ROQUE NUNES – AI, QUE PREGUIÇA!

Diz a sabedoria popular, quando se está muito nervoso, ou mesmo diante de uma situação que eu, na minha parca sabedoria caeté, chamo de limítrofe, “nada com um dia após o outro”, e eu acrescento, com uma noite no meio dos dois. E, diante da situação limítrofe que nos estamos vivendo aqui em Pindorama, ou, mais especificamente na Botocúndia do Mato Dentro, estamos precisando, e com urgência, de vários dias e noites entre eles, para que os ânimos se esfriem e a indiaiada guarde seus apetrechos de guerra.

Porém, o que estamos vivendo neste ano de 466 d. S. é apenas uma febre, ou seja, um sintoma de algo de muito errado que está acontecendo nos bofes deste gigante que “veve” deitado em “berço esplêndido” e que tem preguiça até de levantar para mijar, no meio da noite, preferindo urinar n própria rede de imbira. Como todo bom canibal caeté, para quê se dar ao trabalho de dar uma espichada no matinho, se o aconchego da rede está tão bom e quentinho? Faz-se a mijada e outras “cositas mas” na própria rede.

E, vendo o “imbróglio” (viu? Caeté também sabe a língua de Dante) entre os ditos poderes republicanos nestas plagas esquecidas por Tupã e Jaci, pergunto-se-me, se o que está ocorrendo é a “infecção”, propriamente dita, ou apenas a febre de algo muito mais profundo e perigoso para a saúde do “gigante pela própria natureza”? Lembro-se-me que, certa vez eu disse, aqui mesmo nesta coluna que, um petista é, antes de tudo, um petista. E, vamos ver o que está ocorrendo e como esse meu vaticínio foi certeiro.

Para qualquer brasileiro que sabe juntar B+A=BA, é notório e certo que o STF já entrou em uma linha de confronto explícito com o Legislativo e o Executivo e, a cada dia, estão esporeando a crise, sempre apostando cada vez mais alto, calcados na suposta segurança de que, eles, como operadores da máquina jurídica, com poder de prisão, podem mandar e desmandar. Situação perigosa construída em cima de uma premissa que não vale o preço de uma agulha quebrada.

A premissa é simples, até tola, se olhada de fora, mas que seduz muita gente, ainda. Os delinquentes encastelados no STF, desde o dia 01 de janeiro de 2019 brandem o argumento de que o presidente é golpista, não tem apreço pela democracia e está esperando o momento certo para dar um golpe se tornar um ditador. Então, provocam, a cada dia o chefe do executivo para que este se irrite, bote a tropa na rua, e pronto, a narrativa vira realidade. Aí, vão poder gritar: não falei! O cara sempre quis dar o golpe. É ditador.

E, para que isso ocorra, não importa se eles passem por cima da lei, destruam a liberdade, ataquem a democracia, desde que seja em nome da preservação da democracia, tudo é válido. Ministros do STF vão quase que todo o dia nos meios de comunicação para dizer que estão fazendo o que estão fazendo para “salvar a democracia” e a honra do STF. Ora, meu senhor, o STF tem mais de 120 anos de existência, passou por diversos momentos atrozes e nunca precisou de delinquentes que querem salvá-lo, destruindo-o.

Mas, isso tem método. Isso tem direcionamento. E, agora os meus senhores leitores vão entender o motivo de eu dizer que um petista, é antes de tudo um petista. De todos os ministros do STF, com exceção de André Mendonça, Kassio Nunes Marques e Gilmar Mendes, o resto foi indicado pelo PT, seja na presidência de Luís Luladrácio da Silva, ou na da presidAnta Dilma Rousseff. Só esse dado já é suficiente para que paremos e reflitamos sobre o STF e sua militância.

Quem, nesta taba, acredita que esses senhores foram colocados naquelas cadeiras por seu notório saber jurídico? Não são ministros e guardiões da Constituição. São petistas infiltrados lá para fazer exatamente o que estão fazendo: minando a credibilidade da instituição perante a população. Estão, como cupins, fazendo com que um dos pilares do Estado Democrático de Direito fique podre e imprestável. Derrube-se um desses pilares e toda a estrutura virá abaixo.

Alexandre de Imoraes, indicado por Michel Temer não está fazendo todo esse “charivari” jurídico se não tivesse apoio dos petistas travestidos de ministros naquela corte, se lá houvesse guardião da Carta Magna. Tanto Alexandre de Imoraes, quando seu Valdevino, coletor de recicláveis aqui do meu bairro, sabem que, ele, Alexandre, não teria essa desenvoltura e rapidez cínica em atacar o Estado de Direito, se não houvesse petistas togados dando-lhe guarida e apoio nos bastidores dos seus gabinetes.

Rosa Weber, Carmen Lucia, Fachin, Lulu, Fux, Levandoswky e Toffolli, todos indicados pela quadrilha travestida de partido político estão naquele tribunal para fazer exatamente o que estão fazendo: minando a credibilidade e a honra da instituição, por dentro. Como um câncer, agem silenciosamente, usando cornetas como Alexandre de Imoraes para fazer o serviço sujo e enfiar a mão na “merde”, açodando a animosidade da população contra uma instituição que um dia gritou “japona não é toga”! É um petista.

Acho que hoje devemos gritar: toga não é mandato, muito menos japona, e nem ainda martelo! Mas isso demanda certa coragem cívica que parece não ser bem o forte do gigante deitado. Basta vermos o reflexo desse gigante nas casas legislativas da Botocúndia. Sem exceções de espécie alguma, são todos pusilânimes, covardes e frouxos. Analfabetos por conveniência, não conseguem ler o texto constitucional, muito menos o regimento das próprias casas que diz claramente que o plenário é superior em autoridade do que a mesa diretora e seus presidentes.

