A PALAVRA DO EDITOR

O leitor que escrever o melhor comentário sobre a participação do ex-ministro Sérgio Moro ontem no programa Fantástico, da Rede Globo, vai ganhar um brinde da Editoria do JBF.

E terá o seu texto destacado na seção “Comentários Selecionados”.

Pode anexar imagens, vídeos e fotos.

Por exemplo: uma imagem como esta que está a seguir:

Afinal, esta fantástica parceria, Moro-Globo, é um marco na história recente deste nosso país surpreendente e cheio de novidades.

Uma parceria que merece ser ressaltada, estudada, catalogada, discutida, comentada.

É fantástico!!!

Mãos à obra.

46 pensou em “CONVOCAÇÃO AOS LEITORES

  1. Caro Berto, bom dia.
    Me desculpe, caro amigo, mas estou impossibilitado de concorrer ao prêmio oferecido.
    Eu tenho por norma escrever somente sobre coisas e pessoas que eu conheço. Nesse quesito sou inflexível, não abro exceção..Nem mesmo quando, eventualmente, uma possa significar a extensão da outra.
    Receba meu forte abraço e tenha uma excelente semana.

  2. Papa Berto,

    Moro de Tróia, esta decidindo sua nova colocação , moleque de recados do SpTF ou então assessor da Globolixo. Quem pagar mais , leva.

  3. MORO SUBIU ENGANCHADO
    NAS ASAS DO BOM LADRÃO
    PEGOU UMA CARONINHA
    ACHO QUE NO MENSALÃO
    BOTOU LULA ENJAULADO
    AGORA TÁ DESEMPREGADO
    ENVERGOU A NAÇÃO

  4. Pelo que entendi, a entrevista do Moro foi:
    “O Bolsonaro disse que eu faria tudo o que eu quisesse;
    disse que o Congresso e o STF obedeceriam a todos os meus planos e desejos;
    tudo seria como na época em que eu era Juiz, todos tinham que me obedecer;
    agora vem o Bolsonaro, só porque é o Presidente da República eleito, dizer que quer mudar minhas escolhas;
    vem o Congresso, não aprova leis que eu queria, vem o STF, com seus entendimentos diferentes dos meus;
    assim não dá, pô!
    Assim eu não quero mais ser Ministro;
    vou sair, e vou dizer que é tudo culpa do Bolsonaro!”

  5. Abstenho-me de concorrer.
    Motivo: Desde que o señor WW foi demitido da tal emissora, tomei como NORTE jamais dar ibope para tal veículo de comunicação.
    Quanto ao señor Sérgio Fernando Moro, um homem que reside em um cantinho especial de meu coração ao lado de Reinaldo Azevedo, Joice Hasselman, Raquel Sheherazade e Janaína Paschoal, ainda estou digerindo o ato praticado pelo mesmo contra o presidente da República. Os cinco elencados muito me decepcionaram ao mudarem totalmente o discurso (um direito deles), mas quem manda no coração da gente? Continuarei amando cada um deles, apesar da decepção.

  6. Não sei os motivos pelos quais MORO ficou de saco cheio ou não com o governo do presidente Jair Bolsonaro e pediu afastamento.

    Também considero INEGAVELMENTE RELEVANTE os serviços que ele prestou ao País, mandando prender o MAIOR CRIMINOSO DA HISTÓRIA UNIVERSAL: LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA, e abrindo a porteira para que todos tomássemos conhecimento da corrupção endêmica que rolava no país, principalmente depois de sua redemocratização.

    Outrossim, não podemos nos esquecer que foi MORO que abriu a PORTEIRA para que o mundo inteiro tomasse conhecimento do quanto o PODER JUDICIÁRIO DO BRASIL é escandalosamente corrupto!

    Por tudo isso e muito mais AINDA CONSIDERO MORO a maior personalidade do Poder Judiciário!

    MORO é livre, e por ser livre ele pode dar entrevista a quem quer que seja.

    Por isso ainda o apoio na íntegra por todos os serviços que ele prestou ao Brasil no Poder Judiciário!

    Minha modesta opinião é: O ex juiz SERGIO MORO ainda continua a ser o homem que salvou o Brasil da GANGUE PETISTA!

    • Eu sei os motivos!
      Foi quando o presidente e os copresidentinhos resolveram interferir na Polícia Federal para salvar a pele dos familiares e dos amigos pessoais corruptos deles.
      Como o Jurista Sergio Moro é um homem íntegro, preferiu se afastar pra não sujar sua imagem.

  7. Eu poderia elencar milhões de motivos para você ler os textos de nossos maravilhosos colunistas e os comentários de nossos palpiteiros favoritos, mas creio que Umberto Eco pode explicar com mais propriedade. Escreveu o gigantesco Umberto Eco: “Chi non legge, a 70 anni avrà vissuto una sola vita: la propria. Chi legge avrà vissuto 5000 anni: c’era quando Caino uccise Abele, quando Renzo sposò Lucia, quando Leopardi ammirava l’infinito.. perché la lettura è un’immortalità all’indietro.” Umberto Eco.

  8. Mestre … tenho que dar a mão a palmatória …..

    Errei quando defendi Moro achando que entre JMB e ele,”craro” que o mentiroso era JMB por conta de toda a vida pregressa e todo o entorno de cada um ………

    Nem vi o fantástico ontem pois faz muito muito tempo que não vejo a Globo e não só em função da política, apoiando o ignorante, preconceituoso, machista, arrogante, mentiroso e criminoso Lulla, assim como e sua pupila….. a ANTA, mas, e sempre tem um mas, contra todos os seus programas a favor de bandidos e menores criminosos, contra a policia, a favor das drogas, da imposição do sexo e do homosexualismo em novelas – nos horários em que crianças estão ainda vendo TV – a favor do aborto, enfim com sua política praticamente contra todos os valores que sempre me foram muito caros, como familia, fé, lealdade, honestidade e a verdade.

