ROQUE NUNES – AI, QUE PREGUIÇA!

Semana começou fria na gloriosa Campo Grande, ao mesmo tempo em que eu acompanho as tragédias e desastres que vem ocorrendo em Pindorama neste mês de maio que eu chamo de bobagens, coisas sem importância alguma.

1 – A Tragédia no RS – mesmo comovido com a rede de solidariedade civil em ajudar nossos irmãos gaúchos, o que mais ouço é as pessoas dizerem: “não é hora de buscar culpados”. É sim. E, digo mais, passou da hora de apontar quem foram esses culpados. Infelizmente o RS, não diferente do resto do Brasil sempre votou em tragédias anunciadas que envidaram todos os esforços para destruir o Estado. Alceu Colares (PDT), Antônio Brito (PMDB), Olívio Dutra (PT), Germano Rigotto (PMDB), Yeda Crusius (PSDB), Tarso Genro (PT) e Eduardo Leite (PSDB). Todos esses governadores contribuíram, de uma forma, ou de outra para a incompetência chegasse ao estado de Arte. O resultado…morte, enchentes, perda de patrimônio e um atraso de mais de um século para o povo gaúcho. Vale de alerta para os demais estados da federação refletirem sobre o tipo de liderança política que querem. A natureza não é mãe. Quando ela se manifesta, bons e maus acabam na mesma lama e no mesmo caos.

2 – Lula e a doação de carne ao RS – hoje acordei com uma notícia que me arrepiou os cabelos da carcunda. Lula anunciando a doação de carne para os desabrigados do RS, tendo ao lado os irmãos bucaneiros Batista. A notícia ainda dizia que esse ajuntamento de donos de frigoríficos “não pediram nada em troca” da doação de carne e a distribuição será feito pelo M.E.R.D.A – Ministério Especial de Reconstrução de Desastres e Alagamentos -, Paulo Montanha Pimenta. Mal sinal. Juntar Lula e os irmãos Batista na mesma sala é sinal claro de corrupção da grossa está rolando nos bastidores e que essa carne “doada”, vai sair salgada, não só para os gaúchos, mas para toda a população brasileira. A quantidade não se me fixou na mente, mas só de saber que os irmãos Metralha, digo, Batista, estão na jogada, é informação mais que suficiente para botar a PF em campo.;

3 – Combustíveis – notícias jornalisteiras já estão dizendo que o preço dos combustíveis estão 20% defasado em relação ao mercado internacional e que a Petrobras – sempre esse anacronismo típico do Brasil -, está segurando os preços para evitar a explosão dos índices de inflação. Mal sinal. Usar empresa de capital misto para fazer politicagem de preços vai nos levar ao mesmo cenário de 2016. Empresa quebrada, com o otário pagador de imposto enfiando a mão no bolso para sanear uma excrescência que há muito tempo deveria estar nas mãos da iniciativa privada, processos internacionais levando o resta de dinheiro e o gunverno bostejando que está trabalhando para o nosso “pogreço”.

4 – Eleições – já começaram as movimentações para as eleições municipais. Gente em quem eu não confiaria nem com um estilingue na mão sendo vendida como preparada, com experiência, com visão política. Tudo mentira. São os mesmos profissionais da política que têm trabalhado pelo progresso do nosso atraso há cerca de 30 anos, não largam o osso, não deixam as boquinhas. Prefeitos que querem ser reeleitos gastando como se a dívida não fosse um dia cobrada, e que o credor vai querer o seu dinheiro de volta. Aqui no glorioso Mato Grosso do Sul, ainda no mês de abril já houve suplementação orçamentária na casa de 400 milhões de reais, e no município, neste mês de maio, suplementação orçamentária de 120 milhões. Trocando em miúdo, o dinheiro acabou, verba suplementar é dinheiro emprestado que está sendo usado para cobrir rombo, e um dia vai ter que ser pago. Mas, a festa precisa continuar e o circo precisa levar adiante a apresentação.

5 – Arrependidos do L – vejo nas redes sociais, nos canais do Youtube, depoimento de pessoas que estão zangadas com o “Barba”, jurando nunca mais votar no PT e fazer o L. A trupe de gozadores que se divertem com essa notícia, no entanto, desviam do essencial para o acessório, ou seja, a abóbora e o capim. Eu sempre me pergunto do motivo dessa zanga. A resposta é sempre a mesma. Estão emputiferado com o “Barba” porque ele cortou o Bolsa Farelo da turma. Não vejo nenhum falando que estão zangados porque o governo está cavando um buraco fiscal impagável, ou porque a educação está uma merda, pior do que era a merda anterior, ou porque não suportam mais pagar impostos, ou, ainda porque o governo não criou um clima de segurança jurídica para que o investidor crie empregos, ou porque a segurança pública já foi para a lata de lixo e hoje vivemos o “salve-se quem puder”, e o resto deixe para o crime organizado. Não! A única reclamação vem do fato de que, uma geração criada com espírito e alma parasitária, teve sua bolsa esmola cortada. Isso não é arrependimento. Basta o “Barba” soltar a grana e todos voltam feliz da vida para beijar aquela mão bucaneira.

E, por hoje chega. Caeté não é chegado a boquejar desastre, mas sempre torce para que algum toitiço “più grasso” sobre nessa lambança toda.

Um comentário em “SÓ BOBAGENS DA BOTOCÚNDIA

  1. Ah caro Roque, como seria satisfatório para quem pensa, é honesto e tem bom senso, ver esses toitiços grossos, fora do jogo político de nosso país, mas falta educação política, a grande maioria são analfabetos a esse tema.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *