SANCHO PANZA - LAS BIENAVENTURANZAS

«Dai às paixões todo o ardor que puderdes, aos prazeres mil vezes mais intensidade, aos sentidos a máxima energia e convertei o mundo em paraíso, mas tirai dele a mulher, e o mundo será um ermo melancólico, os deleites serão apenas o prelúdio do tédio.» Alexandre Herculano, Eurico, o Presbítero [1844], 40.ª ed., Lisboa, Livraria Bertrand, Pp. IV-V.

“Annus horribilis” esto 2020… Hoje sonhei com Goiano (gravei na lâmina de uma espada a frase que ele dedicou a mim: “Mas tudo tem seu tempo certo, tempo para amar. Hoje, estou amando Sancho Pança”). Em meu sonho ele, depois de exagerar no ozônio, corre pela redação do Jornal da Besta Fubana todo eufórico. Perguntado por Aline o motivo de tanta festa, anuncia que “ha superado” el izquierdismo: “¡Estoy curado! Obrigado, Sancho!!!! Viva Bolsonaro!!!!” – Pensarão alguns: Sancho, eres un h1j0 d un4 gr4n pu74… Me defendo: “foi apenas um sonho, gente…” – “Paremos com a viadagem”, grita um homofóbico leitor sanchiano (quem poderá ser contra o amor, Sancho?, perguntam Dalinha, Ana Lúcia e Violante em uníssono) …

Nos anos 50 ele já era sucesso (não, não estou mais falando do Goiano – “supunhetamos e vaginemos” que o Goiano se acabasse; que “siririca” de nós?)… na Escolinha do Professor Raimundo, na saudosa Rádio Mayrink Veiga do Rio… Talvez alguns se lembrem do genial Antônio Carlos Pires APENAS como o pai da excelente atriz Glória Pires (beijão, Glorinha Ruth Raquel). Eu, fã de carteirinha e crachá, ia escrever sobre os personagens fabulosos interpretados por Glorinha, mas (imenso mas), foram tantos e tão maravilhosas as mulheres que interpretou, que eu ficaria três anos escrevendo, o que cansaria o autor e o leitor. Só posso dizer: você é magnífica (punto e basta… Não, Glória, oh Gloria, nunca é o bastante).

Como se esquecer de pessoas tão geniais? Sancho jamais entenderá. Já deve haver garoto se perguntando quem é Pelé… E o doido dizem por aí, é Sancho, não é mesmo, señor Paulo Terracota? Três em cada dez paulistanos sofrem de transtorno mental, diz pesquisa…Isto explica muita coisa, não é assim, domingueiro Brito? Mas o que mais me deixou perturbado foi o fato de, pela força dos números (os números não mentem jamais; pausa para uma pergunta: quem foi o “gênio” que sentenciou isso?), significar que há uma possibilidade grande de Sancho sofrer de perturbações mentais. Uma vez que aqui em casa somos dois, significa que no barraco sanchiano, com toda a credibilidade que nos merecem os cientistas que elaboram estes estudos, pelo menos um é “doidjo, muito doidjo”, algo de que eu ainda não me tinha apercebido (e confesso que logo me bateu a certeza de ser minha esposa a “doidim-nha”).

Com milhões de pessoas com perturbações mentais, a que se vêm juntar os milhões de usuários de drogas (lícitas ou não – o JBF está no time das drogas lícitas – como vicia o Jornal da Besta Fubana, não é mesmo, mister Brickmann?) e os milhões de Sanchos que não conseguem mascar os chicletes e caminhar em simultâneo, chego à conclusão… Peraí (suspense) – quem disse que Sancho tem que chegar a alguma conclusão? Para tudo!!!He, he, he, Sancho não mora em Sampa, mora no ABC Paulista. Será que isso me salva ou inclui na pesquisa? Tenho de me deixar destas inócuas pesquisas, convicto que sou “de ser palonço”, sem estas sabedorias descoroçoantes. E quer saber? Orgulho-me me minha palonçoria. Teve gente que foi correndo ao dicionário saber o que é palonço e descorocoante, não é mesmo, José Higino?

