A PALAVRA DO EDITOR

Mãos na massa
Pés no batente
Leite de peito
Colo quente
Cantigas de ninar
Sempre presente
Antes de dormir
Palavras sussurradas
No ouvido da gente
Deus protege
Meu filho inocente.
Frágil e cansada
Se mostra contente
É o retrato de mãe
Que trago na mente

6 pensou em “RETRATO DE MÃE

  1. Peguei os seus versos poeta , e o retrato da minha também , que Deus levou no final da tarde do ultimo dia de 2019 . Pelos documentos faria 100 anos em 7 de setembro de 2020 , mas na realidade já deveria ter entre 104 e 106 anos. Depois do AVC (derrame cerebral antigamente ) viveu quase 60 anos com sequelas. Passou pela gripe espanhola e contava casos acontecidos em Bom Jesus da Lapa. Faz uma falta imensa, que nada pode preencher. Certeza que Deus a guardará muito bem , para que um dia eu possa revê-la.

  2. Meu caro amigo joaquimfrancisco, Deus levou pra junto Dele já há alguns anos, meu pai com setenta e oito e minha mãe com 94 anos. Como eles fazem falta, embora eu tenha certeza que estão num lugar muito melhor do que se tivesse aqui.
    Obrigado pela leitura e pelo saudoso comentário meu irmão. Boa tarde.

    • Meu amigo velho de guerra, quanta saudade de você, das suas crônicas sábias… Obrigado pela leitura e pelo comentário.

      Um abraço e meu bom dia.
      Itaerço
      Imperatriz-ma

  3. Parabéns pelos lindos versos, querido poeta Francisco Itaerço! O tema, por si só, é sublime e verdadeiro. Há muitos anos, também perdi minha Mãe, depois de já haver perdido meu Pai. Eles eram meu porto seguro. A saudade é eterna. A dor da orfandade não tem idade.

    Grande abraço, e uma ótima semana!

  4. Violante amiga querida, Fico feliz em saber-me lido e comentado por você. “O tema é sublime e verdadeiro” mas é triste também. Desculpa, mas o poeta não poeta escrever só sobre coisas alegres. Ah como eu queria!

    Bom dia minha amiga.
    Itaerço
    Imperatriz-ma

Deixe uma resposta para Itaerço bezerra Cancelar resposta