CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Sr. Editor,

se possível, publique meu agradecimento a excelência ministra da agricultura e ao governo que ela representa.

É fato que a ministra inovou no que se refere a garfar o bolso dos brasileiros. Não aproveitou grandes eventos do tipo: Copa Mundial de Futebol ou festejos Carnavalescos. A preferência foi pela aproximação dos festejos de Natal e Ano Novo. Aliás, foi quase um black Friday ao contrário no principal alimento para o gosto da grande maioria dos brasileiros que, ao invés de baixar o preço da carne bovina, aumentou de forma meteórica.

Também notei que, a dita excelência não está bem informada quando diz que o novo preço iria afetar o churrasco dos brasileiros. Não senhora ministra. A maioria da população utiliza cortes de carne mais baratos para mandar moer ou adquiri em pedaços para cozinhar o delicioso “picadinho com batatas” etc. Churrasco para a grande maioria são feitos em datas comemorativas ou quando recebe o pagamento mensal.

Talvez seja necessário outro esclarecimento. Quando um produto sobe e a procura migra para outro, esse também começa a subir. Tem mais, vai alterar os preços dos derivados da carne e cito dois exemplos: linguiça e mortadela.

Encerro agradecendo também a informação da senhora ministra sobre as dificuldades dos frigoríficos com a falta de aumento nos produtos. Eu não sabia que nossos frigoríficos estavam em má situação até porque, durante este ano já se percebia lentamente a mudança de preços nas carnes.

Desculpe senhora ministra, não tenho condições de participar do seu contentamento com o aumento das exportações, ela mexeu com algo que considero o principal responsável pela saúde:

Alimentação Saudável.

Deixe uma resposta