    Somente depois de ver e ouvir as quase duas horas do video FANTÁSTICO de 22/04/2020, pude entender a covardia e a deslealdade do Moro com JMB ……;

    Minha justificativa é que Moro, apesar de desconfortavel no governo JMB, mas com a esperança de fazer ainda um bom trabalho no ministério e aí quem sabe, no futuro, em qualquer governo sério e liberal, viria de maneira natural a tão sonhada vaga no STF, muito compreensível pois é o ápice da carreira jurídica no Brasil …….

    Meu pensamento após o video foi que Moro, percebendo que as forças contra JMB eram muito fortes, sabendo que sua presença no STF era quase impossível em função destas forças e não acreditando que haveria alguma possibilidade de recuperação política de JMB, frente a sua política de confronto com o Congresso, resolveu abandonar o barco.

    Na reunião do dia 22, após ter sido cobrado “INDIRETAMENTE” pelos elogios recebidos do O Antagonista e sua reunião secreta com Álvaro Dias, decidiu sair do governo e achou que precisaria se preparar contra a destruição de sua reputação, menos aceitável, do que a própria morte Teoricamente heróica), na briga contra a corja do PT e sua quadrilha.

    1- Saiu antes da reunião ACHANDO que JMB, com ele fora da mesma, falaria algo mais comprometedor sobre a PF, já que, na sua presença JMB já havia dito sobre as regras do jogo neste governo e se preciso trocaria até ministro.
    2 – Pede demissão fornecendo o motivo real (mantendo sua reputação) e “sugerindo” um possível crime com a PF.
    3 – Quando começou a destruição de sua reputação, usou sua afilhada para manter a reputação de que “não se venderia pelo cargo tão sonhado no STF”
    4 – E aí veio o grande erro ……… na continuação da destruição de sua reputação, tentando se defender, sugeriu que um crime de JMB poderia tr sido cometido naquela reunião …….. Infelizmente fudeu-se……..

    O que vimos na reunião lavou a alma de qualquer brasileiro de bem…….

    Não tem preço a postura de JMB em lutar pela democracia, contra a ditadura, contra o preconceito, a favor da familia das privatizações, a favor do rearmamento, e basicamente a favor do povo brasileiro de menor capacidade intelectual e financeira…..

    Fiquei muito feliz e não tem preço ver e ler ….. “O AVISO” …… do General Heleno e logo depois ser apoiado pelo Ministro da Defesa e na sequencia a carta dos generais e coroneis da reserva numa dura crítica, aos calhordas do STF, embasada suas ações e posturas antipunidades ……

    Quanto vale ver e ouvir um ministro deste governo, vir a publico e alto e bom som chamar de vagabundos e tentar prender todos eles ( acho que apontou para o congresso),……… “.. a começar pelos vagabundos do STF …”

    Quanto vale Paulo Guedes ….. “… BB está prontinho …. Privatiza esta merda…”

    Quanto vale Damares …… “….. COVID vai passar, mas nós vamos processar e prender governadores e prefeitos pelos crimes que cometeram …”

    Quanto vale o Pedrão da CEF …. ” Se fosse comigo ia buscar minha arma e era matar ou morrer ..”

    Quanto vale ouvir, JMB em alto e bom som encher a boca e chamar Dória de bosta …..

    Quanto vale ver …….. Maia e Alcolumbge calados e recolhidos a sua insignificância política …..

    Quanto vale ver……. Barroso, o abortista, “pianinho” tentando justificar que o juiz de merda “não solicitou a apreensão do celular”, sabendo que o pedido da canalhada, pelo seu absurdo, deveria ser liminarmente rejeitado e arquivado……..

    Quanto vale ver ……. o boca de buceta, “pianinho”, na mesma linha do colega Vagabundo tentando justificar o juiz de merda……..

    Quanto vale ver e ouvir ….. o silencio dos vagabundos do STF que entenderam perfeitamente o recado DIRETO das “forças moderadoras” sobre suas ações e posturas calhordas com os criminosos deste nosso Brasil …….

    Quanto vale ouvir o silêncio do criminoso, ainda solto e muito falante, por ações ilegais dos vagabundos conhecidos …..

    Peço desculpas aos companheiros desta gazeta por ter insistido em defender o Moro e hoje, independente do serviço já prestado, ter a convicção de sua covardia ao não enfrentar junto com esta puta equipe, as forças retrógradas que insistem em não reconhecer mossa mudança política como povo brasileiro e aceitar que a MAIORIA quer este presidente e seu plano de governo implementado no Brasil ……….

    Combate a corrupção, privatizações, decisão pessoal para se armar ou não, respeitar a familia e
    suas tradições, acabar com os privilégios e mordomias imorais dos parasitas do funcionalismo
    público, modificar o sistema eleitoral e acabar com a farra do dinheiro público para Congresso e
    sistema Judiciário e principalmente implementar a punidade real aos criminosos, com agravante
    para aqueles que são pagos com o dinheiro do povo de bem.

    Como disse JMB muito claramente no video, este governo TEM de ser o governo para a MAIORIA, respeitando a minoria….. Perfeito…!!!!

    Seu plano de governo foi o vitorioso em uma votação democrática e portanto TEM de ser respeitado…….

    Não sei se meu erro “merece” perdão mas sempre foi pensando no Brasil e tentando manter o julgamento em fatos que possam ser comprovados por palavras e atos reais …….

    O video de 22/04 deixou bem claro as palavras, atos e INTENÇÕES deste presidente esua equipe.

    Não sei se foi uma boa histórinha mas, sempre tem um mas, esta é minha história política nestes meus quase 70 anos de vida…….

