TOTALITARISMO

A população brasileira vive hoje sob o tacão de um dos governos mais totalitários que já existiram na história da humanidade. Independentemente de quem seja o Presidente da República, as estruturas de fiscalização e controle da população são tão absolutas que é impossível ao governante de plantão abalar, por minimamente que seja, esta imensa estrutura de espoliação e controle da população. Todo o imenso e caríssimo aparato estatal foi montado, tijolo por tijolo e ao longo de séculos, com a simples missão de defender os privilégios daqueles que se locupletam às custas dos demais. O nível de controle exercido sobre cada um dos cidadãos é absoluto e total. Cada um de nós só vem a ser considerado como existente após ser registrado no aparato estatal. Só pode estudar e se desenvolver em instituições autorizadas pelo “Grande Irmão”, e que sigam rigidamente as determinações dele emanadas. Cada passo dado neste processo de aprendizagem é constantemente monitorado. Só passa a ter existência econômica após ser registrado para ser devidamente tosquiado, dessangrado e abatido pelo aparato fiscal e tributário, tal e qual carneiros. Só pode guiar automóveis se for devidamente autorizado; só pode trabalhar se for registrado como tal e se der ao governo metade de tudo o que ganhar todos os meses. Só pode viajar se “eles” lhe autorizarem; só toma os medicamentos que “Eles” lhes permitem; só come aquilo que “Eles” dão autorização; e por aí vai.

O nível de controle chegou a tal ponto que eles sabem em que você trabalha, quanto ganha, quanto tem no banco, quais os seus bens, quais as viagens que fez, sabem até o que você consome, qual o tipo e a quantidade de cada produto que usa, através do número de prisioneiro do campo de concentração (CPF) que os idiotas colocam nas Notas Fiscais de tudo o que compram a fim de participar de mais uma loteria marombada.

O controle onipresente chega a espasmos verdadeiramente ridículos. Só posso estacionar em uma das vagas para idosos SE, E SOMENTE SE, tiver uma autorização governamental confirmando que eu sou idoso. Seria ótimo se só ficássemos idosos mediante autorização do governo, né? O simples fato de podermos declarar, auto e bom som que somos idosos, NÃO VALE NADA! Apresentar documentos de identificação? Também não vale nada! Tem que ir em alguma maldita repartição pública, mendigar, através de tortuosos e morosos processos burocráticos, por um direito simples e direto. A palavra de um cidadão e merda é a mesma coisa. Só quem pode afirmar qualquer coisa por nós é o famigerado Estado. Somos todos bandidos e retardados mentais até prova em contrário.

A situação chegou ao clímax quando temos de solicitar permissão a algum funcionário para urinar em locais públicos que, agora, estão cobrando pelo uso do banheiro. Como os idosos são isentos do pagamento, estes têm de percorrer todo um processo burocrático (e caro, pois exige uma porrada de funcionários e equipamentos eletrônicos a fim de emitir as fichas de acesso) para que seja autorizado a dar uma simples mijada. Adolf Hitler e sua trupe não fariam melhor, a fim de torturar os velhinhos com incontinência urinária. ahahahahahah

A fúria legiferante tem orgasmos anais múltiplos quando se trata de “disciplinar” o trânsito. A cidade onde eu moro tem uma rua com três indicações de velocidade permitida NO MESMO TRECHO: Uma pintada no chão, outra numa placa do poste e uma terceira num controlador eletrônico. Tem uma avenida em que, a cada trecho de menos de um quilômetro, tem um radar controlador de velocidade. Como a avenida tem uns 6 ou sete quilômetros, a maldita tem bem uns dez radares. O detalhe é que os mesmos exigem velocidades diferentes. Creio que o objetivo seja exatamente este: dar um nó na cabeça dos motoristas. Conheço caso de pessoas que receberam três ou quatro multas na mesma avenida e horário. O volume de orientações idiotas é insano e, normalmente, coadjuvado por estradas e caminhos cuja concepção de engenharia é digna de egressos do Instituto Pestalozzi. Junte a isto a colaboração de administradores públicos demagógicos (olha o pleonasmo) que, por não desejarem irritar os inúmeros eleitores, autorizam ou convivem com hordas de invasores nas faixas de segurança ao lado das vias de transporte. Temos aí as principais razões para as mais de 60.000 mortes anuais no trânsito brasileiro.

