RODRIGO BUENAVENTURA DE LÉON - LIVRE PENSADOR

Parece-me, nestes dias de quase confinamento total, que o mundo parou, dado este fato alguns deveriam aproveitar e descer, pois já passaram do ponto.

E, é claro no Brasil tudo é superlativo, de panelaços, mídia pregando 24 horas o caos, a acusações de Presidente genocida. Em que pese as reportagens da Globo dizendo que são contra o Governo tenho visto manifestações de os matizes e com todos os propósitos.

Hoje houve um panelaço, durante o pronunciamento de Bolsonaro. Segundo alguns convocados por “influenciadores” a atitude do Presidente quanto ao enfrentamento do Coronavírus e, aproveitando para protestar contra o Çontra-golpe de 1964’. Putz tem gente que não era nascida à época, mas ainda vive em 1964, saco! Por outro lado, dizem que o panelaço é contra o isolamento e que foi convocado pelo próprio Bolsonaro.

Pior é que houve os dois. O que eu ouvi em minha sacada: panelas, gritos e buzinas. Pessoas gritando ‘Mito’, ‘Deixem a gente trabalhar’ e ‘Eduardo (Governador do Estado, que é daqui de Pelotas) vendido’ e, outros tantos gritando: ‘Genocida’, ‘Fique em casa’, ‘Fora Bolsonaro’. Claro que a maioria dos gritos foi de expressões bem-educadas, tipo: cala a boca, corno, fdp, cala a boca fdp, vagabundo, petista, fascista, etc.

O que eu acho? Com toda sua loucura Bolsonaro tem sido uma das pessoas mais sensatas nesta loucura. Ele tem razão quando diz que não precisamos de isolamento horizontal, que o país não pode parar, que a economia não aguenta.

Sabem por que acho isto? Porque eu busco me informar, leio dados de todos os lados, ouço opiniões e converso com médicos amigos e conhecidos.

O que ouço? Que a pandemia não está tão grave. Que se propagou assim por causa do carnaval e do futebol. Sim, já tínhamos casos antes do carnaval, mas a mídia e os patrocinadores não podiam perder o faturamento. E que político ia arcar com o ônus de cancelar o carnaval? Nenhum! Aqui no RS boa aprte dos casos tem relação com pessoas que foram ao GRENAL da Libertadores, aquela vergonha que terminou em peleja.

Depois, tocaram o horror e resolveram parar o país. Daí esquecemos a roubalheira, deixamos o Congresso continuar roubando, voltamos a acreditar na Globo, esquecemos que o safado do Lula está solto (e bem quietinho) e se, der de quebra, derrubamos o Bolsonaro. Se não der esculhambamos seus avanços na economia, depois esquecemos rápido do vírus e pomos a culpa no Liberalismo econômico, vai que cola!

E a esquerda radical, mais OAB, querem ainda soltar os presos, soltar todos os vagabundos. Por mim que morram, teríamos um país mais seguro e economizaríamos dinheiro.

Mas esquecem que o lockdown pode quebrar o país. E tenham certeza a quebradura econômica geral vai matar mais gente que o coronavírus.

Mas e o vírus e as mortes? Não há espaço na mídia militante a profissionais que falem ou pensem diferente do que eles querem. A tal repórter, Monalisa, ex-globo, cortou no ar o infectologista que dizia que o vírus não se propaga bem no calor, na temperatura média de quase todo o Brasil. Ninguém dá atenção a quase um terço dos especialistas em epidemiologia que dizem que é melhor encarar o vírus direto, aumentando rapidamente a imunização da população.

Ninguém houve os médicos que falam dos riscos do isolamento ou de que 85% dos brasileiros não apresenta nenhum dos fatores de risco, portanto passará ileso pelo vírus.