    Espero que eu ainda possa ver o Brasil como um grande País e não motivo de chacotas e falta de seriedade, função dos absurdos que a IMPUNIDADE, incompetência e má fé causou e ainda vem causando………

    • Escreve Arthur: Espero que eu ainda possa ver o Brasil como um grande País…

      Todos os que votaram no tal Jair desejam o mesmo, meu caro Arthur.

      Grande abraço!!!!!

    • Maravilha de texto, Arthur. Na minha modesta opinião, Moro não aguentou o tranco, despreparado que é na putaria política, pois vivia numa redoma jurídica inexpugnável. Se tivesse ficado no juizado, em dezembro estaria no STF. Apostou e perdeu.

      • Pois é Carlos…

        Eu acho q esse que foi o problema…. Moro percebeu que nunca seria aprovado para o STF, pois a balança da 2a. Instancia mudaria de lado e a canalhada estaria lascada…. PIOR…..

        Pertencendo ao governo de JMB a chance era praticamente zero……

        O resto fica por conta da nossa especulação e nunca saberemos……

        De qqr modo foi bom pois o nosso “poder moderador” mandou seu recado duro e com os alvos bem definidos….

        Vamos aguardar e continuar torcendo pelo Brasil

  9. UTILIDADE PÚBLICA: ÓTIMA NOTÍCIA PARA QUEM PARTICIPA DO FIES.
    Bolsonaro mandou publicar nesta segunda-feira, no Diário Oficial da União, a resolução que permite a suspensão de parcelas do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (suspensão de duas parcelas para contratos em fase de utilização ou carência e quatro parcelas para aqueles em fase de amortização. Não haverá cobrança de juros ou multa por atraso de pagamento sobre as parcelas suspensas.) durante estado de calamidade pública provocada pela pandemia de coronavírus. O estudante deve fazer o pedido ao seu agente financeiro.

  10. Já o disse e volto a REPETIR:

    O Jornal da Besta Fubana é a obra-prima do nosso editor LUIZ BERTO.

    No mundo nunca existiu e jamais vai existir um JORNAL que usa e abusa da palavra DEMOCRACIA na sua essência!!!

    Todos os comentários postados aqui comprovam essa verdade científica!

  11. Dia 22/04/2020 o Presidente fez uma reunião ministerial para fazer um balanço das ações contra a Covid-19 e cobrou de maneira firme seus ministros, especialmente da Justiça e Segurança Institucional, medidas para protestar contra desmandos de alguns Governadores e prefeitos que estavam adotando atitudes ditatoriais à reboque da doença.

    “A verdade acima de todos, fazer a coisa certa acima de tudo”

    Foi com este lema e com uma saída midiática de abalar o mercado financeiro, que às 11 hs do dia 24/04/2020 Moro fez sua saída do governo e lançou sua candidatura para 2022. Atirou no Presidente da República acusando-o de tentar interferir na PF para benefício de sua família.

    24 horas antes do anúncio da saída avisou um site mantido por aplicadores financeiros, detalhes do que aconteceria. A dona do site provavelmente lucrou muito com isso.

    Jair Bolsonaro, com sua equipe ministerial, às 17 horas se defendeu, dizendo que jamais interferiria na PF em benefício próprio.

    À noite foi para o JN – Globo mostrar conversas de cunho particular entre ele e sua afilhada Carla Zambelli, dizendo que no momento certo apresentaria as provas das graves acusações que fez.

    Domingo no Fantástico – Globo (26/04) fez uma entrevista para falar bem de si mesmo.

    Passou-se o tempo, inquérito aberto, responsável no STF, Celso de Mello, depoimentos foram dados à PF e PGR em tempo recorde, com convocação de 3 generais 4 estrelas do EB convocados a testemunhar sob ameaça de condução coercitiva. Nenhuma novidade, ao contrário, todos os depoimentos conduziram à versão de que JB não interferiu na PF.

    “Ah, mas tem a gravação da reunião” disse Moro, alegando que esta comprovaria sua tese.

    Na tal reunião, de 2 horas, reservada à equipe ministerial, discutiu-se de todos os assuntos, inclusive relativos à segurança nacional.

    Celso de Mello, novamente em tempo recorde solicitou a gravação, que foi entregue mediante solicitação de não publicar assuntos não relevantes ao inquérito.

    Publicou-se tudo, apenas poucos trechos que dizem respeito à política externa ficaram de fora, mesmo assim com todos sabendo do que se tratava.

    Mais uma vez a montanha pariu um rato, nas palavras do VP General Mourão.

    Desespero total e o Fantástico foi acionado mais uma vez em 24/05/2020, porém não repercutiu nada, uma vez que Moro já era.

    Agora tenta-se blindá-lo da incriminação de denunciação caluniosa, crime que cometeu ao imputar ao PR intenção de interferir na PF para benefício seu e de seus filhos, coisa que os Isentões compraram, inclusive alguns aqui do JBF.

  12. Que falta de memória. Como a politicagem tenta conseguir apagar a
    memória e os feitos de um grande homem. GRANDE e incorrupto, que
    desistiu da sua brilhante carreira de renome internacional para servir
    ao Brasil e com todas as falsas garantias dadas pelo novo presidente ,que
    foram jogadas na privada para poder encobrir as patifarias dos seus filhos.
    O Nobre Juiz Moro teve que engulir sapos diáriamente e agora os
    seus acusadores ficam dizendo que ele foi traidor etc.. Na verdade
    ele teve que vomitar tanta coisa indigesta que estava engolindo, de quem se
    aproveitou da sua fama e hombridade , honradez e sapíência jurídica
    para dizer e querer demonstrar que tinha um grande governo com pessoas
    de alto valor reconhecido.
    Não vi a entrevista na TV Globo, pois não assisto essa tv há mais de
    quarenta anos, vi hoje pelo Youtube e fiquei perplexo ao constatar que
    numa entrevista de apr. 30 minutos o juiz Moro, NAO DISSE Um único
    palavrão, já o Bozo teria oportunidade de vomitar dezenas de
    palavrões e impropérios, indigno do cargo que exerce e demonstrando a sua
    falta de educação.
    Moro cometeu um crime com a entrevistas ? Sim, APENAS por ter escolhido
    a TV Globolixo, poderia ter usado outra tv.
    Não vi nada de errado com o ex Juiz Moro, é um homem educado, preparado
    e um ótimo candidato a substituir o Bocage presidencial.

