CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

“I want YOU for U.S. Army” – “Uncle Sam”, “Uncle Berto”, “Uncle Sancho”

Señor Berto,

uma ruga de preocupação, entre as milhares que possuo, ronda meu pensamento.

Leio, desde o final de 2013 luminares em prosa e verso existentes no JBF, um verdadeiro timaço, comparáveis, se futebol fosse, ao selecionado canarinho de 1970 e 1982.

Mas (madito mas), JBF é um time, assim como os craques de 70 e 82 já um tanto quanto “com muito trecho percorrido”, incontáveis gols de placa na bagagem de cada um, muito dinheiro no bolso (mais do que merecido) e milhares de fãs espalhados por essa mundão de meu Deus; gente de espírito “jovial”, mas (novamente, maldito mas), com “experiência demais”, que como Sancho, procura, cada vez mais, a especialidade geriátrica, quando “precisa” dos profissionais de branco.

Todos “me parecem” naquela fase onde o tal “profissional dedo grande” nos assusta, amedronta e faz terror.

Onde está a tal mocidade?

Não a vejo na miríade de estrelas que assinam colunas e muito menos nos comentários (benditos palpiteiros, onde me incluo).

Aproveitando o pôster do Tio Sam convocando ao alistamento (completou 103 anos em 2020), convoco os jovens para que participem de nossa ESCROTA GAZETA, parafraseando, para desgosto do Goiano, o lema norte-americano:  “I want YOU for JBF”

R. Deixe de deboche, seu cabra.

Aqui nesta gazeta escrota só tem colunistas novinhos, lindos, bonitos e joiados.

A começar por este Editor!!

Olhe pras fotos que estão no cabeçalho de cada coluna, e você só vai ver jovens atletas, bombados, cada uma mais encantador que o outro.

Veja, por exemplo,  o nosso ferino e certeiro colunista Adonis Oliveira:

É a mais perfeita imagem da mansidão, da doçura e da tranquilidade.

Cabelo e barba elegantérrimos, expressão juvenil, ar sereno e cativante.

Além de músculos bombados, nariz afilado, sobrancelhas sensuais e bochechas fofinhas.

Se você fizer um levantamento acurado, verá que nossos colaboradores, além dos leitores, são todos moços, todos eles com menos de 90 anos de idade!

Pode fazer um levantamento perguntando a idade de cada um deles e comprove o que estou dizendo.

Isto aqui é uma ilha de juventude, de sabedoria, de boa convivência e onde só se fala a verdade.

Veja o meu caso…

25 pensou em “SANCHO PANÇA – SÃO BERNARDO DO CAMPO-SP

    • A admiração mútua existente entre nós supera qualquer deslize em meu parvo texto. Abraço fraterno do véi Sancho.

  1. Amigo Sancho,
    entendo sua angústia, pois tbém a sinto. Infelizmente nossos jovens(menos de 40 anos) se desemvolveram num período dificil de nossa historia. Antes se dizia que, por conta do regime militar, uma geração de brasileiros foi perdida para a politica. Pelo contrário, os que hoje ainda se interessam por ela viveram aquela época quando jovens.
    Nada espero neste particular nos jovens de hoje, não por culpa deles, óbvio. Seria o mesmo que esperar que fossem dormir e acordassem mostrando interesse falando javanês.
    Talvez, quando atingirem a idade de 50 anos e mais…

    • Recorro a Enola Holmes: A veces, Tarciso, cuando uno quiere un diamante, debe recurrir a la excavación en una mina de diamantes.

      Esse é o grande problema, escassas estão as minas de diamantes.
      As duas grandes minas que o ser humano encontra na vida (lar e escola) estão repletas de pedras, cascalhos e pouquíssimo diamante. O lar, onde absorvemos educação, quando jovencitos, está arruinado, pois a família está desestruturada. Citar os motivos seria muito extenso e o amigo conhece a maioria.
      A escola, desde a implantação do método paulofreiriano de ensino, tornou-se o que o PISA nos esfrega na cara sempre que é aplicado.

        • Dom Eremildo:

          A tua ignorância sobre o processo educação/ensino já atesta que tu és um paulofreirezado, alguém que é incapaz de enxergar o porquê do Brasil ser o Brasil de tantos absurdos e de não reagir ao que está, infelizmente, acontecendo a décadas.

          Quando me aposentei, no magistério, em 1997 (há 23 anos!!!), a educação (tarefa familiar) já estava em decadência forçada – sendo, sub-repticiamente, misturada e absorvida pelo ensino (tarefa escolar).

          Isso já estava acontecendo – e continua até hoje, graças, principalmente, às Humanas (totalmente dominadas!!!) – desde o pré-primário até a universidade.

          Resultado ultra nefasto: o poder familiar de educar foi lentamente eliminado e substituído pelo ditatorial do Estado, determinado – pelas políticas de ocasião (o que é certo e o que é errado!!!) – e visando a subserviência total aos ditames dos governantes.

          Tudo regido pela fraude – mentira ardilosa!!! – freireana da “Pedagogia do Oprimido” – elevada à regra plenipotenciária e incontestável de dominação e escravização do pensamento e comportamento das populações.

