CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Domingo … Almanaque “FF”

– AI, AI, AI …

– CHANEL No 5

– BOOOO ESPÍRITOS

– AI, AI, AI …

Definitivamente não dá mais …

A continuar assim meu médico já deu o alerta de que vai recomendar meu afastamento desta escrota gazeta.

Ou vou explodir de tanto rir

Ou vou desidratar de chorar

Ou vou cantar e dançar até cair e quebrar a bacia (o que não é uma boa coisa devido os meus 100 aninhos)

Ou meu queixo vai cair a tal ponto que desencaixará minha mandíbula tamanha admiração pelos textos

Ou vou “aniquilar” os urubus togados

Ou pior,

Vou endoidecer de vez com tudo isso misturado mais os descalabros da esquerda maldita.

E os culpados ? Todos vocês. Colunistas, comentaristas, editor …

Melhor ir mais devagar com o andor porque o Santo é de barro !

Sei que não vou conseguir pois acesso este Jornal “minuto a minuto”. Mais viciante que meu “cafézinho” matinal.

Na próxima consulta direi ao doutor que segui sua orientação e não soube mais nada sobre o JBF. Hehe !

Bom dia caríssimos !!!

– CHANEL No 5

Vieram com a conversa que deixaríamos a frase “Ainda teremos Paris” e passaríamos a dizer “Ainda teremos Dubai”.

Paris, França.

França, O desmatamento do perfume francês.

Que é isso Schirley? Será que seu médico tem razão? (perguntarão alguns).

Vocês decidem …

O perfume mais vendido do mundo, o Chanel no 5 lançado em 1921, possui em sua fórmula o ingrediente “óleo do Pau Rosa” que só é encontrado na … AMAZÔNIA (tão disputada e é NOSSA). A fabricação do perfume foi responsável pela devastação de 500 mil árvores pra mandar o óleo para os franceses.

Para se ter uma ideia da “preocupação” dos franceses com a Amazônia, o Pau Rosa (árvore nativa) não pode ser cultivado fora da nossa floresta. O Pau Rosa está extinto na Guiana FRANCESA e nos estados do Pará e do Amapá onde começou a ser retirado na década de 20.

A árvore é cortada quando está com seus 30, 35 anos.

O valor nas mãos dos intermediários chega a US$ 300/litros. Para o produtor local é US$ 20. Concluam vocês quem poderiam ser os “intermediários”.

Estima-se a exportação de US$ 1.5 bilhões do produto/ano. E estamos falando apenas de UM produto vendido a peso de ouro com o objetivo de produzir um perfume francês que custa por volta de R$ 1000 reais um vidrinho de 50 ml.

Porque “os ambientalistas” ainda não reclamaram da produção do Chanel no 5 a custo da derrubada de árvores nativas da Amazônia?

Esta é a hipocrisia dos que apontam o dedo para o Brasil mas, além de devastar as suas florestas, devastam as nossas.

Os interesses são muito claros só que jovens idiotas ecoam as narrativas de ambientalistas “fake” cujos países são os maiores criminosos ambientais da história.

Desculpem (só aqui neste jornal posso soltar o verbo e ser perdoada por isso) mais não posso conter o grito de :

“Vão pra poootaquipariuuu DiCaprio, Greta (aquela que quer que os japoneses parem de comer com “pauzinhos” para poupar árvores e nem sabe que os mesmos são feitos de bambus que são “gramíneas”), Mark Ruffles, Bono Vox, U2 e mais um bando de artistas sanguessugas.

A AMAZÔNIA É NOSSA !!! Deixem nossa floresta em paz !!!

Mesmo assim, ficaríamos sem Paris ? Sem o champagne CANARD-DUCHÊNE ? (conversa para o próximo domingo ou o editor me expulsa com textos muito longos que ele, ainda em fase de recuperação, precisa editar.

Vou ter que caprichar e no próximo tópico vocês entenderão o motivo.

– BOOO … ESPÍRITOS

Durante a semana vimos o JBF ir além, muito além do que já estamos acostumados. A inspiração e a alegria tomaram conta do espaço de cabo a rabo.

Quando Berto postou “O JBF vai entrar em recesso” Sancho comentou:

“Vá, mas volte com seu coração LIBERTÁRIO para CONTINUAR a nos libertar”. E ele voltou … Amém.

Imagino que a alegria, o alívio de termos nosso Berto de volta tomou conta de todos iluminando ainda mais a capacidade de superação dos colunistas. Sentia-se (ou lia-se) isso em cada postagem … Bem vindo Berto querido de todos nós. Pode apostar que passamos um sufoco danado com sua “lua de mel” em Dubai !!!
Mas (assombrado) não foi só isso. Tem um “Q” a mais que foi nos trazido por Cícero. Segundo ele, quando escreve sobre Maria Bago Mole (de quem sou fã) “baixa um espírito” nele e tudo flui mais fácil. A inspiração se agiganta.

Posso afirmar que isso aconteceu com todos.

“Baixou o Santo”. Um espírito poderoso do bem (d.Matt sabe). Um espírito iluminado. Muita luz e todos cresceram espantosamente. Essa energia acompanhou Berto em todos os momentos.

Que este “espírito” milagroso continue entre nós. Deem a ele o nome que quiserem Professem a religião que escolheram.

A fé no que está acima de nós é o que nos mantém vivos e sempre agradecidos. Peninha dedicou uma linda música (Gracias a la Vida – letra belíssima) para nosso editor. Uma frase dela Berto repetiu em agradecimento:

“DOU GRACIAS A LA VIDA, QUE HA ME DADO TANTO”.

