ADONIS OLIVEIRA - LÍNGUA FERINA

Ao longo de toda esta semana, foi publicado na página do Diário do Poder artigo da lavra do senhor Dagoberto Alves de Almeida, intitulado “A ERA DA ESTUPIDEZ”. Os que tiverem interesse de lê-lo na íntegra, basta clicar aqui.

A ideia central do referido artigo é exatamente a mesma que defendi em artigo de 13 de setembro de 2020, no JBF, e que denominei A ERA DA IMBECILIDADE.

A única diferença entre os dois artigos é que eu fiz referência ao historiador britânico Eric Hobsbaum, enquanto que este senhor afirmou no seu artigo que a ideia de denominar o século XX como A Era da Incerteza seria do economista John Kenneth Galbraith.

Não importa! O que importa é que a linha de raciocínio e o detalhamento adotados pelo autor, no seu artigo, são exatamente os mesmos do meu artigo!

Para completar, este senhor concluiu o seu raciocínio utilizando como referência um artigo denominado “As Leis Fundamentais da Estupidez Humana”, do italiano Carlo Cipolla, trabalho este que eu referenciei e detalhei extensamente em meu artigo de 08 de setembro de 2019, também no JBF, intitulado AS LEIS BÁSICAS DA ESTUPIDEZ HUMANA.

Embora a ideia de exigir deste senhor que faça referência às minhas mal traçadas linhas seja bem atraente, considero melhor deixar para lá. Creio que o melhor disso tudo é que, aparentemente, as ideias que venho expressando nesta gazeta supostamente “escrota” estão começando a “fazer a cabeça” de pessoas cujas opiniões são consideradas e respeitadas por muitos. Alvíssaras!

Assim, contribuindo para que este senhor possa publicar mais algum artigo interessante daqui a alguns meses, venho trazer a público aquilo que entendo como sendo a próxima etapa do processo de total avacalhação ao qual está sendo submetida a nossa nação. Na minha modesta forma de entender a nossa realidade atual, adentramos AGORA, de cabeça, na era que denomino…

A ERA DO NOJO DE SER BRASILEIRO!

Estamos numa nova era em que extenuantes e altamente custosas investigações da Polícia Federal, milhares de depoimentos tomados, trabalhosas auditorias realizadas, informações peremptórias advindas de órgãos de investigações de países como a Suíça corroborando a roubalheira, extensas confissões assinadas, bilhões de reais roubados sendo devolvidos aos cofres públicos, imensos processos sendo montados pelo Ministério Público, condenações de centenas de criminosos condenados em diferentes e sucessivas instâncias e em períodos que chegam aos milhares de anos, empresas brasileiras pagando multas bilionárias em tribunais de países sérios por conta das fraudes praticadas nas empresas públicas com ações no exterior, etc.

Tudo isso não vale ABSOLUTAMENTE NADA, diante da decisão solitária (monocrática) de um único imbecil, aparatchnick do partido mentor e autor da roubalheira, devidamente encastelado no valhacouto de bandidos denominado indevidamente de STF.

O objetivo claramente almejado por este estrupício, cinicamente praticado pelo calhorda do STF contra toda a nação brasileira, é claramente e despudoradamente propiciar o retorno à arena política de um dos maiores patifes que esta nação já teve o desprazer de acolher, mesmo que com isso, e até por isso mesmo, tenha de destruir um trabalho imenso que foi realizado com esforços ingentes por uma extensa equipe de homens íntegros. ABRIU AS PORTAS DO INFERNO!

A instabilidade econômica, que já era imensa, tornou nossa situação definitivamente catastrófica: Bolsa de valores despencando, dólar disparando. O céu, ou melhor, o inferno, é o limite. Quanto pior, melhor!

Economia claudicando. Milhares de empresas quebrando. Desemprego batendo sucessivos recordes. O endividamento estatal chegando perto dos 100% do nosso PIB. A nossa moeda se esfarelando, já tendo perdido mais da metade do seu valor apenas do ano passado para cá. Total ausência de qualquer perspectiva de melhora para a população. Governadores e prefeitos se esmerando em criar novas e inventivas formas de atanazar a população, sempre e de todas as maneiras possíveis e imagináveis. A roubalheira das verbas bilionárias, repassadas por determinação peremptória do mesmo antro de bandidos denominado STF, atingindo píncaros nunca dantes vislumbrados.

ATÉ QUANDO RESISTIRÁ A PROVERBIAL INÉRCIA E O SANGUE DE BARATA DA NOSSA POPULAÇÃO DIANTE DESTE IMENSO ESTUPRO COLETIVO?

Tudo isso para que bandidos de altíssima periculosidade possam açambarcar mais uma vez todo o aparato estatal. Só que, dessa vez, não vão simplesmente “GANHAR AS ELEIÇÕES”! VÃO TOMAR O PODER!

Em paralelo, multidões de macacos disfarçados de humanos, todos devidamente intoxicados por ideologia imbecilizante e manipulados por esta horrenda distopia, entram em êxtase diante da perspectiva de um eventual retorno do crápula mor às pugnas políticas. Enquanto isso, o Brasil assiste enojado e em estupor.