    VOTEI NO BOZO, MAS MEU VOTO ELE NÃO TERÁ NUNCA MAIS.

    • Prezado D.matt …..

      Lamentável que voce não tenha assistido ao video …..
      São duas horas mas é de lavar a alma de qualquer brasileiro do bem, independentemente dos palavrões…….

      Eu também defendi o Moro até ver o vídeo ….. Acho apenas que Moro não tem estômago para enfrentar esta canalhada de Brasilia e não queria arriscar sua reputação, achando que estaria em um governo que poderia cair …

      Fez uma aposta errada em relação ao que teria acontecido na reunião, depois da sua saída extemporânea dela…. Errou, e só não errou mais por não ter acusado JMB de um crime, pois não tinha certeza de que teria acontecido…. Apostou, errou e perdeu muito,

      Acho que sua reputação era, ou é ainda, mais importante que sua vida e errou sim, pois foi medroso e desleal com toda a equipe de ministros, pois sabia o que já tinha acontecido ( muitos palavrões – vagabundos do STF – Bosta do Dória – Prisão de governadores e prefeitos ) e imaginou que com sua saída a reunião degringolaria para algum crime …….o que para ele infelizmente e para nós felizmente, não aconteceu ……

      Claro que não invalida sua coragem, capacidade e competência ao enfrentar, e GANHAR, do PT e seus quadrilheiros, públicos e privados, mas a minha impressão é que sua reputação tem mais valor que sua vida ……

      Portanto, acho que errou ao ser desleal com o Brasil, pois poderia ter provocado uma merda geral como aconteceu com a calhordice do Joesley em cima do Temmer…… , e veja que não se fala mais nisso…… Os dois sumiram ….

      Assista ao video e depois comente ……. Vale a pena……

  13. Dr. Sergio Moro conta com minha confiança. É integro. Permaneceu no governo até onde o “elástico” permitiu. O Presidente está escorregando, e muito, no tomate. Quando Moro mostrou a ele, Jair, que não era interessante interferir na PF sabia do que estava falando. O presidente sem interferir estava preservado. Ele não entendeu. Agora, já interferindo, vai ser, logo, logo, responsabilizado por um monte de coisas que virão no futuro. Aguardem. Com relação ao palavreado: sempre soube dos rompantes do Presidente. Mas nunca imaginei que, numa reunião com as mais altas autoridades do executivo, o nível de baixaria fosse tanto. Logo Bolsonaro, que evoca o nome de Deus a cada instante, se expressando com um vocabulário chulo, podre. Com isto não só mostrou sua pouca compostura. Mostrou, também, desconhecer Mateus 12:34 – “a boca fala do que está cheio o coração”. O Presidente claramente esquece do Deus do qual tanto fala. Perdeu Sergio Moro, está se juntando ao que existe de pior no conjunto chamado Centrão, elegeu Roberto Jefferson leão de chácara de sua tropa de choque. Só está faltando aprovar a nova CPMF. P.S. Jamais será um Roosevelt ou Churchill. Pobre Jair Messias.

  14. Deixo uma FRASE aos que aproveitam este espaço democrático apenas e tão somente para ATAQUES ao atual governo. Uma frase de alguém que produziu milhares de textos em diversos governos brasileiros, que ficaram para trás.

    Disse o señor Guzzo: “Na maioria dos países do mundo há um inimigo comum – o vírus. No Brasil, o inimigo é quem defende um ponto de vista diferente do seu.”

    Aprendam com que entende de democracia. Aprendam com McCain: “Quando John McCain (Partido Republicano) perdeu a eleição para Obama (Partido Democrata), disse o seguinte: ontem ele era meu adversário, a partir de hoje ele é meu presidente.”.

  15. Se ainda houver tempo, sugiro ao aprazível e incansável (ligado na tomada 72 horas por dia) editor Berto que dê ciência ou faça chegar ao nosso presidente da República, essa sua oportuna promoção haja vista Bolsonaro ser um frasista de mão cheia. A prova é tanta que, eis a elengatérrima ou finíssima frase que o primeiro mandatário pronunciou, na exemplar reunião do dia 22 de abril(dia do descobrimento do Brasil), perante o seu corpo ministerial reunidos no suntuoso Palácio do Planalto.
    Referindo-se ao seu grupo de trabalho disse o seguinte: “O pessoal daqui de lado pode empurrar uma trosoba pra cima da gente”. Curioso que fiquei com o vocábulo TROSOBA, dirigi-me tanto ao dicionário quanto à ferramenta GOOGLE e eis o que constavam lá: trosoba, informa as ferramentas de consultas, é um pênis gigante, de tamanho desproporcional…

    P.S.: – Confesso que a depravada Dercy Gonçalves ficaria horrorizada, de queixo caído ou com as “buxexas incarnadas” diante de uma reunião tão solene e dentro de um padrão altamente civilizado como àquela.

    • Ah vá, Dercy ficando horrorizada com palavrões ditos na reunião ministerial.

      Conta outra que nessa o nobre Altamir forçou a barra.

      Menos Altamir, menos.

      Com todo o respeito.