Se não ouvem médicos quiçá ouvirão economistas, empresários e trabalhadores. Meu amigo é muito fácil para quem pode fazer home office, ou quem tem o seu garantido no final do mês ficar em casa. Muito mais fácil para repórteres e mídia que não pararam de trabalhar, circulam por tudo e sem máscara, vivendo e lucrando com o caos, mandar que você fique em casa. Aliás você escutou algum caso de jornalista infectado? Será que são imunes e resistentes tais como ratos e baratas, aos quais cada vez mais se assemelham.

E os influencers, pseudo-celebridades que lucram em casa? Políticos oportunistas que visam apenas a próxima eleição, como o Doria, Whitzel e Dino? Para estes tudo bem! Maravilha! E, ainda de quebra vão mandar a responsabilidade fiscal pro espaço e rolar a dívida de seus estados.

Aliás outro aparte, quero ver o confinamento do Sr. Whitzel quando a grana do tráfico começar a diminuir, que ver ele segura os traficantes e o morro. Adeus isolamento.

Mas e você meu amigo ambulante, celetista, vendedor, taxista ou que trabalha no UBER, que você fará quando faltar comida, dinheiro, emprego? Gritar? Grite agora vá pra briga! Ou você é que vai sofrer as consequências depois.

Eu anteontem, fui a praia do laranjal, com meu filho, arejar um pouco, área aberta, com vento e ar puro, algumas (bastante) pessoas tiveram a mesma ideia. Então os bombeiros foram cumprir a ordem do Governador e mandar-nos tirar os carros do estacionamento na beira do calçadão. O bombeiro veio com a conversa do decreto do Governador, disse-lhe que o Decreto era ilegal e que havia outro do Presidente, ele não gostou de ser ‘interrompido’ acabamos batendo boca. Perguntei se poderia estacionar do outro lado da via, ele disse que ali podia, mas que recomendava… Respondi que guardasse suas recomendações e estacionei do outro lado. Eu e todos que ali estavam, estacionamos, atravessamos a rua e voltamos para onde estávamos. Logo em seguida chegaram mais e mais carros voltando a encher a beira da praia, estava frio, ninguém desceu dos carros, risco de contágio zero.

A ação do estado foi inútil, ninguém tira a liberdade do povo se o povo não a entregar voluntariamente. Resista! Pequenos atos cotidianos vão trazer a razão destes imbecis oportunistas que colocamos no governo.

Ontem para não variar fui participar da carreata contra o isolamento, éramos poucos, cerca de 60 carros, mas me orgulho do barulho que fizemos.

Quanto a Bolsonaro, reafirmo, com toda sua loucura e falta de trato é uma liderança e uma voz de razão nesta histeria. Votei nele e votarei de novo só por sua atitude nesta crise.

LUTEMOS amigos, façamos a Resistência Civil !

Ah! E não esqueçamos depois do Coronavírus controlado temos que acabar com a maior praga destes pagos. Aquela que Lula jurou que ia acabar, mas depois associou-se e vive simbioticamente com ele junto com toda esquerda chique e caviar, com Psolistas, artistas, revolucionários do Leblon e outros vagabundos. Temos que acabar com o redeGlobovírus!

E, ‘Bora’acabar com este confinamento que já estou me sentindo um petista (Deus me livre): em casa, sem trabalhar e querendo que o Governo me dê tudo.

Só não cheguei ao ponto de demência de gritar Lula Livre.

3 pensou em “RAZÃO, BOM-SENSO, PÂNICO E PANDEMIA

  1. Sobre o GRENAL, Rodrigo, que tem demais uma briguinha? Não conhece um vanerão chamado “Fandanguinho não, fandangaço” (aliás, boa dica para o Peninha)?

    “Chegou o Nico Fagundes
    Já veio de cara cheia
    Gritando pro macherio:
    Baile que é bom tem peleia!”

    Sobre a Resistência Civil, eu concordo, mas fica difícil para um povo que voluntariamente entregou suas armas para o governo para “diminuir a violência”, sem perceber que a violência só aumentou.

Deixe uma resposta