Quo usque tandem abutere, S.T.F., patientia nostra? Quam diu etiam furor iste tuus nos eludet? Quem ad finem sese effrenata iactabit audacia?
Até quando, oh S.T.F., abusarás da nossa paciência? Até quando a tua loucura continuará a nos desmoralizar? Quando chegará ao fim esta tua audácia sem limites que se abate sobre nós?

Precisamos urgentemente cortar os milhares de cabeças desta Hidra de Lerna que nos inferniza!
GUILHOTINA JÁ!

ATENÇÃO Senhores Militares! Vamos ver se, dessa vez, fazemos o serviço bem feito e não deixamos a semente maligna para germinar de novo depois.

P.S. Sabem qual é a parte boa do fato desse canalha ter dado essa decisão estuporante? É que agora, ou vai ou racha! É como se dizia antigamente: OU RASGA O CU OU QUEBRA O PAU, MAS QUE VAI, VAI!

Não podemos nem dizer, como na Revolução Francesa, “Aux armes, citoyens!”, já que o crápula mor tratou de deixar toda a população indefesa e desarmada. Pois, então, vai ser no cacete mesmo!!!

14 pensou em “QUO USQUE TANDEM ABUTERE PATIENTIA NOSTRA

      • Ele desatinou, viu.
        Chamou os militares para não só submeterem o País a mais vinte anos de ditadura, como achou que AIK-5 é refresco e propõe o assassinato dos opositores do que ele considera ser a democracia.
        É mole?
        Ele desatinou e quer fazer uma nova Revolução Francesa para eliminar os que se sentam à esquerda da Assembléia, só pode tder os que se sentem à direita, o resto vai ser eliminado e deixar seu sangue nos porretes – serão mortos a cacetadas.
        Certamente, seria apoiado por Gônzága e por Sâncho Pânça, mas eles saíram fora porque não querem saber desse negócio de debate, não, dá muito trabalho e confunde a cabeça.

        • Caro Goiano,

          DEBATE UM CARALHO !

          Discutir com bandidos manipuladores, mentirosos e altamente desonestos é, com certeza absoluta, fazer papel de imbecil.

          O debate só se justifica a partir de honestidade, sobretudo intelectual, e sem que um dos lados queira ser HEGEMÔNICO a qualquer preço.

          Sou altamente liberal ! Cada um faça o que quiser das suas vidinhas infames ! Só não admito a existência de canalhas que desejam impor a sua visão sórdida do mundo sobre todos os demais e a qualquer preço. A estes, a guilhotina!!!

          • Se és liberal, Adônis, e contra a hegemonia de um dos lados, como se explica que não admitas o outro lado a tal ponto que não aceites o debate porque entendes que o outro lado é canalha e quer impor pelo debate sua v´iosão sórdida do mundo? Não seria isso uma tendência de tua parte à hegemonia? À visão única? A não aceitação de diferenças?
            Quando falas em guilhotina, Freud explica, queres cortar as cabeças e, simbolicamente, queres eliminar o pensamento contrário para que só tua verdade prevaleça.
            Seria algo como uma fanfarrocine do inconsciente para impedir que tuas defesas sejam rompidas?

            • A minha verdade universal é:

              NÃO ME ENCHA O SACO COM SOFISMAS E EMBROMAÇÕES INFINITAS !

              Viva sua vida e deixe viver!

              Só que, com os comunas, isso é absolutamente impossível! Só ficam satisfeitos se estiverem em uma posição de poder e escravizando todo o restante da humanidade à sua visão sórdida do mundo.

              Por mim, serão recebidos na bala! Ou na guilhotina, se forem apanhados vivos.

              • “NÃO ME ENCHA O SACO COM SOFISMAS E EMBROMAÇÕES INFINITAS !”

                Resumiu tudo que um esquerdoso entende:

                sofismar e embromar.

  1. Prezado Prof. Adonis, por acaso li o artigo do Sr. Dagoberto e pensei: já li algo parecido em algum lugar! Agora tenho certeza, não ligue, o mundo esta cheio de dagobertos. Peço permissão para usar os parágrafos 15/16/17 em meu comentário no Facebook e com certeza mencionarei a fonte. O senhor foi porreta em seu artigo. Viva o JBF!!!!

    • Não custava nadica de nada o señor Dagô citar a fonte jotabeéfiana e o autor, o demolidor Adônis Oliveira (e que não esqueça de colocar o chapeuzinho no “ô”, “faiz favô”.)

    • Só mesmo no Brasil, paraíso dos canalhas, um crápula desses pode vir a público, mesmo condenado a 30 anos de cadeia, para dar lições de moral e vomitar todo o seu (dele) rancor com o governo constitucionalmente eleito.

      Esse patife deveria ter sido devidamente “justiçado” nos tempos da revolução, e não libertado em troca do embaixador. Essa merda ficaremos devendo a Gabeira.

  2. Sr. Adônis,

    um dia a História tratará Carmen Miranda de toga como o necromante mais nefasto que já se viu nessa terra descoberta por Cabral.

    Se um dia o carniça voltar ao poder e arruinar o Brasil irremediavelmente, lembrem-se do nome do seu necromante político.

Deixe uma resposta