  16. Alguém já enunciou: a política é a arte de engolir sapos.
    Os sapos se desenvolvem em etapas, desde ovos, larvas…girinos, anuro.
    Moro não passou pela fase de engolir girino. De minha parte fico com o que disse o Aparicio Torelli: ” De onde menos se espera, daí mesmo é que não sai nada”.

  17. O Dr Sergio Moro,homem vocacionado para a ciência do direito, acreditando que como ministro de estado, teria mais fôrça para combater a plaga da corrupção, que assola nosso país desde os idos de 1500. Ouviu o canto da sereia, abandonou 25 anos de carreira, aceitou o convite para dirigir o Ministério da Justiça, de “porteira fechada. Logo percebeu que não teria apoio em sua cruzada santa contra o mostro da corrupção. Os códigos do mundo político,são completamente diferente dos códigos da sua área de atuação. Ao sentir interferência no ministério não lhe restou outro caminho, sair de cabeça erguida antes que fosse demitido ex offício . O Brasil deve muito a esse seu filho ilustre.

  18. Na concorrida reunião comandada pelo sofisticado Capitão Trosoba, o grau de satisfação foi tamanho que das 42 palavras que se dizem somente a juiz de futebol pronunciadas naquele depurado ambiente, 29 saíram da boca desse Bunda Suja que adora falar de pênis avantajado. Eis os números: 4 merda; 7 bosta; 8 porra; 3 foder; 1 putaria; 2 filho da puta; 2 puta que pariu; 1 cacete; 1 trosoba.

    P.S.: – Isso é linguajar do cabaré de Maria do Bago Mole como tão bem nos retrata, semanalmente, o bom colunista TAVARES.

  19. Puita qui pariu! De repente apareceram pudicos comentaristas, ressurrectos vitorianos a recriminar o jotabê. Que continuem a segurar a máscara do Moro, tudo bem, afinal o magistrado foi sim um herói nacional até se deixar picar pela mosca azul. 0 poder é o mais capitoso dos elementos a que esta sujeito o homem em uma estrutura social, o Serginho sucumbiu, o que não faz dele um criminoso, apenas um traíra!

  20. O Capitão Trosoba que é um invejoso contumaz ficou virado numa arara, quando, na reunião, o presidente da Caixa, Pedro Guimaraes, elogiou o Ministro Sérgio Moro, ao mesmo tempo que agradeceu por Moro ter editado uma portaria a respeito dos vigilantes da Caixa.
    a verdade de Moro sempre esteve em seus gestos educados e serenos durante seu modo de proceder naquela reunião. O mesmo não se pode dizer do Trosoba, com Aquele olhar fulminante para o ministro que foi o mais contundente destes sinais corporais. O Capitão invejoso ficava espumando de ódio ou bastante incomodado toda vez que algum ministro mencionava Moro ou o Ministério da Justiça e Segurança Pública de maneira elogiosa.

    P.S.: – Como dizer palavrão tá na crista da onda, do jeito que a TV GLOBO tá arrombada na mão de Bolsonaro, ela vai dar a carga toda em defesa de Moro, para elegê-lo presidente e escapar da guilhotina do Capitão Trosoba que já avisou que vai tirar a Globo do ar em 2022. A essa altura, Moro já deve ter dado a palavra aos Marinho: Ele tira um “carai de asa” e, se tirar, Moro eleito, traz a Globo de volta!!!

  21. Caro editor. Só participarei desta sua convocação quando o Sérgio Moro der entrevista nesta gazeta escrota porque fazem anos que nao vejo a Globosta. Mesmo que o entrevistador seja o Goiano.

  22. O maior feito do homem foi condenar o Corrupto de Garanhuns baseado nas investigações da PF e do MPF . Se não condenasse o molusco sr ex- presidente com todas as provas que recebeu das outras autoridades das investigações , estaria longe dos holofotes e debaixo de muito cacete . Não fez mas que a obrigação. Qualquer juiz o teria feito neste caso , porque senão daria muito na vista. Depois disto virou ministro e nada mais de destaques da Operação Lava jato nos noticiários. Agora é que ela está voltando. Não se pode dizer que seja corrupto o algo do gênero . Alguns por aqui o consideram um Querubim , outros mais frenéticos um Íncubo . Porem seu comportamento mostra que não passa de um mísero mortal , como todos nós sujeito a falhas chiliques e ser metido a besta. E por escrever sobre metido a besta , quantos dias faltam na contagem do Goiano para o Presidente renunciar?. É preciso ter na tela a contagem regressiva.

  23. Parece que descobrimos porque o lord , gentlemen , ou que diabo for , apareceu na tela . É que “a essa altura , Moro da deve ter dado a palavra aos Marinhos : Ele tira um “carai de asa” e se tirar Moro eleito , traz a Globo de volta !!!!.” Eu não duvido nada que o camarada não tenha feito o que disseram no comentário lá em cima. Alô Moro ! descobrimos mais uma! . Quer dizer que se Bolsonaro não renovar a concessão da globolixo tu vais trazê-la de volta se for eleito ?. Bom , tu não vai ser eleito para nada , mas o Goiano ganhou mais alguns pontos na corrida presidencial.

  24. É de dar água na boca o MODUS OPERANDI dos gorilas do Arruaceiro Trosoba em defesa do linguajar inadequado de quem deveria ser exemplo…

    P.S1. : – O BOZOLULISMO é uma faccão que veio para ficar. No campo do radicalismo, fanatismo e da cara de pau, como eles se parecem, como eles se entendem, como eles se merecem…

    P.S2.: – Esses mesmos gorilas agora estão agredindo jornalistas. Ô sina maldita essa nossa!!! Nem bem nos livramos dos fanáticos do Seboso de Caetés e aparece esse grupo de gorilas em defesa do Arruaceiro Bunda Suja atropelando quem surgir à frente desses primatas…

  25. Seboso de Garanhuns. Nasceu lá. Wikipédia e FGV . E os gorilas não são piores que os chipanzés amestrados do traíra , que agora defendem picaretas do jornalismo , globo lixo , foice de S.P. e outras porcarias do gênero . Já tomou sua dose de cloroquina hoje ? Bolsonaro quer te ver livre deste monte de vírus logo.

