DEU NO JORNAL

O centrão tem a esperança de convencer Bolsonaro a escolher um jurista nordestino para a próxima vaga no Supremo Tribunal Federal.

O último foi o admirado sergipano Carlos Ayres Brito, hoje aposentado.

* * *

Se Bolsonaro quiser um jurista nordestino, eu tenho um excelente nome.

Acabei de enviar mensagem ao presidente com uma sugestão para a vaga de Celso de Mello.

Trata-se do meu querido amigo e conterrâneo palmarense, o rábula Mané Porta-de-Cadeia.

Garanto que Mané dignificaria a nossa corte suprema bem mais, muito, muito e muito mais, que o caçador de celulares Celso de Mello.

Aliás, em falando de caça a celular, fecho a postagem com uma foto que me foi enviada pela leitora Telma Noronha, de Campo Grande, a capital do querido estado do Mato Grosso do Sul.

A foto que Telma nos mandou veio acompanhada da seguinte legenda:

“Celso, o celular está aqui. Vem buscar sob vara”

6 pensou em “SUGESTÃO

  1. O futuro Ministro do STF não tem que ser nordestino ou evangélico; tem que ser brasileiro, patriota, conservador (para respeitar a CF); alguém com a estatura e a dignidade de um Ives Gandra.

  2. Se a opção for para um jurista paulista, indico o Lorota,é um bebum do bar do Zé.
    Ele é mais do que capaz para fazer o que o STF, alem de ser honesto,embora seja um bebum.

  3. Eiiiita Berto! Apois eu num tô pensando nim hômi não, visse! Eu lhes apresento o nome pós-mortem (que num vai fazer nenhuma diferença mesmo) de Raimunda Buretama, minha falecida Avó! Tá eleita, tá eleita e escolhida. Quando vai ser a posse?

  4. Já que a discussão recai sobre a escolha de um membro(êpa) para compor o maior puteiro da nação, que tal o caicoense Bibica Di Barreira?
    Pense numa “autarquia” altamente mais ou menos, quando o assunto é fuleiragem!

Deixe uma resposta