GOIANO BRAGA HORTA - ARCO, TARCO E VERVA

– PEDE DESCULPAS!: “Deltan Dallagnol disse agora, 7 de julho de 2020, que “a apresentação em Power Point usada para explicar a denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT, em 2016, poderia ter sido apresentada de uma outra forma “para evitar críticas”.

– SÓ QUE NÃO: Mas, ao mesmo tempo ele afirma que “Uma coisa é o conteúdo, se o conteúdo se provou verdadeiro, outra coisa é se a forma de apresentação foi a melhor possível.”

– SÓ QUE NÃO 2: Se o conteúdo se provou verdadeiro, Lula deveria ter sido condenado por chefiar quadrilha.

– SÓ QUE NÃO 3: Lula não foi condenado como chefe de quadrilha, ao contrário do que Deltan Dallagnol ilustrou na apresentação gráfica do chamado Power Point.

– SÓ QUE NÃO 4: Deltan Dallagnol afirma, ainda, para manter-se blindado do erro, que “A condenação foi por corrupção de dezenas de milhões mais a lavagem de dinheiro por meio de um tríplex”.

– SÓ QUE NÃO 5: mas não consta nos processos que Lula tenha recebido dezenas de milhões de reais, em espécie ou em bens, como fruto de corrupção.

– PEDE DESCULPAS 2: Ou Deltan Dallagnol pede as desculpas ao Lula ou fica bem quietinho no seu canto. Quem muito fala dá bom dia a cavalo.

– GRIPEZINHA: Jair Messias Bolsonaro pegou a gripezinha – hoje (7 de julho), anunciou que testou positivo para Covid 19.

– NÃO DÁ PARA ENTENDER; No vídeo, Jair Messias Bolsonaro parece dizer que “e confesso a vocês, se não tivesse feito o exame e (incompreensível) tomado a Hidroxicloroquina como preventivo, como muita gente faz, eu estaria trabalhando até e obviamente poderia estar contaminando gente, né, essa foi a minha preocupação de buscar fazer o exame na própria segunda-feira para evitar o contágio de terceiros”.

– RACIOCINANDO COM FEBRE: Antes desse trecho do vídeo, Jair Messias Bolsonaro diz que não foge de suas responsabilidades, portanto ele deve acreditar ser sua responsabilidade deixar-se contaminar, como aconteceu, e também contaminar a população – pois em certo momento ele afirma que achava que já tinha pego o vírus “lá atrás”; mas em momento algum participou de medidas de isolamento, muito pelo contrário, não só misturou-se ao povo, como estimulou o povo a fazer o mesmo.

– RACIOCINANDO COM FEBRE 2: Jair Messias Bolsonaro disse, então, que sentiu-se mal no domingo e fez o exame “já na segunda-feira” para evitar o contágio de terceiros. Tarde demais: se os sintomas apareceram no domingo, ele já poderia estar contaminado há mais de onze dias e transmitindo durante esse tempo o vírus “a terceiros”, mas a febre deve tê-lo feito esquecer-se dos conhecimentos científicos expostos nos jornais do mundo inteiro a respeito do tempo de incubação (em média de 5 dias).

– RACIOCINANDO COM FEBRE 3: Jair Messias Bolsonaro parece ter dito que muita gente toma Hidroxicloroquina como preventivo e se ele tivesse feito o mesmo estaria trabalhando e contaminando gente. A febre deveria impedi-lo de dar entrevistas à imprensa: fez parecer que Jair Messias Bolsonaro acredita que quem toma Hidroxicloroquina como preventivo pega o vírus mas não apresenta sintomas, o que não é compatível com as pesquisas já realizadas.