          E a lavagem cerebral foi (e é) tão eficiente, que, hoje, ainda é uma heresia sem perdão se alguém – ligado ao magistério – não segue os ditames dessa fraude ultra criminosa, cujo único objetivo é a dominação e subserviência total das populações, ao ditador de plantão – e seus asseclas.

          Ou tu não sabes que essa besta, esse imbecil intelectual(???) foi elevado a Patrono da Educação Brasileira?

          Só isso basta para ver e entender a decadência humilhante de – o Brasil – estar em penúltimo lugar (se não for o último!!!) no ranking intelectual mundial, ou seja, no Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa).

          Ou o porquê de 75% dos estudantes universitários serem analfabetos funcionais, ou seja, são capazes de ler, mas incapazes de entenderem o significado do texto.

          E tu, ainda, perguntas:

          “em quais escolas foi implantado o método paulofreiriano de ensino neste país?”

          Tu só podes ser mais um “paulofreirezado”, ou seja, mais um que só vê, obedientemente, o que eles/elas querem – como e que tu vejas.

          Desculpe-me o desabafo deste ex-professor – mas uma vez professor, sempre professor!!! – que vê, impotente, o que fizeram e continuam, criminosamente, fazendo com o binômio educação-ensino.

          Não queria estar na Presidência da República e nem no Ministério da Educação, nesta tarefa hercúlea – atacados, infame e diuturnamente, por todos os lados – de reabilitar os nossos valores tradicionais e recolocar a educação (família) e o ensino (estado) nos seus devidos, evidentes, e merecidos lugares.

          É que está tudo dominado (há muitos anos!!!) por esse enxame de gafanhotos esquerdopatas, que como todo gafanhoto, quando forem expulsos, só restará a terra arrasada.

    • Depois de consultar as bases, resolvi deixar meu pitaco para as eleições 2022, já que o Lula, ídolo de todos os integrantes do jbf não poderá participá:

      Xapa imbatível:
      Maria do Rosário – presidenta; e
      Gleisi Rofman – vice-presidenta.

      Espero qe o Goiano aprove.

  2. Véio não…..
    Minha mãe é que tá véinha pois faz 100 anos em novembro. Eu sou muito, mas muito mais jovem, mais de decadaS de diferença……
    Com relação aos jovens vai ser dificil, pois com o nosso nivel de educacao e instrucao atuais……. Hummmm, nao sei não….

    • Sou jovem, petista de coração e estou aqui para a renovação que o texto acima pede, pos o Goiano já tá veinho e temos que ter sangue novo na praça.

      • Sancho ….!!!!

        Finalmente mais um PTista, de coração – pois com alguma coisa na cabeça não pode existir – para ajudar o Goiano……..

        Não vamos ouvir com certeza … LuLLa volta ………. pra cadeia “miseravi”

        • Não, não ouviremos…

          Arthur, pelo menos o cara confessa o amor. Tem mais uns dois outros, que rondam esta gazeta, com aquele papinho de que não vota mais no Bolsonaro, etc, etc…

          Mas (bendito mas), essa é a grande virtude da democracia: os opostos poderem esternar suas opiniões, posições e gostos.

          Que sejam muito bem-vindos os que amam lula, dória, jair, marina, ciro, manuela, amoêdo, etc, etc. (iniciais minúsculas, pois nossos políticos não merecem grande deferência).

    • Señor Tavares é um prazer saber da existência de sua centenária mãe. Quisera o velho Pança ter a dele ainda ao alcance das calejadas mãos Pancianas. Deixo aqui um beijo carinhoso para sua genitora e uma lágrima furtiva pela minha saudosa e doce Catharina Pança. Malditos ninjas cortadores de cebolas!!!!

  3. Feliz Cumpleaños!!!!!

    14ymedio completa 6 anos no ar em uma “ditabranda” e a Editora-Chefe ainda consegue manter o site em funcionamento. Você acredita?

    Leitor fubânico, por favor, dê uma espiadinha em: 14ymedio.com

    Señora Sánches,

    De corazón, gracias, muchas gracias por resistir, gracias por correr todo tipo de riesgos y soportar la represión para mantenernos informados sobre la realidad en Cuba.

    Felicidades a 14ymedio. Enhorabuena.

    Vamos bien!!!!!

    Muchas gracias por todo.

    Sancho Pancha

  4. Abraço fraterno a todos de “La vieja guardia fubânica”. Somos o verdadeiro e Incrível Exército de Brancaleone (L’armata Brancaleone). Avante Camaradas!!!!

    Avante, camaradas
    Ao tremular do nosso pendão
    Vençamos as invernadas
    Com fé suprema no coração.

  5. Vorrei, vorrei, vorrei, non essere triste, non essere preoccupata, vorrei riposare, vorrei dormire una settimana, vorrei starmene al caldo e dover correre sempre fuori al freddo, vorrei avere tempo per leggere, vorrei una tisana bollente, vorrei una fetta di torta al cioccolato, vorrei respirare piano, vorrei non sentire nel naso l’odore di ospedale, vorrei non vedere medic, vorrei che COVID-19 fosse già passato.

  6. Berto il Vecchio, signore di JBF,
    Dice bene il proverbio; il diavolo ne sa , perchè è vecchio.
    Perché poi, leggendo le tue parole, ho scoperto che raramente la dolcezza è un limite.

Deixe uma resposta