ARISTEU BEZERRA - CULTURA POPULAR

A tristeza é um estado afetivo não confortável, vivido como um sentimento de pesar, de dor psíquica e moral. Geralmente relacionado a algo que contraria o que o indivíduo acredita ansiar. Ela pode produzir um sentimento de impotência, vontade de chorar e expectativa negativa quanto a eventos futuros, entre outros comportamentos. Vivenciar a tristeza permite que o indivíduo trabalhe suas perdas e se organize internamente, podendo superar a fase de dificuldade de maneira saudável.

Existem grandes diferenças entre tristeza e depressão; enquanto a primeira é sinal de saúde, a segunda é sinal de enfermidade. A doença do século, muitas vezes confundida com um sentimento de tristeza, deve ser diagnosticada o mais rápido possível para evitar danos irreversíveis ao paciente.

A depressão é um distúrbio cujas características vão muito além da tristeza. O indivíduo sente-se infeliz na maior parte do tempo, mesmo sem causa aparente. Começam a surgir sentimentos de apatia, indiferença, desesperança, falta de perspectivas ou prazer pela vida. A depressão é doença séria e, se tratada no início, terá uma cura rápida.

O repentista Job Patriota (1929-1992) demonstrou sabedoria quando, em seis verso, explicou de forma simples, objetiva e didática a necessidade do homem conviver com os sentimentos de tristeza e alegria:

Dor, tristeza e alegria
É tudo do mesmo tanto
Felicidade completa
Só conheço em quem é santo
Pois em cada gole de riso
Há cem mil gotas de pranto.

Deixe uma resposta