– RACIOCINANDO COM FEBRE 4: Pesquisas contrariam a crença de que Hidroxicloroquina age como preventivo para Covid 19: Testagem com 821 participantes – um grupo recebeu a hidroxicloroquina, outro ingeriu pílulas placebo, cerca de quatro dias após a exposição ao novo coronavírus. Os 821 participantes eram, em sua maioria, jovens e adultos saudáveis, na faixa dos 40 anos e sem sintomas aparentes da doença. As pílulas foram enviadas às residências dos voluntários, que as ingeriram por cinco dias, sendo a dose mais alta no primeiro dia. Os testes resultaram em 107 participantes contaminados pela COVID-19, dentro de um período de 14 dias de acompanhamento. Entre os voluntários que receberam a hidroxicloroquina, 49 desenvolveram a doença ou sintomas compatíveis, como febre e tosse, enquanto 58 dos que foram falsamente medicados com o placebo foram contaminados. Conclusão do teste: “O estudo demonstra que a hidroxicloroquina não é melhor que um placebo quando usada como medicina preventiva dentro de quatro dias de exposição a alguém infectado pelo novo coronavírus”

– CALMA QUE O BRASIL É NOSSO: Embora ainda seja cedo para conclusões a respeito dos medicamentos que têm sido testados para profilaxia e tratamento de Covid 19, é temerário recomendar o uso generalizado antes que os estudos e pesquisas firmem convicções. Dados observacionais com Cloroquina, Hidroxicloroquina e outros, assim como a Ivermectina, que teria dados resultados formidáveis em Porto Feliz (SP), podem levar a certezas tão lógicas quanto as que sustentam teorias de conspiração (como a de que a Terra é plana) e afinal não terem fundamento.

– LÁ NO ALTO DAQUELE MORRO: Passa boi, passa boiada, só não passa o desatino de um governo que despreza políticas de meio ambiente. Ricardo Salles, o Ministro que demonstrou ser excessivamente elogiado, merece que deixem de queimar-lhe incensos. Salles, que disse pretender criar um mecanismo para revisar e até anular multas que ele acha que estariam sendo aplicadas por “caráter ideológico”, o que devemos interpretar que os comunistas no governo de Jair Messias Bolsonaro ficam aplicando multas em infratores só para implantar o perverso regime no Brasil, parece, na verdade, agir “ideologicamente”, desmontando as ações do Ibama para que haja campo para o presidente da república abrir pasto. Pasto, infelizmente, para bois de verdade, não para o gado que o segue.

20 pensou em “PINGADO

  1. Um amontoado e sandices .
    SÓ QUE NÃO vale a pena ler.
    PEDE DESCULPAS Goiano.
    A GRIPEZINHA te deixou com febre .Sobe lá no alto do morro e medita no que escrevestes ,mas antes deixa o veterinário verificar teu grau de febre.

  2. Caro Goiano, o que condenou Lula não foi o power point do Dalagnol, não foi apenas a sentença do Moro.

    Foram mais 3 desembargadores da 4ª turma de Porto Alegre, mais 5 Ministros do STJ e mais dicisões da 2ª turma do STF que negaram HC ao Condenado. Isso no caso do Tríplex.

    No caso do Sítio de Atibaia tem a sentença da Juíza Hardt e a confirmação pela TRF de PA. O Caso do Apê de S B Campo e do terreno do Instituto Lula a sentença está para sair.

    Não se trata de picuinhas deste ou daquele.

    O coquetel com Hidroxicloroquina tem funcionado nos casos de tratamento precoce da doença chinesa (caso do JB) muito bem onde tem sido aplicado. Não é em apenas uma ou duas cidades. São inúmeros os casos em que prefeitoe têm pedido de joelhos para JB mandar a medicação pois governadores querem ver a coisa feia para justificar o que gastaram em equipamentos de forma fraudulenta.

    Para a ciência comprovar de forma inquestionável o tratamento vai demorar anos. Sabemos que alguns “pesquisadores não querem que isto seja provado, como o caso de uns assassinos ligados ao PT que mataram 22 pessoas em Manaus, dando dose excessiva de Cloroquina a pacientes que estavam na fase inflamatória da doença. E não é só, até a revista médica Lancenet jogou fora seu prestígio ao publicar um artigo fraudulento no sentido de provar que o medicamento é inútil.

