FERNANDO ANTONIO GONÇALVES - DE UM SEMPRE NORDESTINADO

Revisitei online o querido companheiro João Silvino da Conceição, amigão de muitas caminhadas, nordestino arretado de sabido, paupérrimo de letras e reais, milionário em criatividade, de deixar PhD de tese que ninguém leu sem glossário e de cueca sem money. Num casebre devidamente preservado das chuvaradas últimas, acompanhado da patroa, de uma filha separada e de dois pirralhos metidos a netos, o Silvino parece duplicar, a cada ano, seu saber, sua fé e seu admirável senso de humor, como que a consolidar seu maior título, o de filho amado da Criação.

Como sempre, encareço seus apontamentos últimos, sapiências explicitadas em garranchos escritos em cadernos populares. Todos datados e devidamente sincronizados com os acontecimentos.

Interesso-me por dois assuntos: Jesus Cristo e a esquerda, assuntos diferentes, de cenários distintos, sem quase nada a ver um com o outro. E o meu espanto se inicia com a tranquilidade do Silvino. Pede para começar pela figura do Homão da Galileia, segundo ele o maior líder revolucionário da humanidade de todos os tempos. Para Silvino, o Nazareno deixou uns “recados” para os seus seguidores. Tomei nota de alguns:

1. Não critique por criticar, colabore, atravessando o rio em que você está;

2. Nunca se omita, sempre participe, renegando os macaquinhos chineses, entendendo o alcance da parábola dos talentos;

3. Nunca prenda seu navio numa âncora, pois quem perde a sua coragem perde tudo;

4. Sinta-se sempre vivo, jamais azedo, possuindo uma serenidade comportamental que nulifica tentativas dos fuxicosos;

5. Resolva os problemas da sua área, sem dela se arredar, para num engrossar o cordão dos cavilosos;

6. Haja sempre como irmão, nunca como fiscal, supervisor, auditor ou inquisidor, como se fosse o único dono da verdade.

Complementando os apontamentos, anotações bíblicas, estão correlacionadas com os recados acima:

“Quando eu era criança, agia como criança, racionava como criança. Agora que sou adulto, ajo como adulto e raciocino como adulto”;

“Aconteça-me segundo a tua vontade”;

“Esqueço-me do que fica para trás e avanço para o que está na frente”;

“Examinem tudo e fiquem com o que é bom”.

No tocante às esquerdas, o Silvino tem um respeito incomum pelos que se dedicam anos a fio pelas causas populares. Mas nutre uma aversão fulminante aos “esquerdopatas”, aqueles sectários que denigrem sem construir, mentem descaradamente mesmo contra suas próprias convicções, possuem uma prática populista idêntica aos demais, são autoritários e não desejam uma nova ordem, pois lutam pela manutenção da desordem generalizada, ninguém sendo ninguém no frigir dos ovos, caldo ótimo para suas sobrevivências. Num canto de uma página, encontrei uma afirmação de Guerreiros Ramos:

“No Brasil de hoje há poucos homens de esquerda, porém muitos esquerdeiros. Estes vivem da gesticulação revolucionária e de ficções verbais”.

O Silvino torna-se cada vez mais cidadão. E com radinho de pilha, sempre ao alcance do braço, a voz do Lulu Santos parecia surgir num instante combinado: “Nada do que foi será de novo do jeito que já foi um dia”…..

2 pensou em “SABER, FÉ E HUMOR

  1. Prezado mestre,

    Desculpe-me pela petulância.

    Sinto muito informá-lo que a união entre as mensagens de Jesus e a “esquerda” (COMUNISMO) é uma QUIMERA!

    Em outras palavras: é um Frankenstein, montado com pedaços de coisas que são absolutamente antagônicas e incompatíveis, e cuja feitura tem como único objetivo enganar os incautos.

    Considero uma pena que uma pessoa com tão boa índole, que nem o senhor, se deixe seduzir por essa mensagem aliciadora de neófitos desavisados.

    Por outro lado, quando o Anticristo argentino achou linda a estátua de jesus crucificado sobre uma foice e um martelo, no presente que recebeu do índio boliviano, ou quando vive de beijinhos e abraços com as ditaduras bolivarianas, não causa surpresa que pessoas como o senhor se deixem seduzir também por esse canto de sereia.

Deixe uma resposta