Vejam acima um pequeno exemplo de como está o estado de espírito da população para com este sistema.

Ao mesmo tempo em que tenta de todas as formas tornar a vida do cidadão um inferno, o maldito aparato estatal se transforma em uma verdadeira Tchutchuquinha (Segundo a brilhante caracterização do Deputado Zeca Dirceu) quando se trata de combater roubos, assassinatos, estupros e outras coisinhas mais do mesmo jaez. Não é à toa que temos uma verdadeira disenteria de Habeas Corpus no STF, juntamente com entendimentos esdrúxulos da legislação penal que nos tornam o único país do mundo que só prende (se é que prende) após inúmeras e intermináveis instâncias, juntamente com uma miríade de possibilidades apelativas e postergatórias.

O bandido, qualquer bandido, para ser preso aqui neste país, tem de ser verdadeiramente muito incompetente e vacilão, muito especialmente se fizer parte da gangue que domina o aparato estatal. Não é outra a razão que tem levado a população a píncaros de revolta com a situação de completa impunidade e tem tomado a missão de realizar a justiça com as próprias mãos. Vamos aos exemplos. Comecemos pelos corretivos aplicados a ladrões:

Tiro na mão do ladrão

Ladrão foi roubar e se ferrou

Quanto aos casos mais graves, os linchamentos têm ocorrido em todo o país. Esta é a resposta da população à nojeira em que se transformou todo o judiciário brasileiro, acolitado pela canalhice absoluta do legislativo. Quem quiser ver o que vem ocorrendo em todo o país, basta fazer uma simples busca no Youtube.

Vejam os exemplos:

Assaltante é linchado por moradores após roubar …- Brasília (clique na imagem_

Assaltante é linchado até a morte por populares na zona Norte de Teresina

Homem que matou pai e irmã é linchado até a morte por vizinhos – Guarulhos

Homem foi linchado pela população após fincar uma chave de fenda na sua ex-namorada – Paraíba

Esta é a situação predominante em todo o país – total descrédito da justiça e linchamentos quotidianos. Minha sugestão para acabar com a população de 812.000 pessoas atualmente nas prisões, e moralizar, é a seguinte:

1º – Retorno aos castigos corporais. Com esta medida, evitaríamos os pesadíssimos custos de se manter esta multidão de rebotalhos humanos nas cadeias. Cometeu crime? Dá-lhe uma surra muitíssimo bem dada e manda embora. Reincidiu? Aumenta a surra até matar o desgraçado no cacete.

2º – Retorno da pena de morte para os crimes hediondos (Latrocínio, assassinatos diversos e estupro). Com isto, evitaríamos os pesadíssimos custos de se manter um aparato de repressão. Cada um pego seria um a menos

3º – Juízes sempre eleitos localmente e com salários pagos com recursos da comunidade onde atua, para esta saber muito bem o quanto custa aquele aparato repressor e judicial, bem como se está resolvendo a criminalidade ou não.

4º – Código penal decidido no estado, visando adequar as penas às diferentes realidades de nosso imenso país.

5º – Parar com a hipocrisia de dizer que cadeia é para “reeducar” ou “ressocializar”. Não é! É, primeiramente, para punir. Depois, se o crime for grave, para se ver livre da possibilidade de acontecer de novo, seja tirando o meliante de circulação, seja o despachando para Satanás.

6º – Direcionar essa ânsia de linchamento para políticos e administradores públicos cínicos e ladravazes. Cada vez que um deles for pego com a boca na botija, será um a menos a nos roubar no futuro. Vai roubar o Satanás.