Lembrei agora (voando entre almas, espíritos, entidades, estrelas, luz) de uma interpretação de Maria Bethânia (independente de ideologias) muito bonita que dedico todos (sejam apenas leitores, sejam colunistas, sejam comentaristas), em especial para Violante:

Um domingo de muita luz a todos !

17 pensou em “SCHIRLEY – CURITIBA-PR

  1. Divina Schirley,

    Você me fez ficar nas nuvens com seu antológico texto. O espírito que baixa em mim quando escrevo sobre MBM é assim: mais livre do que um pardal!

    A volta do amado editor Luiz Berto tem essa luz: aguçar a liberdade da gente e o sorriso sorrir.

    Abraçaço.

  2. Eu sinto e confirmo.
    Que esses comentários são o resultado das grandes mentes desta gazeta, isto porque são aleatórios e livres cem por cento, o que representa a verdade e
    liberdade de expressão de cada um. Cada personalidade se expressa livremente e por sorte nossa, sempre, sempre recebemos qualquer opinião com total
    liberdade e por sorte, ou talvez por influência do seu criador, que sempre nos
    obrigou a sermos verdadeiros e jamais fugirmos da verdade, o resultado
    é sensacional. Graças ao Berto que jamais censurou qualquer texto
    ou comentário, ele pode expressar, na real, o que sentimos ao colocarmos
    as nossas palavras neste JBF, uma luz, neste Brasuca que está no momento
    em uma grande escuridão por causa da política e mau caráter dos politicos

    Vou acender mais uma vela.

    Eu sei que é pouca luz, mas se cada brasuca acendesse uma , dava para
    ver no altar espacial a luz da verdade. Mas só poderá ser visto por quem tem fé,
    pois como diz o velho deitado, ” o PIOR CEGO É AQUELE QUE NÃO QUER VER).
    …… E COMO TEM CEGO, MINHA NOSSA ……..

    • ” Andar com fé eu vou
      Que a fé não costuma “faiá” “.

      Coisa boa tê-lo por aqui. Fica longe por muito tempo deixando todos nós na “escuridão “.

      Beijão procê

  3. Por Santa Quenga Bittinna, protetora dos cabarés e quetais,

    Visitei La Maison Canard-Duchêne em sonhos, pois lá (nos sonhos, não na maison) não é necessário ter dinheiro (grana, bufunfa, guita, pila, pilim, patacos, mangos, tutu, gaita, pasta, cheta, tusto, gimbo, borós, chavo, nica, dindim, capim, cascalho, bagarote, caraminguás, carcanhóis) e me embebedei ao lado de Beni, Ciço, Di, Marcão e D Matt pelo retorno bertístico, que trouxe de retorno, no imenso coração essa gente maravilhosa, capaz de textos maravilhosos, como os da curitibana furaconídea, que coloriu o próprio coração em rubro-negro. Vida longa aos reis e rainhas que desfilam magia pelas páginas fubânicas.

    Um brinde à vida (bem mais precioso) e uma prece a Deus (sem ele nada somos); quanto ao resto a gente corre até alcançar.

    • “Furaconídea” !!!
      Jesus, lembrei de furúnculo.
      Quando criança parecia moda, todo mundo tinha.

      Ah os sonhos. Por quantos “recantos” nós levam.

      Um brinde à vida, muitas preces a Deus.

      Tim, Tim …

    • Ainda de ressaca, por conta da bebedeira com meu amigo Sancho e cia, e na qualidade de grande preguiçoso que sou, faço minhas as palavras do Rei dos Cocos de Desengano.

    • Frase de um garoto de 8 anos, que vende milho verde do pai todos os dias numa bicicleta pelas ruas de Serra Talhada-PE, depois de largar da escola:

      “Quem quer ganhar dinheiro, trabalha do dia.”

      Seu sonho> comprar uma bicicleta nova.

  4. Parabéns pela perfeição do texto, Schirley!

    Também estou exultante com o retorno do nosso querido Luiz Berto, Editor do JBF..

    Adorei a referência ao perfume francês Chanel nº 5, o “mais vendido do mundo, que “possui em sua fórmula o ingrediente “óleo do Pau Rosa” que só é encontrado na … AMAZÔNIA (tão disputada e é NOSSA). A fabricação do perfume foi responsável pela devastação de 500 mil árvores pra mandar o óleo para os franceses”…

    Obrigada por dedicar especialmente a mim o lindíssimo vídeo da extraordinária Maria Bethânia.,
    Esse poema, realmente, nos leva a voar “entre almas, espíritos, entidades e estrelas e luz”,.

    “Todas as cartas de amor são ridículas”, (Poema Cartas de Amor, de Álvaro de Campos (um dos heterônimos do grande poeta português Fernando Pessoa”, .Entretanto, o mesmo poema diz:

    :”Afinal, só as criaturas que nunca escreveram cartas de amor é que são ridículas”,

    Uma ótima semana!

  5. Schirley, “A Inspiraçao”: não há nada melhor que o começo de uma semana com dois bálsamos em nossa alma machucada: a volta do Berto e a leitura de um texto da divina Schirley.
    Valeu!!!
    Um beijão estralento com muitos chochimilcos.
    Tenha uma excelente semana.
    Magnovaldo

      • Super Schirley: está tudo bem comigo. Se melhorar vai dar uma apoplexia no cotovelo esquerdo.
        Chochimilco (no original azteca, Xochimilco) é uma região na Cidade do México que é uma antiguidade dos aztecas. É uma região, chamada de “A Veneza da Cidade do México” que é formada de uma série de canais, uma vegetação muito bonita e que os mexicanos visitam para espairecer dos grandes estresses de uma cidade grande como a Cidade do México.
        Não se preocupe, é uma expressão positiva.
        Um grande abraço,
        Magnovaldo

Deixe uma resposta para Magnovaldo Cancelar resposta