    Portanto a pergunta que fica é: se v. tiver os primeiros sintomas da doença, vai querer tomar o coquetel antes mesmo de a doença ser confirmada? Ah, até agora não apresentaram um único caso em que uma pessoa teve complicações devido a efeitos colaterais do remédio, que é usado profilaticamente para pessoas que vão entrar em áreas de malária há mais de 70 anos.

    Quanto ao Meio ambiente, a Ministra Tereza Cristina já disse que não é preciso queimar um m2 de amazônia para o Brasil dobrar a produção agrícola. Só a área que vai ser aberta no NE com a irrigação agora é suficiente para isso.

    • JOÃO FRANCISCO

      Sobre a certeza de que Lula é culpado das acusações pelas quais foi condenado, até porque as condenações foram confirmadas por instâncias superiores, é estranho que ora a confiança no Poder Judiciário seja completa e imediatamente a mesma pessoa que confia saia às ruas manifestando seu desejo de que o Supremo Tribunal Federal seja fechado e seus ministros, considerados vagabundos, sejam presos ou enviados para a Coreia do Norte.

      Também é interessante notar que tanto os juízes erram que no caso de Lula a segunda instância corrigiu penas.

      É claro que sabes que erros judiciários existem, passando por todas as instâncias, pessoas ficam presas muitos anos e depois descobre-se serem inocentes, apesar das provas nos processos condenatórios, sendo que há condenados à morte que foram executados e a inocência foi demonstrada tarde demais.

      E nunca é demais acrescentar que os processos em que Lula foi condenado são nulos, face ao que foi revelado pelo The Intercept.

      Vou ser rápido quanto à Ministra que disse que não precisa queimar florestas para produzir pasto: a) precisa avisar aos queimadores, porque mesmo a ministra dizendo que não precisa eles estão queimando adoidado; b) tem de avisar aos madeireiros também que não precisa mais desmatar; c) os mineradores que invadem as matas, destroem a floresta, poluem as águas também não precisam mais procurar minério na floresta amazônica, eles podem ir nas terras que a ministra disse que estão disponíveis.

      Bem, mudando de assunto: em outra postagem perguntaste sobre a pesquisa a que me referi nesta coluna. Falei lá e vou repetir aqui, para que as explicações sejam estendidas.

      Vamos lá:

      Procuro evitar a postagem de links, para não poluir muito os comentários.

      Entretanto, a pesquisa é fácil e tu, como qualquer outro, facilmente encontrariam as inúmeras informações – contra e a favor – sobre o uso de Cloroquina, Hidroxicloroquina, Ivermectina e vários outros, podendo comparar sem ficar preso a ideias de que são os petistas que são contra ou a favor de alguma coisa.

      Como pediste confirmação de algo, podes começar por aqui:

      https://canaltech.com.br/saude/hidroxicloroquina-como-prevencao-da-covid-19-e-o-mesmo-que-placebo-diz-estudo-166032/

      Se leste a minha coluna completa, não a dorsal, é claro, a do JBF, verias que logo abaixo eu tive o cuidado de dizer: Embora ainda seja cedo para conclusões a respeito dos medicamentos que têm sido testados para profilaxia e tratamento de Covid 19, é temerário recomendar o uso generalizado antes que os estudos e pesquisas firmem convicções. Dados observacionais com Cloroquina, Hidroxicloroquina e outros, assim como a Ivermectina, que teria dados resultados formidáveis em Porto Feliz (SP), podem levar a certezas tão lógicas quanto as que sustentam teorias de conspiração (como a de que a Terra é plana) e afinal não terem fundamento.