  26. Decepcionante a escalada da falta de bom senso que leio no outrora isento JBF! Parece que uma meia dúzia de BolsonarIstas doentes tomou conta e tal qual os fanáticos lulistas defende seu “deus” com unhas e dentes, contra toda e qualquer evidência, detratando acusadores, batendo duro em quem tem opinião diferente, agredindo a imprensa, enfim, fazendo absolutamente tudo o que mais criticávamos na escumalha do PT. Ao meu ver, o maior traidor, nessa história, é o Bolsonaro pois com suas trapalhadas trai a maioria de seus eleitores (aqueles criticos e conscientes) e pode acabar devolvendo o poder aos ladrões anteriores. Só os 18 ou 20 % de BolsonarIstas fanáticos não irão reeleger essa toupeira que vai perder a eleição sozinho, para ele mesmo!

  27. COMENTÁRIOS SOBRE A ENTREVISTA DE SÉRGIO MORO AO FANTÁSTICO

    Em entrevista à repórter Poliana Abritta, no Fantástico, o ex-ministro da Justiça e da Segurança Pública Sergio Moro tentou, mais uma vez, depois de outra passagem pela Globo, comentários na mídia e em sua conta no Twitter, justificar o erro que cometeu quando resolveu virar a mesa e sair como vítima e herói ao mesmo tempo, ao pedir seu desligamento do cargo.

    Deve estar agora frustrado com o resultado de sua lambança, bem diverso do que previa, pois em lugar de favorecê-lo, como talvez tenham previsto aquele ou aqueles que, supomos, o tenham aconselhado a dar este passo e ainda de forma espetaculosa, como o foi, certamente por força de alguma sugestão maluca de aliados de última hora ou até de sua mulher, esperançosa de um dia se tornar a primeira dama, por que não ¿

    O fato é que o resultado de suas acusações revelou-se pífio, e estas manifestações tuitadas, entrevistas, etc.; são tentativas de melhorar suas acusações sem provas e de fraca repercussão naquilo que interessa, ou seja, a prova de interferência política do presidente nas ações da Polícia Federal.

    No vídeo da entrevista, a Policia Federal é mencionada 20 vezes, tanto pela repórter quanto pelo entrevistado, mas apesar da alegada interferência na Polícia Federal ser o tema central, por ser de maior interesse, ante ter sido eleito como causador da ruptura do Ministro com o Governo, não se verifica nas perguntas e nas respostas evidências claras de ações indevidas do Presidente no sentido de direcionar à PF, através de qualquer dos seus co0mponentes, ordens no sentido de, por exemplo, retardar, promover ou estimular ações. Também o ex-Ministro também não chega a afirmar isto ou aquilo, limitando-se a emitir suas deduções diante das cobranças do Presidente por uma ação mais efetiva em favor de sua segurança pessoal e dos familiares, bem como buscou chacoalhar a inércia de quem deveria agir, em relação aos abusos e arbitrariedades dos Prefeitos e Governadores perante a população, onde algumas pessoas foram presas, depois de brutalizadas por policiais civis, militares e guardas municipais, ao serem colocadas à força em camburões e até algemadas.
    Reclamar destas coisas é interferir ou é o cumprimento de um dever,¿ o de proteger o cidadão de bem, impotente ante policiais armados e em grande número, se desarmados, caso dos GM de Araraquara ao prender uma mulher em praça pública por estar fora de sua casa, simplesmente por isto.¿¿¿¿

    O Dr. Sérgio Moro, escaldado face uma manifestação do Ministério Público de que poderia ser enquadrado em calúnia e difamação caso não provasse as suas acusações, comportou-se, no depoimento ao STF e em suas demais manifestações, com muita cautela, afirmando reiteradamente que, apesar de estar acusando o Presidente de condutas a seu ver irregulares, não pode afirmar que o mesmo cometeu algum crime., deixando o julgamento a cargo da Justiça.

    A entrevista durou cerca de 20 minutos e foi um primor de inutilidade, lembrando os pronunciamentos do Ex Ministro Delfim Neto na televisão, na época da ditadura, onde ele, discorrendo sobre a eco0nomia da época, falava, falava, falava e não dizia absolutamente nada. Espantoso como era ouvido, dizia abobrinhas e ninguém dava bola. O Moro está assim ! Pensasse melhor, tapasse os ouvidos a certos arautos e não estaria hoje nesta angustia de tentar provar a sua tese sob pena de ver diminuída (ainda mais) a sua biografia que dizia querer preservar.

    Na entrevista, o ex-juiz começou dizendo que nunca teve a intenção de prejudicar o governo de qualquer maneira, mas que se sentiu na obrigação, ante a interferência política do Presidente da República, tanto na direção geral, como também na superintendência do Rio de Janeiro, sentiu que era sua obrigação revelar ao mundo as razões de sua saída. Esqueceu as boas maneiras, pois deveria antes ter exposto as suas razões ao superior. Da forma como fez, revela-se falsa a afirmação de que não queria prejudicar o0 governo, já que o seu pedido de demissão foi público, filmado e televisado, o que denota a busca do impacto, do sensacionalismo, em ato puramente teatral, de caso pensado.

