CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Prezado Luiz Berto,

Já faz um bom tempo que acompanho o Jornal da Besta Fubana.

Minha última participação foi por volta de abril de 2016, antes do seu problema de saúde, que tanto nos preocupou.

Eu cheguei a enviar para você, pelos correios, uma garrafa de cachaça com jambu, que mereceu uma postagem sua, em 18/Abril/2016 e que me deixou muito feliz.

No final daquele mesmo ano, assumi um cargo de gestão na minha universidade, o que me levou a um certo afastamento do JBF (depois espero comentar um pouco essas circunstâncias).

Mas apenas de escrever, pois nunca deixei de acompanhá-lo, diariamente, como a minha principal fonte de leitura e entretenimento.

Você é uma pessoa muito especial, Berto, pelo amor que você tem e pela maneira como se entrega a essa causa tão nobre.

Minha esposa e eu acompanhamos você, e comentamos, entre nós, as notícias do JBF – especialmente quando são as suas intervenções – como se fosse um familiar ou amigo muito querido.

É incrível como hoje em dia hoje as mídias eletrônicas fazem com que nos “aproximemos” das pessoas, e que as afinidades aconteçam, mesmo sem o contato físico, presencial.

Para não me alongar muito e, de alguma maneira, marcar o meu retorno, gostaria de trazer uma contribuição aos leitores do JBF.

É com muito prazer que gostaria de apresenta-los a um blog de artigos sobre análise política, de um ex-reitor da minha universidade, a quem eu muito admiro.

É o Professor Alex Fiúza de Mello, cuja página pode ser acessada clicando aqui

Trata-se uma voz rara, nos dias de hoje, no meio acadêmico, que ousa ser contra o cabresto ideológico reinante.

Tenho certeza que você e os leitores e colunistas do JBF vão gostar muito.

Encerro com os últimos parágrafos, do último artigo, recém postado, denominado: BYE, BYE DEMOCRACIA!

Um grande abraço, amigo, de quem muito lhe admira.

R. Meu querido amigo e leitor, eu fiquei tão ancho com esta mensagem sua que chega arreganhei os dentes.

Aline estava passando aqui perto do computador na hora em que eu lia suas palavras e fez esse certeiro comentário: “Tu tás com cara de besta”.

De fato, fiquei mesmo bestinha de tão contente. É um privilégio ter leitores do seu quilate

Como eu vivo a repetir: aqui nessa gazeta escrota só tem gente boa, gente talentosa, decente e de bom coração.

Veja só: eu costumo dizer que o piripaque cardiológico que eu tive em maio de 2016 afetou mais minha memória do que o meu coração. Isso porque eu deixei de me lembrar de muitas coisas.

Aline, minha agenda ambulante, é que está sempre a me recordar determinados fatos quando estamos conversando.

Mas, veja só: eu esqueci apenas o que não presta e as coisas ruins.

Num lembro nem do dia em que fiquei destrambelhado e fui bater na emergência do Hospital Santa Joana, aqui no Recife.

Todavia, as coisas boas, as boas lembranças permaneceram intactas no meu juízo.

Por exemplo: me lembro perfeitamente bem da garrafa de cachaça com jambu que você me presentou. Exatamente um mês antes do meu desmantelo e da minha corrida pra UTI.

Ô cana boa que só a peste!!!

Até hoje, cumprindo rigorosamente a abstinência compulsória determinada por Dr. Sérgio Azevedo, meu cardiologista, o sabor do seu magnífico presente, cachaça com jambu, esta aqui na ponta da minha língua.

Você diz que o ilustre Professor Alex Fiúza de Mello é “contra o cabresto ideológico reinante”.

E só isto já basta pra definir a pessoa especial que ele é.

Pode ter certeza que os nossos leitores irão acessar a página dele, cujo endereço você nos mandou, e que todos os antenados fubânicos irão colocar este endereço na sua lista de páginas prediletas.

Gratíssimo pela generosidade de suas palavras e de sua apreciação, meu caro amigo.

Que você e sua esposa tenham um excelente final de semana e que sejam muito felizes, junto com todos os seus.

Vou fechar a postagem transcrevendo os últimos parágrafos do artigo que você nos mandou, da autoria do Professor Alex Fiúza de Mello.

E, logo após a transcrição das palavras do professor, uma música em homenagem aos fubânicos dessa linda e acolhedora Belém do Pará!!!

“Sob a capa postiça e ardilosa da “defesa da democracia”, juízes, políticos e intelectuais dos altos escalões do Judiciário, do Parlamento e da mídia falada e escrita operam um golpe infame contra o Estado de Direito e a ordem democrática, ignorando e menosprezando princípios, ética e a letra da própria Constituição – numa conduta coletiva vergonhosa, que maculará, para sempre, as páginas da história (pouco) republicana desta ornitorrínica “nação”.