Outro trio de irmãos que vai dar que falar (ou já está a dar que falar bem mais do que Sancho). Falamos de Los Gemelos Fubânicos Tavares: Beni, Arthur e Cícero – uma gente especial que mora no sanchiano corazón. «¿Qué es lo que obtienes cuando te cruzas con un solitario enfermo mental en una sociedad que lo abandona y lo trata como basura?» pregunta el Joker… Você talvez esteja agora perguntando a seu irmão quando irão disponibilizar o trailer do The Batman… placer encontrarte y aspirar cada uno de tus pensamientos a Sancho dirigidos.

Este texto os sacudirá el cerebro y conseguirá que vuestra eterna alma grite…”Suja, amassada, amarelada, quase apagada… Ele lê, relê e rerrelê a carinhosa carta de sua prima Mariinha. Dez mil vezes leu a única correspondência recebida em três anos de confinamento. Não, não estamos falando da pandemia que assusta sua rotina diária há meses, querido leitor; longe disso; falamos de uma cela… Sancho, bem mais louco do que Dalí, recorre a Salvador: “La única diferencia entre un loco y yo, es que el loco cree que no lo está, mientras yo sé que lo estoy.”

Noite fria, chuvosa, enregelando músculos, empapando uniformes, doendo em ossos… aproveitando a fuga em massa dos “amigos” de Bruce Wayne, Sancho foge do péssimo humor do Comissário James Worthington Gordon e do Elizabeth Arkham Asylum for the Criminally Insane, entra em um buraco de minhoca (característica topológica hipotética do contínuo espaço-tempo, a qual é, em essência, um “atalho” através do espaço e do tempo.) e, acompanhado das dez vozes de sua cabeça, saiu no Terminal Rodoviário Tietê, São Paulo, Brasil. Estava tranquilo, pois o procuram em Gotham, não em Sampa. Mas (prudente mas)… precisava viajar para mais longe.

Entrou no busão, viagem de mais de seis horas para Curitiba, procurou sua poltrona, encontrou-a; era ao lado de uma senhora linda, daquelas com olhar fidalgal, que a crise financeira tirou da primeira classe das confortáveis e rápidas aeronoves, para mal acomodar em transportes rodoviários. Tristes tempos. Enquanto o ônibus vai desapareciendo entre la niebla de una noche fría, Sancho chega a seu lugar. Sentou, virou para a passageira que viajaria a seu lado (40 años, bella, elegante y deseable) e disse: “Como vais dormir juntinha de Sancho pela primeira vez, devemos pelos menos saber os nomes de alguém tão especial como nós, a señora não acha!? Sancho, muito prazer.” Sorrisão no rosto feminino, disse chamar-se Mariinha (entrañable, tierna, dulce, emotiva), um belíssimo nome, pronúncio de uma noitada deveras agradável. E o foi, pois dormir não dormimos. O que rolou? Sem spoiler, curioso leitor – “spoiler” origina-se no verbo spoil, cujo significado é “estragar”. Não estraguemos as coisas que rolam por sua imaginação, em filmete para maiores, pois não!? Maria Antonieta Portocarrero Thedim? Não, não era… A curitibana parecia irmã gêmea (“Beauty will save the world.” Dostoevsky) ou, ainda, «La belleza atrae al ladrón más que el oro» William Shakespeare.

