DEU NO JORNAL

A Polícia Federal encontrou cerca de 6 milhões de reais em um imóvel de Edmar Santos, ex-secretário estadual de Saúde do Rio de Janeiro, preso na manhã desta sexta-feira.

O dinheiro estava em um endereço em Itaipava, distrito de Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro.

Santos é investigado por irregularidades em contratos emergenciais sem licitação de quase um bilhão de reais do governo Wilson Witzel, durante a pandemia do novo coronavírus.

* * *

Eu chega se engasguei-se-me quando li a cifra do último parágrafo: um bilhão de reais coronavirados.

Bom, num tem nada de novo nisso.

Trata-se de ladroagem no governo do Rio de Janeiro.

Corrupção e governo naquele estado são duas entidades que estão intrinsecamente ligadas.

É só a gente se lembrar do afilhado do ex-presidiário Lula, o atual presidiário Sergio Ladrão Cabral, ícone-mor da bandidagem engravatada fluminense.

Sem nos esquecermos, é claro, de Moreira Franco, Pezão, Garotinho e Rosinha.

Outro detalhe digno de registro é o nome desta operação desencadeada ontem: Mercadores do Caos.

Que coisa linda, que designação poética!

Está de parabéns o inspirado criador desta denominação.

Bom, mas isso tudo é conversa mole.

O que eu quero mesmo mostrar nesta postagem é outro coisa.

Aí embaixo está a foto que foi distribuída pra imprensa.

Uma linda imagem, mostrando o dinheiro que foi apreendido na casa do ladrão.

Apenas 6 milhõeszinhos em notas coloridas, de 100 e de 50 reais.

Vejam que coisa arretada:

Num tá lindo???!!!

Agora, feche os olhos e imagine que essa tuia de dinheiro está aí embaixo da mesa do seu computador, neste momento em que você acessa esta gazeta escrota.

Olhe a foto de novo.

Faça de contas que esses trocados são seus.

Uma besteirinha, uma minxaria pra comprar o pão e o leite de hoje.

Só isso.

E, com olhos brilhando e o coração feliz, tenha um excelente final de semana!!!

Deixe uma resposta