SUPREMO CANALHA

A revelação de que Dias Toffoli pediu e levou dados de movimentações financeiras de 600 mil cidadãos e empresas, no âmbito do processo em que ele suspendeu todas as investigações baseadas em relatórios do antigo Coaf e da Receita Federal, é mais do que um escândalo: é uma aberração, uma monstruosidade, um atentado à Constituição perpetrado pelo presidente da corte que deveria zelar por ela.

Dias Toffoli ou um servidor designado pelo ministro podem acessar ilegalmente a vida financeira desses cidadãos e empresas, não importa se eles estão dentro da lei ou não, não importa se eles são investigados ou não.

A justificativa do ministro é risível: “entender o procedimento de elaboração e tramitação dos relatórios financeiros”.

Ao ser perguntado a respeito da obtenção dos milhares de dados, Dias Toffoli disse que, como o processo é sigiloso, ele não poderia se manifestar.

Dias Toffoli pode tudo, só não precisa prestar contas à sociedade.

Até quando?

A PGR precisa reagir urgentemente — e os ministros do STF que ainda têm alguma conexão com a realidade precisam chamar o presidente do tribunal às falas.

* * *

Um bosta de um ministreco feito este Toffoli tinha mesmo que ser um pau-mandado de Lula e de Zé Dirceu.

Um militante petralha togado reinando ditatorialmente sem qualquer limite.

Tô começando a pensar que o jeito vai ser mesmo um cabo e um soldado na porta daquele puteiro chamado STF…

É foda!!!

É pra arrombar a tabaca de Xolinha!!!!

Deixe uma resposta