Dia clareando, uma friaca, descemos, tomamos o café da manhã juntinhos e observamos cartaz na parede da cafeteria, onde se lia “aqui não se diz mal de Curitiba”. Sorrimos. A cidade é tão bela que não seria necessário tal lembrete. Pediu a deusa um cachorro quente com duas vinas e uma mimosa. Já Sancho pediu um chineque e uma béra. Gente apaixonada vive com um tal sorriso bobo no rosto… ¿el amor, el dolor y la muerte siempre nos igualan en la vida? Como se apaixona fácil esse Sancho…Parece Rubem Braga se apaixonando por Mariinha (texto de Rubem Braga – publicado na revista Domingo, do JB, em 5 de outubro de 80 – no qual ele se derrete pela eterna musa: “Fala-se muito no segredo da mocidade de Tônia. Prestem atenção: essa natureza generosa, o carinho que espalha por todos que a cercam, até ao mais humilde, é uma grande parte do seu segredo. Ser bom faz bem à alma, e à face, e nada envelhece mais que o estigma da mesquinharia gravado na cara: nada embeleza tanto quando a doçura interior. Tônia é toda bela”.

Jorge Luis Borges decía: «que más poético es el caso de un hombre que se propone un fin que no está vedado a los otros, pero sí a él». Lembre-se desta frase de Borges quando ler a última linha, no momento em que as luzes se apagarem, inteligentíssimo leitor.

“Todo va a estar bien”… Não a do Rubem Braga, mas (apaixonado mas), a Mariinha do Sancho o levou para sua mansão no bairro Santa Felicidade (sim, esse bairro existe na terra das araucárias) para viverem, durante 30 dias, uma tórrida história de amor… Trinta e um dias depois o corpo de uma bela mulher é encontrado em frente ao portão principal do Elizabeth Arkham Asylum for the Criminally Insane. Pregunto, lector: ¿escoge el Sancho simplemente el mal, o lo crea en su locura? Ouso defender o gajo: “En ello creo encontrar el drama, la tragedia y las contradicciones del ser humano”.

No interior do Arkham Asylum, dois internos conversam:

– Sancho, meu velho, mata essa charada: Posso começar uma guerra ou acabar com ela; posso lhe dar a força dos heróis ou deixá-lo impotente; posso ser capturado com um olhar, mas nenhuma força me obriga a ficar.

– Poxa, señor Edward Nygma, essa é fácil; é o amor.

As luzes da cela se apagam e “o Charada” não vê as lágrimas que rolam pelas faces de Sancho.

PS 13: Este texto de Sancho é homenagem antecipada em dois dias, à mulher mais bela que este planetinha já conheceu. Nascida a 23 de agosto de 1922, Mariinha (Maria Antonieta Portocarrero Thedim). Cabe também homenagem a uma outra Mariinha, uma niteroiense de sorriso encantador (beijão Mariinha, prima de Sancho).

PS 51: Saiba mais sobre Tônia Carrero em: Tônia Carrero. Depoimentos IV. Rio de Janeiro: MEC/ Funarte/SNT, 1978.

PS 69: Este texto de Sancho é homenagem antecipada em dois dias, à mulher mais bela que este planetinha já conheceu depois de Tônia Carreiro. Nascida a 23 de agosto de 1963, Glorinha (beijão, Glorinha – Glória Maria Cláudia Pires de Morais). Cabe também homenagem a uma outra Glorinha, uma garota lá do interior – Barão de Vassouras, próximo de Desengano (beijão Glorinha, tia de Sancho e esposa de Lourencinho).

PS 171: Anda sumido das coisas sanchianas nosso Cardeal Maurino, um cabra que fez morada no coração de Sancho e anda esquecido de pagar o aluguel…Lembrei de DuduSantos, das suculentas mangas e lembrei da aversão de minha filha Carolina por tais frutinhas tão requisitadas. Beijão para Dudu e Carol.

PS 666: Este texto foi elaborado para chamar a atenção dos leitores fubânicos para doenças psiquiátricas. A depressão e os transtornos de ansiedade são as doenças psiquiátricas mais comuns. A depressão se tornou o segundo maior problema de saúde pública no mundo. Classificam-se como transtornos de ansiedade o pânico, com incidência de 3,5% na população, e o transtorno de ansiedade generalizada, com 3,4%. Considerados menos comuns, a esquizofrenia e o transtorno de humor bipolar atingem, cada um, cerca de 1%. As doenças mentais, assim como a maioria das doenças, resultam da combinação de diferentes fatores. Os Transtornos Mentais e Comportamentais são identificados e diagnosticados por meio de métodos clínicos semelhantes aos utilizados para os transtornos físicos.

