ALTAMIR PINHEIRO - SEGUNDA SEM LEI

No mundo inteiro toda uma geração de fãs do famoso agente 007, que acompanhou a franquia com Daniel Craig e sabe honrar os clássicos, deve estar se perguntando: por onde anda Sean Connery? O primeiro —e para a maioria dos fãs o melhor— James Bond do cinema completa 90 anos no último dia 25 de agosto, levando uma vida reclusa longe dos flashs de Hollywood. O escocês, também conhecido como pai de Indiana Jones, aposentou-se. POIS BEM!!! E aquele papo de ele se arrependeu de ter feito James Bond? É verdade mesmo? Acredite se quiser, é verdade. Sean se recusou a comemorar os 50 anos de “007 Contra o Satânico Dr. No”, o primeiro de seus sete filmes como agente secreto. Ele via o legado do personagem como uma “maldição” em sua carreira, a quem sempre foi e será associado. Mais recentemente, no entanto, ele fez as pazes com o personagem…

“Bond. James Bond.” Não precisou mais que três palavras para Sean Connery ser imortalizado na história do cinema. Mesmo que seja discutível quem melhor interpretou o espião 007, é inegável que foi o astro escocês que, ao longo de seis filmes (ou sete, se contarmos “Nunca Mais Outra Vez”), fez da criação de Ian Fleming um ícone global. Mas Connery, que acabou de completar 90 anos, foi muito mais que a primeira encarnação de James Bond. O jornalista e pesquisador da história do agente 007 Roberto Sadovski, nos afirma que ao longo de sua carreira, o ator colecionou altos e baixos, trabalhou com os melhores e deixou os holofotes com um legado inigualável. Sean Connery é uma das últimas lendas vivas do cinema, um ator completo que tornou-se símbolo do melhor que a arte pode oferecer. Portanto, temos o privilégio de celebrar uma lenda que continua entre nós.

Para não ser repetitivo ao apresentar os conhecidos 7 filmes como James Bond, eis os 12 melhores filmes (sem James Bond) do astro: Marine, Confissões de Uma Ladra(1964), A Colina dos Homens Perdidos(1965), Ver-te-ei no Inferno(1970), Assassinato no Expresso do Oriente(1974), O Homem que Queria ser Rei(1975), Os Bandidos do tempo(1981), O Nome da Rosa(1986), Os intocáveis(1987), Indiana Jones e a Última Cruzada(1989), A Caçada ao Outubro Vermelho(1990), A Rocha(1996), Encontrando Forrester(2000). Mesmo sem ser o James Bond, Sean foi um gigante. É o que podemos chamar de o cinema em sua plenitude e esplendor.

Ao longo da franquia “007”, o protagonista James Bond já foi interpretado por Sean Connery, George Lazenby, Roger Moore, Timothy Dalton, Pierce Brosnan, e Daniel Craig. Mas qual deles é o preferido do público? De acordo com uma pesquisa publicada pela Radio Times, Connery foi o escolhido do público, com 56% dos votos entre 14.000 entrevistados online. A pesquisa foi dividida em várias rodadas, que colocavam ator contra ator para que o público escolhesse o vencedor. Ao final, Dalton terminou em 2º lugar, com respeitáveis 32%, enquanto Brosnan ficou em 3º, com 23%. Daniel Craig ficou em 4º lugar, seguido por Moore e Lazenby.

Os produtores responsáveis pelo sucesso da franquia “007” no cinema celebraram o aniversário de Sean Connery com um vídeo com seus melhores momentos como James Bond. “Feliz aniversário ao nosso 007 original, Sean Connery, que completa 90 anos hoje. Com amor de Michael, Barbara, todos na Eon e de todos os seus fãs”, diz a mensagem publicada nas redes sociais oficiais da franquia cinematográfica, assinada por Michael G. Wilson e Barbara Broccoli, que desde 1995 comandam a Eon, produtora dos filmes de James Bond. Ele está aposentado do cinema desde 2012, tendo recusado vários convites para voltar a atuar. Que saudade do sarcasmo do melhor 007, o Gigante Sean!!!

7 pensou em “SEAN CONNERY, O ETERNO JAMES BOND, FAZ 90 ANOS

  1. Parabéns pelo excelente texto, prezado Colunista Altamir Pinheiro!

    “Moscou contra 007”, na minha humilde opinião, continua sendo um filme inesquecível, de uma época distante, O filme mais marcante de Sean Connery, como James Bond, o Agente 007.
    A trilha sonora é lindíssima… Data de lançamento: 27 de abril de 1964 (Brasil)

    Direção: Terence Young
    Canção original: From Russia With Love
    Direção: Terence Young
    Música composta por: John Barry, Monty Norman, Lionel Bart
    Marcou época.

    Um abraço e uma ótima semana!

  2. Prezada Colunista Pimentel,

    É uma honra enorme tê-la neste espaço. É bastante confortante ler opiniões de uma pessoa gabaritada do seu nível, principalmemte no campo intelectual. Que legal!!!

    P.S.: – Para quem não sabe, Pimentel e seu esposo eram cinéfilos de primeira grandeza.

  3. Caríssimo amigo Altamir.

    QUE MARAVILHOSO ARTIGO ESTE SEU DE HOJE. Muito oportunoi
    e nos faz rememorar os grandes filmes da série 007.
    Por incrível que pareça, EU CONCORDO CEM POR CENTO, Com a opinião,
    comentários e classificação dos melhores filmes apresentado ,pelo comentarista
    do video mostrado nesta sua coluna de hoje.
    Na minha opinião, a chegada do ator Daniel Craig foi muito importante, pois
    trouxe muitas novidades à famosa série e um filme com muita ação, revivendo
    o sucesso estrondoso do personagem genialmente vivido pelo ótimo e inesquecível ator Sean Connery.
    Conforme comenta o crítico no video acima. o melhor filme da série,
    também é na minha opinião ” Operação Skyfall ” que além de uma ótima
    fotografia , tem também uma inesquecivel atuação do excelente ator coadjuvante
    Javier Bardem ( Já premiado com um Oscar), o ator atuando como vilão,
    tem um desempenho espetacular e rouba todas as cenas em que aparece,
    sem qualquer cerimônia. Na verdade quando os dois atores atuam junto,
    as cenas crescem devido a qualidade dos dois atores principais.
    Dos outros filmes da série lembro com saudades de :
    – O Satânico Dr. NO. ( com a inesquecivel Ursula Andress –
    – Cassino Royale-
    – Moscow contra 007
    -From Russia with love

    Como você pode notar acima, também a excelente colunista desta BF Violante Pimentel,
    para minha surpresa, está demonstrando, que toda pessoa inteligente também
    sabe apreciar os bons filmes e classifica-los devidamente.

    O grande ator Sean Connery, fóra da série 007, só fez bons filmes
    e na minha opinião, fóra da série os melhores são:
    – O nome da rosa
    – O homem que queria ser rei
    Dois filmes espetaculares.

    Abraços westernianos.

  4. Sean Connery, eternamente Connery. Eternamente Bond. Craig? Sem carisma, totalmente sem carisma. Na interpretação de James Bond, apenas ação. Zero de interpretação. Como tudo é questão de opinião, respeito a todas e acrescento que acho Pierce Brosnan muito mais adequado e melhor intérprete de Bond do que Dalton. Lazenby, apesar e um único filme, foi muito bom. O pior? Roger Moore.

Deixe uma resposta