9 pensou em “SIKÊRA: BLOQUEADO O VÍDEO DA “GRIPEZINHA”

  1. Minha vó dizia que pra ganhar o respeito é preciso muito trabalho e pra perdê-lo basta um escorregão …….

    Não sei se merece o nosso respeito, pois a sua “gripezinha”, liberou o carnaval da Globolixo, em SP e RJ, onde hoje, fica o maior numero de morte por esta “gripezinha” ……

    Não tenho certeza se por um emprego ou função vale abandonar nossos principios, pricipalmente aqueles relacionados a vida e a morte ………

    Pediu desculpas quando já era muito tarde e muitas pessoas já haviam perdido a vida ……

    Pra mim ele é exatamente como o Dr. Sérgio Moro ……
    Respeito o seu grande trabalho no passado mas, …. e sempre existe um mas, perdeu toda minha confiança no presente ……..

    Lamentável, mas a vida é assim mesmo ……
    Ego, política, desonestidade intelectual e falta de coragem, juntas ou separadas, podem comprometer qualquer biografia…..

  2. Pela lógica e por uma questão de coerência tudo o que você escreveu sobre esse palhaço do Siqueira Junior vale também para o Bolsonaro? Ou somente este pode dizer em público, ao vivo e a cores que a pandemia é uma gripezinha?

  3. Bolsonaro sempre subestimou a epidemia no Brasil e a apresentação do vídeo do Dr. Drauzio Varella dizendo o que disse quando acreditava que o vírus era parecido com uma gripezinha se apresenta como uma forma de mascarar a responsabilidade do presidente Jair Messias Bolsonaro na sua fraca atuação.
    Oquei, o Dr. Drauzio Varella inicialmente acreditou em uma coisa, mas depois convenceu-se do contrário e passou a recomendar as medidas drásticas ao combate do Covid 19.
    Já Jair Messias Bolsonaro..
    Felizmente, aproxima-se o dia da Beata Nhá Chica.

    • Dráuzio subestimou BLÁ, BLÁ BLÁ…Bolsonaro pegou um gancho no que o médico disse e subestimou BLÁ, BLÁ BLÁ…

      Seu comentário, señor Goiano chama-se falácia do historiador: se produz quando se dá por pressuposto que quem toma uma decisão no passado podia considerar as coisas do ponto de vista e com a informação que se obtém tempos depois de haver tomada a decisão.

      Quando tal fato ocorreu, “TROCENTAS pessoas” usaram o termo gripezinha. Se dermos a volta ao mundo, através dos meios de comunicação de cada país, COISA QUE SANCHO FAZ DIARIAMENTE, veremos políticos, experts, palpiteiros e jornalistas de diversas matizes ideológicas que assim trataram o eventos coronavírico.Os que não usaram tal termo, tomaram medidas pouquíssimo eficazes no combate ao vírus.

      SÓ PARA EXEMPLIFICAR: Os burocratas da OMS, por exemplo, passaram boa parte do tempo indecisos se era ou não para usar máscaras.

      Isso sem contar os retardados que querem comparar números de países com pequena densidade demográfica com outros de populações gigantescas.

      Ressalto, ainda, certos países que, por serem DITADURAS, escondem o número real de infectados e mortos.

      Lembro, ainda, que os (des)governantes de certos países, por motivos meramente eleitoreiros, resolveram maquiar os números para mais ou para menos, conforme seus interesses.

      • A única certeza: o mundo e seus governantes, desde o surgimento do coronavírus estão zonzos, sem saber EXATAMENTE qual a melhor medida a ser adotada. Muito tempo depois, continuarão zonzos, pois o golpe que a humanidade tomou foi duro Jab, seguido de um Direto (não confunda com direita), para outro Cruzado de direita, um Gancho (não confunda com Sancho) e sabe que a humanidade beijará a lona com nocauteante Uppercut.

      • Sancho, não usei de falácia, fiz constatação e a relatei. Drauzio, como tantos outros, acreditaram que a Covid 19 era uma Sars como qualquer outra, uma gripe; só que os outros, inclusive a OMS fizeram a revisão de suas posições, quando viram o tamanho da tragédia; já Jair Messias Bolsonaro, não; este segue acreditando em suas dele próprias verdades achando-se um deus, e por ele o povo brasileiro estaria submetido a perigo de vida, ou de morte – preferem alguns – e, observadas as proporções, sabendo-se que as contaminações podem ser sete vezes mais do que o registrado, de que hoje beirariam os três milhões e setecentos casos de contaminação, poderíamos estar com uma quantidade muitas vezes maior de contaminados, de modo que em lugar de trinta mil óbitos, como é o caso de hoje em nosso País, poderíamos ter centenas de milhares de mortos (isso sem considerar o colapso no sistema de saúde, que tornaria a proporção de mortos por milhão muito mais elevada).
        Um exemplo: nos Estados Unidos são um milhão e setecentos mil casos de contaminação confirmados e 103 mil óbitos.
        Se fossem dez milhões de infectados seriam um milhão de perdas humanas.
        Pense: se tivéssemos trinta milhões de infectados poderíamos contar três milhões de mortes, se a porcentagem fosse semelhante aqui e lá (fala-se em 7% no Brasil, considerando-se os casos confirmados).
        Perdoe-me algum equívoco nas contas, feitas por alto e de cabeça enquanto escrevo, mas se houver erros eles apenas significarão uma diferença que em nada afetará a enormidade da devastação que o Covid 19 causa e que Jair Messias Bolsonaro nem tchum.
        Vocês idolatram o Jair Messias Bolsonaro, é problema de vocês. É problema nosso até o Dia de Nhá Chica.
        A direita está perdida, achou o discurso fascista representava as ações necessárias para endireitar o Brasil, mas não é possível vencer o atraso com a ignorância.
        Ser direitista ser é conservador e isso é bom?
        Para as esquerdas, não.
        O que precisamos é de vanguarda e arrojo.
        Conservadorismo, deixemos para a Idade Média.
        Enquanto isso, façam vocês exercícios mirabolantes de contorcionismo para justificar sua, digamos assim, “filosofia”.
        Ah, e não percam de vista os moinhos de vento!

  4. No bla-bla-blá gerado por essa postagem o que realmente importa é se a Covid 19 é ou não uma gripezinha. Vendo o que aconteceu (e continua acontecendo) no mundo inteiro é ponto pacífico que é uma doença grave! Até o mais tonto dos ignorantes vai concordar com isso! Via de regra quem subestimou a doença acabou revendo sua posição (não é vergonha nenhuma – é sinal de saudável humildade)! Eu fico puto é com a indignação seletiva dos BolsonarIstas doentes! Se alguém falar é imbecil, se o mito “dizer”, tá “dizido”!

Deixe uma resposta