PS 1313: Falando em loucura… ELEIÇÕES 2020 – A propaganda eleitoral só será permitida a partir do dia 27 de setembro, inclusive na internet, mas antes disto, dia 16, os Partidos terão que encerrar suas convenções. Os candidatos poderão fazer campanha até o dia 14 de novembro, um dia antes do pleito, rodando a cidade com propaganda em alto-falantes, comícios, caminhadas, carretas, passeatas, distribuição de santinhos, adesivos de carros, bottons e corpo a corpo, além de propagandas pagas em jornais, sites dos próprios jornais, blogs, sites e redes sociais.

36 pensou em “SANCHO E AS DEUSAS DO OLIMPO…

    • Señora Silveira,
      Como é bom homenagear alguém e atingir um outro alguém com a homenagem.
      Bem vinda às paginas fubânicas e sanchiânicas.
      Tenha um final de semana maravilhoso, pois quem é fubãnico merece sempre o melhor.

  1. Pena que a moça morreu. O universo do homem-morcego é riquíssimo e você foi logo no personagem que mais gosto, o Charada (Edward Nygma). Valeu, Sancho

    • Tal nome é uma homenagem ao meu amigo parisino? Ou és tu, Cavalheiro das Causas Vermelhas em território sanchiano?
      Realmente, foi uma pena a belíssima mulher ter se encontrado com o louco.
      Tenhamos um ótimo final de semana e dou uma dica: as colunas de hoje aqui no JBF estão que é um primor. Dá uma passadinha em cada um deles e aproveite o talento da escrita de nossa gente fubânica, escritores de mão cheia e talento a toda prova.

  2. Quem passar pela coluna de Sancho não pode deixar de ler as outras colunas, que Sancho recomenda, não por serem de seus amigos, mas por estarem SHOW DE BOLA, como diz a mocidade:
    AS ESPANHOLAS DO ÚLTIMO VERÃO, do Carlito Lima;
    NÃO PRECISA MAIS ENFIAR OZÔNIO NO TOBA, considerações do Berto;
    SOLUÇÃO NOSTÁLGICA, do Augusto Nunes;
    AGORA SÓ DOU O PÉ, da maravilhosa Dalinha;
    BOTAFOGO ACERTA NO OLHO DO FURICO DA JORNALISTEIRA COMUNA, considerações de Berto;
    HELICÓPTEROS NA FAVELA E O STF, do Percival;
    SUPREMO TOLÔTE FEDERAL, considerações de Berto;
    FALÁCIAS, do genial Marcelo Bertoluci;
    JOÃO ARAÚJO – MUNIQUE – ALEMANHA, com mestres da poesia;
    CADA REAL A MAIS PARA O FUNCIONALISMO É UM REAL A MENOS PARA A POPULAÇÃO, de JR Guzzo;
    ESBOÇO DE UM CULTO MODERNO A MOLOQUE, do infernal Nikolai Hellllllll;
    A PAPA, da esplendorosa Violante;
    OS 3 DO NORDESTE, do Peninha.

    Um timaço fubânico!!!!!

  3. Pesquisa… Você acredita ?

    Instituto Paraná – intenções de voto para São Paulo:
    Celso Russomano, 20,5%
    Bruno Covas, 20,1%
    Marta Suplicy, 9,8%
    Paulo Skaf, 8%
    Márcio frança, 7,6%
    Guilherme Boulos, 6,2%.

    Se fosse eleitor de Sampa, Sancho votaria no Skaf.

