CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Me desculpe quem se achar ofendido, mas, aqueles que ficam pedindo liberdade para o homem, tem seus filhos em colégio particular, tem plano de saúde, tem carro na garagem e comem do bom e do melhor.

Os pobres que acreditaram nas mentiras, além de continuarem pobres, agora são preguiçosos. Foram ingênuos e acreditaram que “aquele santo” os tinha tirados da pobreza. Hoje a maioria está endividada. Aposentados cheios de empréstimos, falsos doutores devendo prestações dessas faculdades de araque.

Bote uma coisa na sua cabeça, irmão pobre como eu: Só o que pode mudar nossa condição é o estudo e o trabalho.

“Onde tem preguiça, a pobreza faz morada”. Quebre esse falso “santo ” da sua história e vamos lutar por uma vida melhor com trabalho, educação, respeito e dignidade.

Deixe uma resposta