      Trump é o típico indivíduo que se julga todo-poderoso e crê que aquilo em que acredita é verdade, pois se seu cérebro maravilhoso crê é porque é verdade: é algo do tipo do chamado “pensamento mágico”.

      Em termos sucintos, simplificados, para a Psicologia o pensamento mágico é a descrição de atribuições ilógicas a certas causas sem nenhuma prova empírica, o que Trump fez quanto à Cloroquina e o seu baba-ovo tupiniquim imitou.

      Não é impossível que a Cloroquina, a Hidroxicloroquina, a Ivermectina e outros medicamentos que estão sendo pesquisados acabem por provar-se eficientes, mas os resultados de muitas pesquisas – como essa que apontei, que é feita com muitos voluntários-cobaias, em condições estabelecidas, ou seja, com um protocolo de pesquisas, com grupo de controle, com um grupo tomando o medicamento e outro tomando placebo, concluíram que o fenômeno aparente de cura deve ser atribuído a circunstância de que muitas pessoas não se infectarão e outras se curarão ou se infectarão seja tomando o medicamento, seja tomando o placebo.

      Nessa experiência, compreende-se que a quase totalidade das pessoas que tomaram placebo ou o medicamento não se contaminaram – entre os voluntários que receberam a hidroxicloroquina, 49 desenvolveram a doença ou sintomas compatíveis, como febre e tosse, enquanto 58 dos que foram falsamente medicados com o placebo foram contaminados. A diferença, segundo o estudo, não é significativa. Somente dois pacientes precisaram de tratamento hospitalar e não houve nenhuma morte

      Daí a conclusão de que tanto a hidroxicloroquina quanto o placebo tiveram resultado semelhante – o que descartou a ação do medicamento.

      Está bem, tudo isso pode ser contestado, revisto, confirmado, descartado – cabe aos cientistas continuarem as pesquisas e chegarem a conclusões seguras.

      Acreditar na eficiência de medicamento com base na palavra de Jair Messias Bolsonaro deve ser fanatismo.

      • – Hidroxicloroquina curando milhares: “fanatismo”, “placebo”.

        – Pastéis de vento jurídicos oriundos de hackeamento (claramente inconstitucional): “prova jurídica”, “verdade incontestável”.

        Padrão Cegueta de confiabilidade. #AhQuePreguiçaQueMeDá

        • NIKOLAI HEL,

          É possível que a Cloroquina, a Hidroxiclorsoquina, a Ivermectina, a Gasolina e a Margarina curem a Covid 19, mas a ciência ainda não conseguiu estabelecer isso com segurança – pelo contrário, muitas pesquisas concluíram, sim, que a Hidroxicloroquina vale tanto quanto placebo.

          O problema do bolsonarismo é acreditar que o presidente da república sabe, a despeito de todas as controvérsias dos testes, pesquisas e observações, o que a ciência ainda não sabe – e isso, sim, parece que é fanatismo, de modo que o teu comentário é fanático, o que indica que tu és um fanático da porra.

          A única tábua de salvação para manter as condenações de Lula e considerar íntegros os processos é acreditar que o “hackeamento” das conversas são “inconstitucionais” e que por isso as provas são inválidas? Isso é desespero, o que indica, portanto, que tu és mais um desesperado da porra.

          Já o meu padrão de confiabilidade é grande, porque sempre que é necessário apresento provas e argumentos lógicos e fundados em fatos, que fazem todo o mundo ficar puto e recorrer à histeria, gritinhos, xingamentos, falácias, beicinho.

          • 1) “Pesquisas”: um artigo repleto de senso comum e vaguezas.

            2) Engraçado o conceito de “bolsonarismo” como seita da boca de um fundamentalista da seita do Lapa de Corrupto, com direito a validação jurídica a pastéis de vento oriundos de ROUBO de informações, casuísmos, chicanas, subjetivismos, arbitrariedades, inconstitucionalidades… Enfim, tudo aquilo de pérfido que a Esquerda muito bem entende.