    Instituto Paraná – intenções de voto para o Rio de Janeiro:
    Eduardo Paes, ex-prefeito, 28,6%
    Marcelo Crivella, atual prefeito, 15,4%
    Delegada Martha Rocha, 9,3%
    Benedita da Silva, 7%
    Cabo Daciolo, 5,1%

    Se fosse eleitor carioca, Sancho votaria na Martha Rocha.

  4. Grande dica para os bolsonaristas do PARANÁ – 22ª fase da Operação Nova Aliança, da Polícia Federal
    – Os excelentes ministros: da Justiça e Segurança Pública do governo Bolsonaro, André Mendonça; das Relações Exteriores, Ernesto Araújo; da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos; e do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno Pereira, PARTICIPARÃO da apresentação dos resultados da 22ª fase da Operação Nova Aliança, da Polícia Federal, segunda-feira (24), às 13h50, no Parque Tecnológico Itaipu, em Foz do Iguaçu (PR).

    Polícia Federal, em conjunto com a Secretaria Nacional Antidrogas e Força Tarefa Conjunta do Paraguai, para a erradicação de cultivos ilícitos de Cannabis em território paraguaio. As ações estão em curso desde o dia 16 de agosto.

    O evento também contará com a presença do diretor-geral da Polícia Federal, Rolando Alexandre; do coordenador-geral de Repressão a Drogas, Armas e Facções Criminosas da PF, Elvis Secco; do secretário Nacional de Políticas sobre Drogas do MJSP, Luiz Roberto Beggiora; e do diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna.

    O que faz Sancho? Aplaude a todos eles. Êita gente boa, que trabalha pelo BRASIL…

  5. Em tempos de coronavírus e tentativas de vacina, Sancho recorre a quem entende…Zé Duarte – As Grandes Potências ( Quero Ver Cuba Lançar )…

    A China e a Rússia vão lançar vacina / Cuba também vai lançar / Lança, Cuba, lança / Quero ver Cuba lançar…

  6. Mestre Sancho, você tocou no assunto delicadíssimo que afeta a maioria da população mundial e infelizmente a maioria das pessoas torcem o nariz pensando ser safadeza de quem tem esses transtornos: Depressão e Transtorno de Ansiedade.

    Recentemente “salvei” um grande amigo que estava com depressão e ignorado pela família. Quando percebi que os sintomas dele era depressão pedi-lhe com urgência que procurasse um psiquiatra, e ele assim o fez, depois de várias insistências minhas.

    Ele está melhor, se tratando e domando dois remédios, e eu estou muito feliz por ter “salvo” um amigo na hora certa.

    Como voluntário, já visitei muitos hospitais psiquiátricos do Recife e aprendi na prática a distinção dos transtornos e o desprezo que esses doentes sentem por as pessoas pensarem que tudo aquilo que eles estão sentindo é safadeza.

    O mundo está precisando de uma intervenção psiquiátrica e os “normais” não se deram conta.

    Valeu o artigo, meu irmão.

    NA PRÓXIMA LIVE TEREI UMA PERGUNTA PARA LHE FAZER SOBRE A DOR DA CHIFRADA! RSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS!

    Na de ontem, eu apareci mas tive que correr logo com pedo dum cachorro a me rondar e querer morder. Rssssssssssssss!

    • Convivo com isso há mais de ano, pois minha esposa está em tratamento em Resende, com um excelente psiquiatra, o doutor Haddad (não, não é o amigo do Lula). Todos os meses saímos de São Bernardo para a consulta em Resende.
      E quer saber? Ficamos mais fortes com as pedras que Drummond nos colocou no caminho.
      Vida que segue. A fé de Sancho no Criador e minha alegria de viver me fazem um FORTE. Como dizem meus irmãos caminhoneiros: FÉ EM DEUS E PÉ NA TÁBUA.
      Beijo em vosso coração, gigante amigo.

  7. Sancho escolheu bem o dia para vir. Curitiba está mais Curitiba que nunca: friozinho de dez graus, chuvinha fina, um céu completamente cinza que não deixa nem imaginar se o sol está do lado de lá ou do lado de cá.

