SEI NÃO, SEI NÃO…

O silêncio de ONGs ambientais nacionais e estrangeiras, no caso do petróleo que polui praias nordestinas, intriga os órgãos de investigação e inteligência que rastreiam a origem da poluição.

Até em razão do comportamento estridente dessas ONGs no caso das queimadas.

A omissão fortalece a suspeita de ecoterrorismo contra o País, a fim de constranger interessados no “mega-leilão” do Pré-sal, no dia 10.

O governo não bate o martelo na hipótese de ecoterrorismo, mas estranha a omissão das ONGs no desastre das praias do nordeste.

A ONG Greepenace não é suspeita de ecoterrorismo, mas o governo estranhou a movimentação do seu navio na provável área do acidente.

O navio “Esperanza” saiu e voltou 3 vezes da Guiana Francesa, entre 30 de agosto e 5 de outubro, mas não há registro dos destinos.

A ONG Greenpeace explicou que nessa ocasião fez expedições com cientistas franceses para observar e fotografar os Corais da Amazônia.

* * *

Não me perguntem nada.

Nada tenho a declarar.

Tô aqui só matutando…

E apreciando a foto do lindo navio Esperanza, o confortável transporte dos vagabundos da militância do GreenPeace.

Com o coração cheio de esperanças de que sejam descobertos os felas-das-putas que provocaram este ato terrorista e desumano.

Deixe uma resposta para Anônimo Cancelar resposta