            3) Também acho cômico o argumento da tábua de salvação, afinal estou falando com um velho esclerosado que tá fazendo hora extra fora do asilo cuja bengala é uma suposta “parcialidade” do Marreco ignorando três instâncias e até mesmo um STF prostituído não teve o despudor de desconsiderar isso, embora ainda lhe falte bastante unanimidade para lidar com a Carta Magna.

            4) Um louco também possui lógica. É lógico desejar a morte de um presidente e considerar isso “cristão”, afinal não foi você quem disse que a Esquerda é cristã e a Direita o diabo? Tsc, tsc, tsc… Pena que essa lógica se sustente apenas em um sistema fechado. Tire do sistema, e gira no vácuo.

            Cegueta, admita: o tempo da Esquerda passou, e não vão mais recuperar sequer uma gleba. Tá achando ruim? Muda pra China.

            Ah, e uma dica para você comprovar a inocência do Lula: recorre em Haia.

            “Do you have guts or balls?” LOL

  3. Goianô, cher ami, tirando a parte Lula-Dellagnol, leite velho e já imprestável, dado que a sentença do TRF4 confirma a condenação, assumindo aqueles desembargadores (que você não cita,tchê), concordo em tudo com a parte do Bolsonero e sua gripezinha.

    O BolsoNero era um agente contaminante ambulante, tá okei?

    E a Coloroquina poder dar “apenas” uma arritmiazinha, que pode acabar com qualquer esportista.

    E por fim uma informação: Dellagnol significa “Dos Cordeiros”. Há variante deste sobrenome como Dallanhol, Dell’Agnol e um tipo de massa recheada, o Agnolini, comestível como Lula (desde que esteja limpa)

    • FRANCISCO,

      Faço minhas as minhas palavras no comentário que fiz ao João Francisco a respeito da certeza definitiva e absoluta de que a condenação em todas as instâncias tem valor absoluto, ainda que esteja claro a observadores independentes que a condenação não se baseou em provas concretas e desconsiderou circunstâncias tão fortes quanto as ilações e deduções em que a condenação se fundou.

      Quanto a Bolsonaro, a despeito de nossas divergências, temos concordado, no fundo, no fundo.

      Sobre o chefe da Lava-Jato, ouvi dizer que ele está requerendo em juízo que o cartório altere o nome dele para Dallupus.

      Rolei de rir com a informação de que lula e carne de cordeiro são comestíveis, desde que estejam limpas. Antes eu e todos os leitores do Jornal da Besta Fubana achavam que se pode comer lula e carne de cordeiro sujas.

  4. MAURÍCIO,

    Nem só de Lula tratou-se, falou-se de coisas sérias também, como Jair Messias Bolsocloro Quínico e Ricardo Passaboi Salles.

  5. Parece que no Brasil só há dois assuntos: Cloroquina e Bolsonaro, Bolsonaro e Cloroquina. Já deu!!! Quem quiser que tomar Hidroxicloroquina porque foi citada por Bolsonaro, que tome. Quem não quiser tomar, pelo mesmo motivo, que não tome.
    Ao fim, faz-se o levantamento de quem morreu por que não tomou e de quem morreu porque tomou e proclama-se o resultado. Ou Bolsonaro e centenas de médicos no Brasil e mundo afora estão certos e o Diretor da OMS e centenas de pesquisadores no Brasil e mundo afora estão errados, ou vice-versa. Nenhuma das hipóteses vai ressuscitar os que se foram. Mas ambas vão mostrar porque um assunto afeto apenas à Ciência virou briga política.

  6. ÁLVARO,

    o assunto afeito à ciência foi politizado por representantes da direita, o que é estranho, sendo os cabeças-de-chapa MacDonald Tramp e Jair Messias Bolsoclínico.

    Agora o bolo está formado, vamos ter de esperar para ver no que vai dar.

Deixe uma resposta