    Como se fosse pouco, Sancho ainda me leva de volta aos dezesseis anos, aluno do CEFET, onde a cada semestre o Departamento de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira escolhia os livros que as turmas de Português I, II, III, IV, V, VI, VII e VIII iriam ler. Eu estava em Português V e o livro do semestre foi anunciado pelo professor nos seguintes termos: “Pessoal, vocês estão fudidos. O livro de vocês é Eurico, o Presbítero, de Alexandre Herculano. Ainda bem que eu não preciso ler esta merda.”

    • Sancho adora a terra das araucárias. Sempre que a grana permite vou matar as saudades da turma da Boca Maldita (O Goiano iria adorar a turma. Sancho convive com 99,9% de esquerdistas no local). A grande dica é o Café Avenida da Flores, o mais TRADICIONAL CAFÉ DA BOCA MALDITA.

      E, mesmo não me considerando mais um turista, de tanto que vou aí, sempre que vou subo na parte alta do Ônibus Panorâmico de Curitiba, sinto o frio gostoso e a quase permanente garoa e refaço todo o trajeto.

      Para os fubânicos que gostam de muito frio e calor humano, a grande dica sanchiana e bertoluciana é CURITIBA.

      Lugar ideal para luas-de-mel, a lua ideal para plantio de mandica (beijão, Dilma).

      Abração, gigante amigo

  8. Sancho, o maluco das mil histórias. Bota qualquer Jorge Amado no chinelo. Agora, sonhar com um cri cri feito Goiano, tá mais prá pesadelo.

    • Não esqueça o grande Beni, amigão sanchiano, que COLOCO, para não restar dúvidas: Pensarão alguns: Sancho, eres un h1j0 d un4 gr4n pu74… Me defendo: “foi apenas um sonho, gente…” – “Paremos com a viadagem”, grita um homofóbico leitor sanchiano (quem poderá ser contra o amor, Sancho?, perguntam Dalinha, Ana Lúcia e Violante em uníssono) …

      Sancho e Goiano, direita e esquerda. parecia improvável, mas deu liga. Essa maionese não azedou, pois Sancho é mais esquerdista do que imagina e Goiano é mais direita do que confessa. Ambos já combinamos votar em BOLSONARO 2022.

      E ontem o nosso amado Goiano estava na reunião fubânica. É um cara genial. Confesso ser impossível não gostar do parisino louco.

      Abraço gigante, gigante amigo. Até sempre.

      • Meu caro amigo Sancho, todos nós sabemos que Goiano é um “vermeio” safado, mas, apesar das diferenças de ideais e opiniões, nós respeitamos e amamos ele e acho que ele sabe, senão já tinha se mandado daqui. Abraços a todos.

      • Também sou super fã do Goiano, um cara que consegue manter sua fleuma mesmo quando disparam a artilharia direitista contra ele. goiano é um zé com eu. De zé para zé. Beijão na sua bunda, Goiano.

  9. Rá-tá-tá! ratataaá-tá…rá-tá-tá! ratataaá-tá… A Polícia Federal informou nesta sexta-feira que formalizou a autorização para que o cidadão possa comprar até quatro armas. Cabe à PF expedir o registro de arma de fogo.

    Rá-tá-tá! ratataaá-tá…rá-tá-tá! ratataaá-tá… A autorização para aquisição de até 4 armas estava prevista em decreto do governo Bolsonaro, publicado em 2019.

    Rá-tá-tá! ratataaá-tá…rá-tá-tá! ratataaá-tá… No entanto, conforme a corporação, a publicação da Instrução Normativa era necessária para que a própria PF se adequasse ao decreto. A IN-174 revoga a IN-131, que previa limite de duas armas e estava em vigor desde 2018.

