CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Quem Cala Consente

Essa frase é antiga, às vezes calamos até porque não estamos prestando atenção em algo que não nos interessa, mas, continua o consentimento.

Será?

Não!

Calamos muitas vezes para ver se murcha um papo desinteressante, ou apenas por educação. Calamos até porque não desejamos ficar discutindo um assunto que o outro tem ideia formada e neste caso, é perda de tempo. Aliás, os afeitos a darem conselhos gostam de propagar a “Intolerância”, ou seja, tolerar o outro e até onde entendo, não significa aceitar.

Interessante notar que certos conceitos são aplicados sempre de acordo com a música que está tocando, se interessa, segue o baile, quando não interessa, pára o baile a orquestra está desafinada.

Eu não consigo ficar calada com o bombardeio que está sendo feito em cima do Ministro Moro. Todos os dias fazem a contagem das derrotas que já teve no governo.

Hoje, o assunto é o motivo pelo qual aceitou o cargo e tudo porque ele, ao ser questionado sobre uma entrevista do Presidente se disse honrado caso recebesse um convite para o STF.

Já por dedução, entendem e tentam induzir ao cidadão que houve um acerto. E se houve, qual o problema?

Transcrevo nota que li hoje no site O Antagonista da líder dos despejados:

Gleisi Hoffmann agora acusa Sergio Moro de corrupção passiva:

“Artigo 317 do CP, corrupção passiva: ‘Solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem’. É no que incorreu Moro ao barganhar vaga no STF.”

A verdade é que o Ministro Moro tem grande prestígio no conceito dos brasileiros de Bem e no dia em que bandido elogiar a Justiça, podemos viajar para a Sibéria e levar um biquíni de praia. São poucos que falam no fato de estarem tentando atrapalhar seu trabalho. Ora, por que não entrevistam aqueles que votaram para lhe tirar o COAF das mãos e perguntam o motivo?

Fico na dúvida ouvindo a toda hora que O Governo foi derrotado!

E o cidadão, faz ou não parte do governo?

O governo quando é derrotado, eu ganho ou perco?

Não estou entendo muito bem quem está dirigindo a Nação, se é o Presidente no qual votei, se são os responsáveis pelas duas casas legislativas, se é o tal do Centrão, ou o STF.

Ouvi dizer que a República é composta por três poderes “Independentes e Harmônicos”, será que ouvi errado ou foi mais uma notícia falsa.

Cadê a harmonia?

Deixe uma resposta