudo bem, o Batoré ficou quietinho e o restante do STF (menos o MAM) deu razão ao cabeça de ovo.

    Vivemos tempos estranhos, como diz o MAM.

    Ver o Goiano defender o Serra, não tem preço.

          • Não, Jesus Ritinha de Miúdo, não defendi, embora alguém possa defender o José Serra e possa ter razões para isso, da mesma forma que muitos defendem Jair Messias Bolsonaro embora nem para isso tenham razões razoáveis.
            Distorcer as palavras alheias tem-se tornado um mau hábito argumentativo e eu luto contra a desonestidade argumentativa: Eu observei que Alcoolumbre não praticou ato autoritário e irresponsável: ele bloqueou a entrada da Polícia Federal, que tinha autorização judicial de primeira instância para realizar busca e apreensão no gabinete do Senador José Serra no Senado, para recorrer ao Supremo Tribunal Federal, o que fez imediatamente, por meio de Reclamação, contra o que julgou inadequado. A suspensão da determinação judicial de primeira instância foi suspensa, liminarmente, por Tofolli, presidente do STF, no plantão, de modo que, em princípio, as razões do presidente do Senado foram consideradas suficientes para a medida provisória.
            Podes ver que a manifestação, em coro, dos três catrefas, ou quatro, foi safada, sacana, detestável, odiosa, também sujeita a Reclamação junto ao mesmo tribunal, sem que isso signifique, também, que estou com isso fazendo a defesa de José Serra.
            É confuso? É. Mas é assim que andam as coisas por aqui e em todo o reino.

        • Beni, eu poderia ter defendido o Serra, mas como não defendi, faço minhas as minhas palavras quando disse a João Francisco que fazia minhas as minhas palavras quando disse as minhas palavras a Sancho Pança em outra postagem onde minhas palavras foram ditas e dou o dito por falado agora que façõ minhas as minhas palavras a ti.

      • Faço minhas as minhas palavras quando disse a João Francisco que fazia minhas as minhas palavras quando disse as minhas palavras a Sancho Pança em outra postagem onde minhas palavras foram ditas e dou o dito por falado

    • Faço minhas as minhas palavras quando eu mesmo disse ao Sancho Pança que dizer que estou defendendo o Serra é burrice, para não dizer argumentação desonesta, ou para dizer isso mesmo, ou talvez até aquilo, ainda, de modo que distorcer as coisas para parecer que compreende o espírito do bolsonarismo é algo fútil, flácido e desprezível, João Francisco.

  4. V. Insolência Adúltera, Davizinho Alcapone, protegendo V. Insolência Genérica, Zé Serrote, além de ver o Boiano mais pulha legalista do que nunca:

    ₢ maravilha de terça-feira. ₢

      • Boiano, vulgo deus greco-fubânico da promiscuidade,

        temo por você no dia em que na lei estiver escrito que é obrigado comer merda.

        Será uma imposição legal o que, pra ti, já é hábito.

  5. Entendi. Veio da primeira instância, não tem autoridade sob o congresso nacional e coisa e tal. É legal? Parece. É ético? Não parece. E não parece por que tenho memória. Quando o STF mandou o então presidente do Senado Renan Calheiros se afastar, recebeu como resposta um não e ficou caladinho. Então vemos que essa coisa é suprema quando convém e não é absolutamente nada quando não convém. E vir a público declarar que é isso mesmo, que são procedimentos, que o estado de direito garante isso e aquilo outro, que o supremo é super legal cara, bom, esse é um outro assunto, mais afeito a ideologias e outras putarias. O que o homem comum deseja é que a lei, a ordem e a vergonha na cara sirvam a todos, em todos os casos. Escolhas de conveniência podem e servem para alguns, descarados que são, mas não mais para a população desse infortunado país, que é, apesar deles, uma grande nação.

Deixe uma resposta