A PALAVRA DO EDITOR

Por enquanto são os soldados e os sargentos.

Depois virão os tenentes e capitães.

Em breve, chegará a vez de coronéis e generais.

A deserção nas forças armadas da Venezuela está galopante.

Vejam esta matéria no vídeo abaixo:

Vai ter muito serviço pro colunista fubânico Goiano no seu dedicado ofício de fazer a defesa de Maduro, o grande ídolo das zisquerdas brasileiras.

Maduro é um democrata tão radical e sincero que contou até com a presença da também democrata Gleisi Hoffamann na sua festa de posse.

Democrata bolivarianista com democrata petista se entendem muito bem

E, em falando de Goiano, grande poliglota fubânico, este Editor pede encarecidamente que ele traduza o conteúdo do vídeo abaixo, com pronunciamento de desertores do exército madurenho.

Agradeço antecipadamente a atenção que, tenho certeza, irei dele merecer.

Deixe uma resposta