DEU NO JORNAL

Pesquisadores de Israel disseram ter reconstruído o esqueleto de um humano pré-histórico de uma espécie misteriosa e há muito desaparecida, usando o DNA encontrado no osso do dedo mínimo de uma menina de 13 anos que morreu 70 mil anos atrás.

Pouco se sabe dos hominídeos de Denisova, parentes antigos dos mais conhecidos neandertais e de nossa própria espécie.

Sua existência só foi descoberta recentemente e fascina cientistas de todo o mundo.

* * *

O esqueleto reconstituído pelos cientistas israelenses era de um zisquerdista, posicionado na faixa que vai de comunista a petista.

Estava em perfeito estado de extinção.

Daqui pra frente, só vai existir num museu.

Deixe uma resposta