Ora, os presidentes das casas estão fazendo corpo mole? Convoque-se o pleno das casas e façam valer o poder da maioria. Os presidentes das casas são lenientes e estão ajudando a demolir os pilares da democracia? Voto de desconfiança e revogação dos seus mandatos. Mas isso é pedir demais. Em duas casas legislativas apinhadas de ratos, de hienas e de avestruzes, só nos resta a mudança pelo voto.

No caso do STF, uma vez que eles estão esporeando a crise, com os prepostos do PT investindo na bagunça, na desorganização da harmonia e independência entre os poderes, só nos resta, como último recurso, para salvar aquela centenária instituição, a desobediência civil e o protesto diário até a deposição dos petistas travestidos de ministros. Mas para que isso ocorra é necessário que nos levantemos das mesas de bar, deixemos de lado a covardia e a “bonacherie”, esse vício de querer estar de bem com todo mundo e ser amigo de todos, e ir para o embate.

Não gosto daquela moça, a Greta Thumberg. No meu ponto de vista é só mais uma ignorante que não sabe nem a direção em que o sol nasce sendo utilizada por espertalhões que querem ganhar dinheiro. Porém, eu admiro sua coragem de parar a sua vida e ir à luta, ainda quem equivocada e cega, mas ao menos tomou uma posição. É essa falta de tomada de posição que me incomoda. Ver um país inteiro mais preocupado em saber se será preciso o certificado de vacinação para pular carnaval, do que se preocupar em como o PT, através de seus agentes no STF, estão destruindo o Estado de DIREITO.

Alguém acredita que, com essa composição, qualquer presidente que não reze pela cartilha da quadrilha terá paz para governar? Alguém, por acaso crê que um legislativo pusilânime, com bandidos encalacrados com processos no STF terá coragem cívica de dizer um basta àqueles desordeiros do direito, empenhados dia a dia em destruir o país e as balizas democráticas para a volta da quadrilha? Se sua resposta for não… então levante dessa cadeira, desobedeça civicamente esse ajuntamento de delinquentes e salve seu país. Deixe de acreditar que as coisas vão se ajustar com o passar do tempo porque não vão. Hoje são as ovelhas rebeldes que estão sendo tosquiadas e amordaçadas. E a hora em que essas ovelhas acabarem, quem você acha, caro colega Tupinambá, será a bola da vez?

8 pensou em “REFLEXOS

  1. Prezado conterrâneo Roque:
    Vai ser muito difícil encontrar em qualquer rincão de Botocúndia alguém que faça um texto mais verdadeiro e primoroso que esse emanado de sua pena.
    Meus parabéns.
    Endosso até o último parágrafo tudo que você expressou.
    Um grande abraço,
    Magnovaldo

  2. Pois é ….

    O texto é fantástico, como a maioria deles sempre foram mas, empedernido mas,……

    Como lutar contra essa gente ???? pois, a partir de 2018.
    1- trocamos 51 % do senado
    2- trocamos 43 % do Congresso
    3- Tiramos uns 70 % das prefeituras das mãos do PT no Brasil
    3 – Duas passeatas históricas, a maior em 07/09/2021 ( Aquela vergonha de Temer e Cia …)
    4 – E ladramos diariamente na Internet…….

    Resultado….:
    Somos taxados de antidemocráticos, negacionistas, gado idiotas etc ….. e pior, somos a maioria, só que não mais, ……..silenciosa……

    Pergunta que não quer calar ………
    Qual o plano e como implementá-lo nesta guerra ?
    Existe alguma liderança que tenha coragem de liderar um eventual plano ????

    Dia 01/05/22, mais uma passeata……. sem liderança, sem plano, sem “FOCO”, e cada um pedindo uma coisa diferente, inclusive uma intervenção militar via 142 …….

    E aí ???? …. Algum plano ???!!!!

    • Quem assistiu PROCURANDO NEMO so tenho a falar com a azulzinha Dory…continue a nadar continue a nadar, nadar
      E Dia 01/05 nas ruas de novo. Aproveitando se algum fubanico tiver o esquema de agenda nas diversas cidades manda pro papa Berto que ele põe nesta gazeta escrota
      E vamos ver se nesta eleições de 22 trocamos os outros 49% do senado

      • Boa tarde Gonzaga,
        “e vamos ver se nessas eleições …”

        Coloco: E VAMOS FAZER acontecer. Custe o que custar. Mais uma vez o povo estará nas ruas. Mais uma vez a esperança impera. Mais uma vez todas as apostas em Bolsonaro. E que ninguém fuja à luta !!!

        Ou Jair ou já era.

  3. Parabéns pelo excelente texto, prezado colunista Roque Nunes!

    Tenho certeza de que a banda decente do País assina embaixo.
    Ninguém vê a hora do tabuleiro de Xadrez ser retirado de cena, junto com suas respectivas peças, depois do Xeque-mate.

    Chega de sermos expectadores de seguidas atitudes maquiavélicas, por parte dos “supremos”.

    Bom final de semana!

  4. Exatamente isso , carissimo Roque . Texto irretocável !

    Precisaríamos de um plebiscito para limitar o tempo de mandato dos senhores ministros do STF bem como a maneira de ascender à suprema corte do país.

  5. Precisas colocações, caro Roque.

    E se não ficarmos quadrados, seremos a bola da vez. Nossa garganta, como uma grande caçapa, engolirá todas as bolas jogadas pelos apostadores do clube de bandidos, que foram nomeados por bandidos.

Deixe uma resposta