    O que diz Sancho? Já que a bandidada sempre esteve bem armada na rua, na chuva, na fazenda e até nas casinhas de sapê, chegou a hora de Sancho comprar suas 4 armas e esperar o primeiro meliante botar as fuças para dentro de meu apartamento.

  10. Tive o prazer de ter conhecido Mariinha e me senti homenageada por Sancho com seu belíssimo texto. A eterna Tônia é dona do coração de todos nós. Beijão Sancho, por sua sensibilidade e obra.

    Frases de Tônia Carrero em algumas de suas entrevistas:
    “(…) revelar a minha idade foi um ato de libertação. Não quero ser daquelas velhinas que não rir porque são todas repuxadinhas”.
    “Eu criei essa máscara de mulher eternamente bela e, certamente, tenho que pagar por ela”.
    “Os diretores de cinema não gostam de mim. Eles acham que eu não tenho um tipo brasileiro. Acham que eu não saberia representar uma mulher pobre (…) que eu tenho cara de mulher erudita”.

    .

    • Suas gentis palavras mostram a Sancho que há em ti uma lady, com a mesma sensibilidade que percebi em Tônia, quando a vi no teatro.
      Deixo-te um beijo e um pedido. Venha sempre “curtir” o que escreve este cara que se sente um amigo dessa pessoa especial, que tenho certeza seres.

  11. Graças a loucura do Berto, temos a maravilhosa coluna o “jornal do Sancho”. Onde as boas aventuranças abundam (EPA). É o mundo encantado do Sancho, pra encantar qualquer leitor.

    É um magnânimo deleite poder dispor do seu grande potencial literário, compadre.
    Uma verdadeira festa!

    • Magnânimo deleite compartilhado por Sancho quando entra em sua coluna, caríssimo e poder, também ele, dispor do seu grande potencial literário. Sabes que sou seu fã de carteirinha e crachá.

      E ser chamado de compadre por um cara com seu carisma é de “ficar ancho o tal Sancho”.

      Forte abraço compadre e confrade amigo.

      Assim, com tantos amigos fubânicos, acabaremos cantando feito RC: Eu quero ter um milhão de amigos e bem mais forte, poder cantar… E compartilhar com essa gente fubânica a nossa alegria e satisfação em escrever para pessoas inteligentes, antenadas e fubânicas, pois ser fubânico é adjetivo de qualidade e por vezes, substantivo.

      E o que faz a concorrência, a tal mídia tradicional? Perde leitores.
      Chuuuuuuuuuuuuuuuuupa concorrência!!!!

      • Sim, resumindo tudo, o grande CULPADO é Berto e o que dizer de Berto?
        Por tudo que representa em nossa jornada fubânica, taí um cara que só cabe aplaudir e agradecer a Deus por tê-lo colocado em nosso caminho. e citar Berto sem falar de Aline, companheira e escudeira nas coisas fubânicas seria heresia, que Sancho não cometerá. Uma dupla perfeita, que nos recebe sempre de braços abertos. Sem mais, senão vou às lágrimas. A idade está me deixando emotivo…

    • Extraordinário é ter amigos como você. Extraordinário é ter sua coluna sempre à mão, para aprender muito com o amigo. Extraordinário é pertencer a essa confraria repleta de gênios como nós (deixemos a modéstia na gaveta: somos geniais). Extraordinário é conhecer pessoas fantásticas, com as quais gostaríamos de ter compartilhado a infância. Extraordinário é ter acesso a esse timaço em nossas, agora semanais, reuniões. Somos felizardos e abençoados, pois não é qualquer veículo de comunicação que pode contar com colunistas fantásticos e com comentaristas que poderiam ter sua própria coluna aqui no JBF.
      Um beijo em vosso coração e um caloroso abraço para aquecer o frio que estou sentindo aqui em São Bernardo (frio de renguear cusco, diriam o Francisco, o León e o Adail Agostini).

  12. Magnânimo deleite compartilhado por Sancho quando entra em sua coluna, caríssimo e poder, também ele, dispor do seu grande potencial literário. Sabes que sou seu fã de carteirinha e crachá.

