DEU NO JORNAL

O ex-governador do Rio Sérgio Cabral foi condenado a mais 33 anos, 3 meses e 13 dias de prisão.

É a 12ª condenação dele na Lava Jato.

Somadas, as penas chegam a 267 anos.

* * *

Um número significativo e que engrandece qualquer currículo: 267 anos cagando de cócoras no aparelho do presídio.

Dois séculos e mais 67 anos.

Ou, ainda, dois séculos e meio, e mais 17 anos.

100 + 100 + 50 + 17

São números que não chegam nem perto das quantias que o apadrinhado de Lula roubou.

Mas são algarismos bastante significativos na vida de um orgulhoso corrupto.

Um recorde banânico.

Deixe uma resposta