3 pensou em “TEM QUE COLORIR O PAPEL DA PROVA

  1. Esse protótipo pra lá de mal-acabado de “prof” (pois nem sombra de um verdadeiro professor é) devia na sua negração começar mudando o próprio nome.

    Querem nome mais embranquiçado do que Wellington e outros semelhantes – muito comuns em lords ingleses?

    Devia, pra começo de conversa – se é que dá pra conversar com um jumento ( imbecilizado pelo freireismo) como esse!!! – escolher um do tipo Benedito e outros assemelhados.

    E pelo sobrenome Lopes, deve ter tido um antepassado cristão-novo, ou seja, um judeu, que – para não morrer nas fogueiras da Inquisição ibérica – aceitou(?) converter-se ao catolicismo.

    Esse branco deve, obviamente, ter “comido” uma antepassada – do mestiço ou mulato Wellington – cujas gerações seguintes herdaram o dito sobrenome.

    A propósito, “mulato” vem do verbo grego antigo “mulus”, que daí passou para o latim (nossa língua-mãe) e, após, para as dele originárias (como o nosso português) e significa “misturar”.

    Portanto, “mulato” quer dizer um ser misturado – no caso, branco com preto – e não tem nada de ofensivo.

    Quanto à “mula” ou “mulo” (mistura de burro com égua ou cavalo com burra), a palavra “mulato” sofreu apócope, isto é, perdeu o fonema “to” final, justamente para não ser confundido o “animal” com a “pessoa”.

    Daí que essa besteira de que “mulato” vem de “mula” é mais uma invenção dos “burros” que nada entendem de etimologia e ficam criando casos para criar caos.

    Grande novidade!!!

  2. TENHO MUITOS AMIGOS NEGROS QUE JÁ ESTÃO DE SACO CHEIO COM ESSE NEGÓCIO DE “DE COR” OU “NEGRO”. VÁ TOMAR NO CÚ SEU BOSTA TUDO ISSO É SÓ FALÁCIA PARA MINAR O BOM RELACIONAMENTO QUE NÓS BRASILEIROS NUTRIMOS. ESSA HISTORINHA DE “VITIMIZAÇÃO DOS NEGROS” É COISA DESSES MACONHEIROS VAGABUNDOS QUE SÓ PENSAM NA INTOLERÃNCIA.

  3. Tudo que é lascado mundo afora veio para o Brasil, trabalhou que nem um condenado (Lula foi condenado mas é a exceção que confirma a regra) e viu a sua descendência galgar celeremente os degraus da nossa escala social, MENOS OS NEGROS.

    Os armênios fugiram do holocausto na Turquia e hoje, estão muito bem obrigado. Os judeus fugiram da hecatombe de Hitler e hoje, estão todos muito bem obrigado. Os libaneses, fugiram das guerras eternas de seu fracionado país, e hoje estão todos muito bem, obrigado. Os japoneses fugiram da miséria reinante no seu país, trabalharam em regime de semiescravidão, e hoje estão todos muito bem, obrigado. O mesmo se deu com os italianos, alemães, poloneses, húngaros, e até americanos, fugindo da guerra civil deles lá.

    SÓ A NEGRADA FICOU TOCANDO ATABAQUE, DANÇANDO PARA SEUS ORIXÁS E PROLIFERANDO QUE NEM BACTÉRIAS.

    Quando é agora, querem sempre arrumar algumas mamatas governamentais que ninguém mais teve direito. Por mim, podem se lascar tudinho.

    Vou dar um conselho, coisa que, como consultor, não costumo muito fazer de graça:

    1- Parem de choramingar e vão trabalhar!
    2- Parem de fazer filho feito rato.
    3- Quando fizer filho (UM ou NO MÁXIMO DOIS), tratem de criá-los como se fossem as joias da coroa inglesa, juntamente com a mãe deles.
    4- Garanta que a condição futura deles seja melhor que a sua, especialmente através da educação. Não saiam emprenhando adolescentes mãe solteiras e largando os bastardinhos pelo mundo ao Deus dará!

    Façam isso e terão todo o meu apoio. Em duas gerações, a imensa parcela de mestiços da nossa população estará no comando.

Deixe uma resposta