    Na argumentação do Moro à repórter sobre as razões pelas quais entendia que o Presidente interferia na PF, disse, que evidenciava esta interferência a afirmação do Presidente que “queria trocar, intervir, porque os serviços de inteligência não funcionavam, ele precisava trocar”. E conclui dizendo : “E ele ali, me parece claro, até pelo gestual que ele realiza, que ele se refere a mim.” Como visto, as argumentações são fracas, ausente os elementos aptos a formar uma convicção, salvo melhor juízo.

    Não é segredo a ninguém que o Presidente Bolsonaro foi esfaqueado em 6 de Setembro de 2018, em Juiz de Fora e que até o presente momento nada foi esclarecido. A procura de pistas, a Polícia Federal esbarrou com a proibição de identificar os patrocinadores dos quatro advogados que, até de jatinho, acorreram imediatamente àquela cidade para dar-lhe assistência jurídica. Proibidos pela “ética” de identificar quem os estava pagando, o governo foi à Justiça, mas uma decisão liminar, em atendimento a um pedido da OAB nacional, impediu a realização de perícia no celular do Dr. Zanone, um dos advogados de Adélio Bispo.

    Esta indefinição, o desconhecimento da identidade dos verdadeiros culpados, acrescido de várias ameaças de morte, via internet, além de outras declarações hostis de vários inimigos políticos, inclusive ex-aliados, como o Deputado Alexandre Frota, aquele ex baba ovo que um dia levou Carlos Alberto de Nóbrega ao Congresso, lembram ¿ Depois de expulso do PSL por críticas públicas ofensivas ao Presidente em Agosto 2019, disse dois meses depois que o Adélio foi incompetente ao não ferir de morte o mandatário, permitindo-lhe a recuperação.

    Com tudo isto, fica claro que é legítima a preocupação Sr. Presidente com sua segurança e de seus familiares. Penso que ele acorda todo o dia perguntando-se se não será o último. É o que sente o soldado que acorda no campo de batalha, ao vestir as botas para mais um dia. É c0mo eu me sentiria, mormente se já houvesse sido esfaqueado e tivesse `no meu entorno tantos inimigos sedentos de poder e dinheiro, a ponto de sentirem há muito os efeitos da síndrome de abstinência. Nestas condições vale tudo, até assassinato, como já tentado.

    À maioria das indagações da repórter, houve respostas evasivas, como quando ela perguntou se o Presidente comentou que estava preocupado com a possibilidade de alguém vir a prejudicar familiares e amigos, preocupação esta externada até na mesma reunião, Moro respondeu “Sergio Moro: Quem tem que dar essa explicação, quem tem que esclarecer o sentido dessas afirmações, a meu ver, é o Planalto, e não o ex-ministro da Justiça. Veja, o presidente, ele externou publicamente, diversas vezes, as preocupações que ele tinha em relação aos filhos dele, né? O que existe é todo um contexto, que é a necessidade externada pelo presidente de colocar pessoas de confiança dele e uma insatisfação com serviços de inteligência que eram prestados pela PF”. Quer dizer, falou, falou e nada disse. Não respondeu à acusação de que era omisso e ainda ajudou o Presidente ao dizer que reconhece que as preocupações se referiam aos filhos, o que é natural a quem sofreu uma tentativa de assassinato ainda sem solução, daí que quando usada a palavra “prejudicar”, deve-se entender como medo de algum atentado aos familiares, plenamente justificável, haja visto a quantidade de malucos soltos, que fazem tudo por dinheiro, como deve ter sido o caso do Adélio.

    Por tudo isto, achamos que o Dr. Moro comportou-se como um parvo, atoleimado, omisso, um sujeito que estava dentro do governo, mas para trabalhar dentro de seu gabinete, não incomodar ninguém e não ser incomodado, como quando era juiz. Ele saiu do cargo de juiz, mas a juízite não o deixou. Se não, como explicar estas declarações, dignas de uma pessoa vacilante e omissa, como quando diz, de forma cândida, ao tentar justificar sua letargia frente aos acontecimento0s à sua volta : Veja, o presidente, ele externou publicamente, diversas vezes, as preocupações que ele tinha em relação aos filhos dele, né? O que existe é todo um contexto, que é a necessidade externada pelo presidente de colocar pessoas de confiança dele e uma insatisfação com serviços de inteligência que eram prestados pela PF. Agora, tem que ver o que ele entende exatamente como “serviços de inteligência”, que pra ele estavam insatisfatórios’. Depois de passar dezesseis meses vendo calado as situações adversas acontecerem, em detrimento de seu ministério, como a perda do COAF, o enfraquecimento da lei anti crime, a queda da prisão em 2ª Instância, as prisões arbitrarias, a soltura geral de presos, etc. a única coisa que o tirou da inércia foram as cobranças do Presidente por maior empenho e atitude, fazendo com que seus subordinados fizessem a sua parte e que o Governo, pela sua palavra, fosse ouvido, senão para sobrestar ações maléficas, ao menos para impor respeito perante as demais autoridades e o público em geral. Curiosa, ante a fraquezas das alegações, a repórter perguntou : Poliana Abritta: A pergunta que surge é se o senhor teria guardado alguma prova justamente para não parecer que teria sido omisso em relação a alguma possível conduta criminosa do presidente durante a sua gestão.Sergio Moro: Não, de forma nenhuma. Não houve nenhuma situação. Toda situação eu revelaria, se fosse o caso. Claro que existe todo esse contexto também, que eu mencionei antes, de um desapontamento em relação à falta de empenho do presidente em relação à agenda da anticorrupção. Em outro trecho, foi cauteloso : “Cabe agora às instituições – PGR, Polícia Federal e o próprio Supremo Tribunal Federal – fazer avaliação sobre esses fatos. Na minha parte, não me cabe emitir opinião específica a esse respeito.” Quer dizer que acabou a munição ¿ Então, parece que esta guerra está perdida, por mais que ele incomode na mídia. O que dizer a seus conselheiros, de casa e fora dela ¿

    Perguntado sobre o alegado sistema de informações do Presidente, disse que “isto tinha quer ser perguntado ao Presidente, estranhando que ele desejasse ser informado pelos serviços oficiais, como se eles não existissem. Estranha esta resposta.