    E ser chamado de compadre por um cara com seu carisma é de “ficar ancho o tal Sancho”.

    Forte abraço compadre e confrade amigo.

    Assim, com tantos amigos fubânicos, acabaremos cantando feito RC: Eu quero ter um milhão de amigos e bem mais forte, poder cantar… E compartilhar com essa gente fubânica a nossa alegria e satisfação em escrever para pessoas inteligentes, antenadas e fubânicas, pois ser fubânico é adjetivo de qualidade e por vezes, substantivo.

    E o que faz a concorrência, a tal mídia tradicional? Perde leitores.
    Chuuuuuuuuuuuuuuuuupa concorrência!!!!

    • Tal texto foi resposta do “lesado” Sancho ao compadre e confrade Marcos André M. Cavalcanti (ficando duas postagens). Tal equívoco de Sancho ao colocar no lugar errado já foi corrigido acima.

      Eita que tu é abilolado, hein, Sancho!?

  13. Retribuo os beijos na bunda que vários me mandaram mas aceito em silêncio o ósculo na cabeça do pau, enquanto todos nos amamos desesperadamente aqui neste antro.
    Quanto à pesquisa feita em São Paulo, confirmamos, um em cada três habitantes são completamente pirados. Juntamos Sancho e outros dois. Os outros dois estavam completamente sãos.

    • Algum brilhante comentário sobre candidatos extremamente qualificados, probos e ínclitos, mas (eleitoreiro mas), mal posicionados na pesquisa?
      RJ
      Benedita da Silva, 7%
      Cabo Daciolo, 5,1%

      SP
      Márcio França, 7,6%
      Guilherme Boulos, 6,2%.

      Quanto à “beijunda” a que se referes, saibas que seu fã clube é extremamente participativo e fiel. Nem nas coisas sanchianas eles te esquecem.

      Beijão em vosso coração.

      • Nem umazinha palavra sobre o Rá-tá-tá! ratataaá-tá…rá-tá-tá! ratataaá-tá?

        A Polícia Federal informou nesta sexta-feira que formalizou a autorização para que o cidadão possa comprar até quatro armas. Cabe à PF expedir o registro de arma de fogo.

        Não esqueça da dica do cabaré sanchiano aí em Petropolis. Se ainda estiver na ativa, abrirá amanhã depois das 22:00 hs. Se a Chica ainda estiver no caixa, deixe meu “beijunda” para ela.

  14. O presidente Bolsonaro acaba de confirmar que irá até dezembro o Auxílio Emergencial. O “peru” de muita gente está garantido…

  15. BOA NOTÍCIA – Bolsonaro, aproveitando a ida a Mossoró, no Rio Grande do Norte, nesta sexta-feira, anunciou a nomeação da professora Ludimilla Carvalho Serafim de Oliveira como reitora da Universidade Federal Rural do Semi-Árido.

    Eis mais informações sobre a competente reitora: Graduada em Serviço Social pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte , possui Especialização em Direito Ambiental, e Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Rede PRODEMA. Doutora em Arquitetura e Urbanismo pelo Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte UFRN, na área de concentração Urbanização, Projetos e Políticas Físico Territoriais, tendo realizado pesquisa sobre gentrificação e centralidades urbanas. É professora do Centro de Ciências Sociais Aplicadas e Humanas da Universidade Federal Rural do Semi-árido UFERSA, na área interdisciplinar nos níveis de graduação e pós -graduação . Foi Pró-Reitora de Extensão e Cultura da mesma Universidade, atuou como assessora e conselheira dos conselhos superiores da universidade, e foi chefe de departamento. É pesquisadora atuando principalmente nos seguintes temas: gestão territorial urbana , direito ambiental, questões socioambientais, direitos humanos e educação inclusiva, planejamento e administração..

    Informações coletadas do Lattes em 26/06/2020

Deixe uma resposta