PRIMEIRO ANO DE GOVERNO ATESTA: LIBERALISMO ECONÔMICO E IMPÉRIO DA LEI FUNCIONAM

Rodrigo Constantino

O índice de desemprego no país, divulgado nesta sexta, ficou abaixo das expectativas em 11,2% no trimestre encerrado em novembro, segundo dados do IBGE. Ainda é muita gente desempregada, mas precisamos olhar para a segunda derivada, para a tendência, e reconhecer que há inegáveis avanços na área econômica.

O governo deu um choque liberal, aprovou a reforma previdenciária no Congresso, estancando a sangria fiscal, o que permitiu a queda acentuada na taxa de juros. A austeridade começa a colher frutos. O PIB vai avançar mais de 1% este ano, podendo chegar a um crescimento de 2,5% ano que vem. Inúmeras regras burocráticas foram revogadas, as leis trabalhistas seguem sendo modernizadas, a política de privatizações é uma prioridade, assim como uma maior abertura comercial. Se o país der de fato uma chance ao liberalismo, como deseja o ministro Paulo Guedes, poderemos ter outro Brasil ao término desse mandato, um muito melhor, com menos miséria e desemprego.

Já no campo da segurança também tivemos avanços, com a mudança de postura do governo, encabeçada pelo ministro Sergio Moro, que troca a vitimização do marginal por um endurecimento das leis contra a bandidagem. Em coluna especial para a revista Crusoé, Moro define 2019 como “um bom ano”, reconhece o mérito do presidente de ter dado autonomia aos ministros para montarem equipes técnicas, destaca conquistas importantes, como a queda acima de 20% na taxa de homicídios, e conclui que ainda falta muito coisa a ser feita para diminuir os indicadores de violência no país, ainda bastante elevados.

Economia e Justiça são as principais pautas, pois todos querem melhores empregos e salários e permanecer vivos. Nessas duas áreas cruciais o governo Bolsonaro, com seus dois super-ministros, mostrou serviço. Pegou um cenário de terra devastada, uma baita herança maldita deixada pelo petismo. E dando uma guinada à direita, foi capaz de gerar um ponto importante de inflexão, deixando o pior para trás e iniciando uma trajetória de melhorias relevantes. Sustentável, espera-se. E, para tanto, será preciso reconhecer que até aqui foi feito o necessário, mas não o suficiente. Ou seja, é preciso reforçar o choque liberal na economia e a repressão ao crime na segurança. O liberalismo econômico e o império da lei, afinal, funcionam.

3 pensou em “PRIMEIRO ANO DE GOVERNO ATESTA: LIBERALISMO ECONÔMICO E IMPÉRIO DA LEI FUNCIONAM

  1. O grande entrave ao desenvolvimento pleno de nosso espoliado e maravilhoso país, são os políticos profissionais e a alta corte de justiça.
    Se não fora isso, estaríamos bem melhor na foto, acho!!

  2. Depois de ouvir o “home” dizer que há um ano que não se vê uma ato de corrupção, convenci-me que ao cair no banheiro e bater a cabeça, ele tá variando. Eu cá ainda espero que apurem as rachadinhas…

  3. Eu também espero que se apurem e punam as rachadinhas, mas não se pode dizer que o que o “homi” mentiu, pois realmente tivemos um ano sem um ato de corrupção no governo. Ou será que as tais rachadinhas ocorreram após a posse do “homi” ?

Deixe uma resposta