Se em 1964 foram as fardas que, originariamente com apoio popular, afrontaram a normalidade democrática, hoje são as gravatas e as togas que, sem o mesmo apoio – e o compadrio sórdido dos pseudo “progressistas” –, instauram um novo ciclo ditatorial – só que agora com traços civis e padronagem tipicamente fascista.

E com o controle da mídia; com o inesperado fim do direito à liberdade de opinião e de expressão, bye, bye democracia! O golpe está dado!

O mais triste de tudo, ainda, ao final dessa melancólica paródia, é constatar-se o silêncio ensurdecedor e cúmplice de muitos dos que, não faz muito tempo, cantavam com o Chico – clamando por liberdade (!) – Apesar de Você.” (Professor Alex Fiúza de Mello)

* * *

9 pensou em “RÔMULO SIMÕES ANGÉLICA – BELÉM DO PARÁ-PA

  1. Belas palavras, as do Rômulo e do prof. Alex Fiúza.

    Homenagem merecida a do nosso querido Berto, estamos longe dele em distância, porém as vezes parece um vizinho meu.

    Triste é ver que aqueles que clamavam por liberdade junto com o Chico hoje são o Você do “Apesar de você…”.

    • Sigo o relator: Triste é ver que aqueles que clamavam por liberdade junto com o Chico hoje são o Você do “Apesar de você…”.

  2. Que boa surpresa. Visitei o site meio desconfiado que encontraria textos rebuscados, típicos de intelectuais. Que nada. textos leves, leitura fácil e conteúdo poderoso. Enfim, um articulista que não abusa de seu conhecimento com verborragia inútil, vai direto ao ponto e efetivamente dá seu recado. Adicionado aos favoritos.

  3. .
    Não existe mais no Brasil, a não ser como exceção, gente no meio universitário com esta coragem

    Fico preocupado com a saúde fisica e principalmente a mental ao enfrentar esta intelectualidade sórdida que campeia em nosso Brasil

    Já faz parte dos meus favoritos o Blog – Alex Fiúza de Mello – Análise política

    “Rebenvindo” Alex Fiúza ao JBF ……. com certeza uma participação que vai engrandecer o debate

    Parabéns pelo blog

  4. Embora se tenha essa visão de todo mundo ser esquerdista nas universidades, pelo que conheço isso ocorre mais nas áreas sociais. As áreas de tecnologia ia alunos desejam as regras de mercado. Eu tenho criticado bastante a postura das universidades federais que também ensinam e faculdades privadas. É contraditório porque numa o cara ensina luta armada e na outra as regras do mercado.

  5. Señor Angélica,
    Como é barulhento o tal silêncio ensurdecedor da esquerda em tais situações.

    Já faz um bom tempo que, segundo suas palavras, acompanha o Jornal da Besta Fubana, tendo sua última participação datada de abril de 2016 (muito tempo, não acha!?).

    Caríssimo señor,
    palavras suas dizem que junto a sua esposa acompanham a trajetória do fubânico Berto,comentando, entre vós, as notícias do JBF – especialmente quando são da lavra de Berto, a quem consideram um familiar ou amigo muito querido.

    Saida V Sa que gente de tal quilate, com a sensibilidade demonstrada em seu texto, são essenciais para o funcionamento de nosso querido “hospício”.

    Não se furte a comentar, enviar contribuições e até, quem sabe, figurar no rol de nossos colunistas. Gente como a gente sempre é muito bem vinda.

    ¿Qué es lo que se debe esperar de un sabado por la mañana? JBF. Punto e basta!

    Abraço forte!!!!!

    PS: Saibam, se é que já não sabem, todos os nossos fiéis ou infiéis leitores, que todo colunista e quase todo comentarista possui muito de Narciso. E o espelho onde vemos refletidos o que somos são VOSSOS comentários. Sofre muito quem publica um texto quando ninguém comenta, pois nos sentimos como “ter parido um filho” que ninguém quis visitar. Peço, em nome de todos nós (não tenho procuração de nenhum deles para fazer tal comentário) que deixem um pouco de si em algumas linhas em nossos textos e que façam salutar interação com os outros comentaristas. Faz um bem danado aos VOSSOS e aos NOSSOS corações.

    • .
      Os que jogam mal e fazem muitas faltas não merecem ……. rsrsrsrsrsrs…..

      Inclusive penalty com VAR e não marcado ………

Deixe uma resposta