Agora, se é para ser justo, nada disso vai resolver. No máximo, conseguiremos minimizar a bandalheira. A latrina em que nosso país se transformou foi obra de gerações de psicopatas esquerdistas. Levaremos algumas gerações para desfazer o desastre criado. Tratarei disso com mais detalhes em minha próxima coluna.

7 pensou em “TOTALITARISMO

  1. Bom dia Mr . Adonis Oliveira, seu artigos são únicos. Espero ainda comprar seu livro, pois vc deixará um legado escrito para nossa futura geração, talvez a geração atual não saiba dar o devido valor aos seus textos, mais quando nossa sociedade avançar em criticidade e lucidez, vc será nosso herói da língua ferina.

    Ligue-me (99) 99216 3226 whatsApp vivo ou francmacedoeduc@gmail.com – Preciso muito falar com vc, seu amigo de Bacabal, perdi seus contatos, por isso estou usando este canal. É muito urgente falar com vc amigo.

  2. Mestre Adônis:

    O Mestre com TOTALITARISMO, aliviou minha alma, fez-me bem ao espírito, e mais uma vez me fez acreditar que ainda haverá justiça nessa porra desse país, principalmente quando seus homens decentes, honrados e trabalhadores entenderem que é preciso – com urgência – fazer uma assepsia na câmara, no senado e no STF. Neste,eliminando ao menos cinco com tora de pilão.

    O Mestre pode está a me perguntar: E na câmara de vereadores de todo o Brasil? Nas Assembleias, o que deve ser feito? O mesmo que os cangaceiros faziam com os coiteiros quando escondiam o jogo e não faziam a coisa certa: fuzilar e sangrar em praça pública!

  3. A soma de executivos e legislativos municipais, estaduais e federal produz no Brasil a média de 800 normas por dia, sendo 50 só no setor tributário.

    Eu gostaria de ter a mesma esperança que alguns amigos aqui do JBF têm a respeito do futuro, mas não consigo. Só consigo achar que com nossa educação totalmente dominada e controlada pelo estado, as futuras gerações serão cada vez mais submissas e bovinas.

  4. Não bastasse isso, tem um monte de sacanas negociando teus dados com bancos, financeiras e tudo mais. Um dia desses recebi um ligação. O cara sabia meu nome completo, minha renda e tudo mais. Ofereceu um produto, mas disse que precisava de informações para confirmar que eu era. Eu disse: cara, você ligou para o meu número, pergunto de estava falando comigo, sabe onde eu tenho conta, quanto ganho, e ainda queres confirmar?

  5. Apesar da seriedade do seu artigo, fiquei espantado com o informação de que estão cobrando para que velho possa dar uma mijada em banheiro públicos., . . Não seria porque pau de velho esta sempre mirando para as seis horas, isso é , sempre apontando para baixo , e por isso, faz xixi no chão??? Desculpe a brincadeira viu, professor Adonis.

    • Caro Paulo,
      Estão cobertas de razão, mas…
      Como se diz lá na minha terra, em Pernambuco: Enquanto existir língua e dedo, Xereca não me mete mêdo.
      ahahahahah

  6. O que eu não daria para ter escrito este sensacional texto.
    Só verdades, todas arrasadoras .
    Esse texto deveria ser impresso e distribuído em todo Brasil, em todas as
    escolas e universidades. Ele demonstra qual é verdade do governo, como somos
    escravos da ditadura gerencial ,contra um povo subjugado aos ditames
    do poder governamental, , politico, jurídico.
    Quanto aos políticos só existe uma solução. Sou a favor
    da frase do mocinho nos filmes de faroeste. Político bom é politico morto.
    Muito oportuno o comentário do jornalista Alexaqndre Garcia que confirma
    com os absurdos demonstrados o exatidão do seu ótimo texto

    Obrigado professor.

Deixe uma resposta