A PALAVRA DO EDITOR

A brava militância universitária zisquerdista banânica, vanguarda da luta popular e do proletariado, continua fazendo vigorosos protestos nas faculdades brasileiras, de norte a sul, de leste a oeste do nosso país.

Protestos contra o corte de verbas que foi determinado pelo governo federal.

Verbas preciosas para pesquisas sobre xibungagens, orgias, boquetes, enrabamentos e brigas de aranhas cabeludas, entre vários outros assuntos de grande interesse científico e que servem de fundo (êpa!) para dissertações de conclusão de curso, de mestrado e de doutorado.

Um leitor me mandou a foto abaixo, na qual aparecem estudantes de Sociologia e Filosofia de uma universidade federal lavrando seu vigoroso protesto contra esta medida reacionária e direitista, que cortou drasticamente o dinheiro para as escolas superiores.

Cada aluno, futuros doutores e candidatos ao Prêmio Nobel, enfiando o dedo no cu do outro, sob os olhares de uma plateia atenta e que milita nos movimentos sociais zisquerdais acadêmicos.

O leitor que me mandou a foto só se esqueceu-se de dizer onde danado fica esta tal universidade, vanguardista e revolucionária.

Eu só sei que em Palmares não é, pois lá não temos federal.

Algum de vocês sabe onde danado aconteceu este lindo evento cívico-furical-patriótico?

Deixe uma resposta