DEU NO JORNAL

Figura menor, que virou ministro do Esporte porque Lula quis agradar ao PCdoB, Orlando Silva (SP) agora é homem da confiança do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, para tarefas que garantem holofotes, como relatar projetos de visibilidade.

É uma jogada de Maia para “prender o rabo” de partidos de oposição mais à esquerda e, ao mesmo tempo, alfinetar o Palácio do Planalto.

Nem que para isso prestigie o deputado que usava cartão corporativo do governo para se lambuzar na tapioca.

O ex-ministro da tapioca se prestará ao papel de chancelar o “projeto alternativo” de Rodrigo Maia de uma “lei das fake news”. Vai dar ibope.

Orlando não se notabilizou só pelas tapiocas malandras.

O escândalo que o derrubou foi inaceitável até para o padrão Lula de ladroagem.

Como ministro, Orlando era tão inexpressivo que até foi barrado ao tentar visitar a Seleção no hotel em Königstein (Alemanha), na Copa de 2006.

* * *

O cu-bundudo Maia e o cu-munista Orlando Silva.

Uma parelha arretada.

Uma dupla da porra.

Um casamento perfeito.

Atualmente os dois estão vivendo uma gostosa lua de mel nesta paradisíaca Ilha Banânica.

Retrato cagado e cuspido da República Federativa de Banânia, de perfil e de bochecha; o de bochecha é presidente da um dos três poderes deste país fantástico (êpa!!!)

1 pensou em “TAPIOCA E BOCHECHA: UMA DUPLA AFINADA

Deixe uma resposta