    A repórter, em se tratando da Globo, não poderia deixar a maldade de lado. Ao formular uma de suas, resolveu, de caso pensado, por concluir que a declaração do Presidente de que poderia interferir nos Ministérios, ao mesmo tempo em que virava a cabeça para a esquerda, tal gesto significava que se referia à Sérgio Moro e mais especificamente à Polícia Federal, dando assim uma ajudazinha ao vacilante entrevistado, que se sofreu críticas, foi justamente pelo fato de ser assim, vacilante,logo inoperante no cargo, o que esgotou a paciência de seu chefe. A sua resposta`à pergunta se achava que o fato do Presidente olhar em sua direção, o levou a concluir que a interferência seria na Polícia Federal e não uma mudança na segurança pessoal e familiar dele, respondeu pondo seu achismo, que “Acho que o vídeo fala por sí. Quando o Presidente olha na minha direção, isto evidencia que ele estava “alando deste assunto da Polícia Federal”.

    O Dr Moro, na entrevista, chega a criticar o Presidente pelo fato dele querer adequar melhor as suas defesas, tanto no campo pessoal quanto na política, como ao comentar, depois de ver aliados sendo citados pelo STF, que isto era mais um motivo para troca. . Não que os deputados não possam ser incomodados, mas serem aliados do governo não pode ensejar tratamento diferenciado, num privilegio às avessas, como alias ocorre com o filho do Presidente.

    Na continuidade, o Dr. Moro acusa o Governo de dar pouca importância ao combate a corrupção, na medida em que, sempre por decisão do Congresso, o COAF foi retirado do Ministério da Justiça, o projeto anti crime foi esvaziado, mutilado. Queixa-se de que o STF derrubou a prisão em segunda instância e de que o seu projeto de emenda constitucional para restabelecê-la não andou, tudo por falta de apoio do Presidente, ao que consta. Conclusão imotivada, à falta de citações que digam respeito à Polícia Federal, pelo eminente Dr. Moro : :”Então, essa interferência na Polícia Federal, a meu ver, vem no âmbito de um contínuo. Em que eu via essa agenda anticorrupção ser cada vez mais esvaziada” Assim concluiu, após mencionar sua discordância à aproximação com o Centrão : “O governo se vale da minha imagem, que eu tenho esse passado de combate firme contra a corrupção, e de fato o governo não está fazendo isso. Não é? Não está fortalecendo as instituições para um combate à corrupção”.

    Finalizando esta breve análise, observamos que o douto causídico, provocado pela repórter, entrou em co0nsideações críticas ao governo, sempre de forma negativa, citando a troca no Ministério da Saúde, com a saída do Dr. Mandetta, o posicionamento de Bolsonaro na pandemia, contrário ao interminável “l0ockdown” que destrói a economia mas tem resultado incerto (“ posição muito pouco c0nstrutiva” no entender do douto), disse que a prisão de inocentes é legal por prevista no art. 268 do Código Pena, que fala em desobediência +à leis sanitárias, sem mencionar em quais circunstâncias este crime teria aplicação imediata, como é o0 caso das prisões arbitrárias, algemas, violência física, etc. Por duas vezes, ao menos, disse que se sentia desconfortável em reuniões.

    Para terminar, fechando o ciclo de maldades, desta vez de ambos os lados. A repórter fez uma absurda ligação entre a reunião, a pandemia e a necessidade externada pelo Presidente de dar andamento ao seu projeto de liberação de armas, perguntando ao Ministro o seguinte, imitando o que já dizem os militantes de esquerda a respeito, quando dizem que o Presidente quer que os cidadãos enfrentem os policiais, Prefeitos e Governadores à bala : Sergio Moro: Dentro do governo, lembro de varias reuniões que eu participei – isso pode ser dito melhor pelo ministro Mandetta – em que foi alertado o risco de que houvesse essa escalada de mortes. E, no entanto, me parece que falta um planejamento geral por parte do governo federal em relação a essas questões. Agora, eu acho que a minha própria lealdade, ao próprio presidente, demanda que eu me posicione com a verdade, com o que eu penso. E não apenas concordando com a posição do presidente. Se for assim, não precisa de um ministro, precisa de um papagaio. Em nenhuma circunstância se pode concordar, digamos assim, que o armamento sirva de alguma forma para que as pessoas possam possa se opor, de forma armada, contra medidas sanitárias.
    Poliana Abritta: Mas foi justamente isso que o presidente Bolsonaro defendeu na reunião: que a população fosse armada, inclusive com o intuito de se rebelar contra governadores e prefeitos. E o senhor estava ali presente.
    Sergio Moro: Sim, mas veja, não há espaço ali dentro das reuniões – me pareceu muito claro -, não existe um espaço ali para o contraditório.
    Poliana Abritta: No dia seguinte, saiu uma portaria, assinada pelo senhor e pelo ministro da Defesa, aumentando a possibilidade do cidadão comprar munição, de 200 cartuchos por mês para 550 por mês. Essa atitude do senhor foi resultado dessa pressão que o presidente fez na reunião?
    Sergio Moro: Certamente. Eu não queria também que isso fosse utilizado como um subterfúgio para desviar a questão da Polícia Federal, da interferência na Polícia Federal.

    Como visto, o Doutor agora é um militante, pois inventa e mente como tal.

    Lamentável. Acho que a Dra. Rosangela Moro jamais será primeira dama, se depender dos brasileiros. Tanto é verdade que até o Dirceu, veja só, torce contra.

Deixe uma resposta