ADONIS OLIVEIRA - LÍNGUA FERINA

Uma das orações mais bonitas de todas as Escrituras Sagradas, na minha modesta opinião, é aquela que conhecemos como o “Pai Nosso…”.

Dentre as singelas frases nela contidas, e que nos foram ensinadas diretamente pelo Divino Mestre, onde abençoamos o seu nome e declaramos a nossa submissão aos seus desígnios insondáveis, assim como pedimos ao nosso criador que continue a nos prover com o alimento de cada dia e a nos proteger de todos os males deste “Vale de Lágrimas”, a parte que mais me toca é o pedido para que perdoe às nossas ofensas, da mesma maneira como nós perdoamos àqueles que nos tem ofendido.

Por tudo o que tenho visto e vivido, nestas minhas longas décadas de vida, estou firmemente convencido que, se o Criador nos tratar da mesma maneira como tratamos os que nos ofenderam, A HUMANIDADE ESTARÁ SIMPLESMENTE LASCADA!

Por outro lado, e parafraseando nosso amigo Sancho, existe sempre um outro lado, todos aqueles que me vem acompanhando através de meus textos semanais, sabem muito bem que venho pleiteando há tempos para que se faça, no Brasil, uma réplica rigorosa do Tribunal de Nuremberg, seguido de multidões de canalhas sendo sumariamente guilhotinados ou enforcados. Tudo isto visando DESPETIZAR o Brasil, da mesma forma como a Alemanha, logo após a 2ª Grande Guerra, já que o PT nos é tão ou mais nocivo que o nazismo foi naquele país.

A minha relação de “Clientes Preferenciais” para a guilhotina é extensa. Assim, em vista da exiguidade deste espaço, apontarei apenas os cabeças das diversas facções em que se fragmenta esta Hidra de Lerna moderna que nos assombra. Para isto, adotarei a classificação apontada pelo grande Percival Pugina, em seu brilhante artigo de 22/09/2019:

PRIORIDADE 1 – Os 11 urubus do STF.

Diante da longa lista de patifarias praticadas por esta gangue, torna-se totalmente redundante qualquer explanação ou justificativa adicional.

1. PRIORIDADE 2 – Juízes canalhas, nomeados pela gangue Lulista como 5ª Coluna dentro do judiciário, e cujo expoente maior é o patife chamado Rogério Favreto, que tentou soltar o larápio numa canetada.

2. PRIORIDADE 3 – A imensa multidão de parasitas formada por Procuradores, Auditores, Defensores, Promotores, corregedores, Conselheiros, Ouvidores, Assessores, etc., neste ato representados pelo “Canalha Mor chamado Leonardo Azeredo, que se revoltou diante da “merreca” de salário que estaria recebendo (algo em torno de R$ 30.000,00) para realizar tão excelsos trabalhos.

Não precisa nem os degolar todos. Basta fechar todas essas merdas de repartições, que só servem de sorvedouro de dinheiro dos impostos e para empombar com a vida dos brasileiros.

3. PRIORIDADE 4 – Todos os principais líderes dos partidos de esquerda com atuação no Congresso Nacional (PT, PSOL, PCdoB, PDT, PSB e Rede. Aí, a lista seria realmente imensa! Vamos aos exemplos mais gritantes: Lula, Dilma, Haddad, Manoela (uma pena, pois é uma gatinha, apesar de altamente imbecil), Lindemberg, Humberto Costa, Paulo Pimenta, Capitão Cueca, Boulos Fecal, Os Genro (pai e filha), Ciro Gomes, Marina, o clã inteiro dos Arraes, Flávio Dino, e por aí vai.

4. PRIORIDADE 5 – Todas as principais lideranças das associações que foram infiltradas e instrumentalizadas pela esquerda canalha, tais como: OAB, MST, CNBB e suas pastorais, Universidades Federais e Institutos, Centrais Sindicais, etc. Dançariam seu Santa Cruz, um monte de bispos comunistas, Stedile, e mais uma pletora de sindicalistas aproveitadores, junto com reitores e professores comunas.

5. PRIORIDADE 6 – Toda a imprensa facciosa e mentirosa, manipuladora em alto grau da opinião pública e corrompida pelas abundantes verbas federais distribuídas a mancheias pelos esquerdopatas, quando estes se encontravam em posições de poder na estrutura governamental. Os piores seriam aqueles mais venais que, até bem recentemente, eram ferrenhamente contrários ao PT mas que, logo depois, sabe-se lá através de quais argumento$$$$$, tornaram-se instantaneamente petistas fervorosos.

Meus parcos e preclaros leitores deverão estar se perguntando: E ONDE É QUE ENTRA O PERDÃO NESSA CONVERSA? Calma que chegaremos lá!

Da minha parte, podem todos estes canalhas se considerarem, desde já, totalmente perdoados. Perdoados, sim! Mas não esquecidos. Como sabemos muito bem o quanto essa raça de gente é renitente nos seus pontos de vista imbecis, e considerando que eu sou um crente fervoroso da Doutrina Espírita de Alan Kardec, considerem que o ato de guilhotiná-los, mandando-os todos para as profundas dos infernos, será um ato de legítima caridade cristã.

Considerem que estaremos acelerando sobremaneira o seu processo evolutivo, ao enviá-los sem escala para debaterem face a face com o Satanás, lá de onde vieram e de onde nunca deveriam ter saído. Acredito firmemente que isto deverá servir para reconduzi-los todos à seara do bem e da retidão moral.

“Os que fazem uma revolução pacífica impossível, farão uma revolução violenta inevitável. ”

P.S. – Por uma questão da mais absoluta justiça, se eu começar a deblaterar imbecilidades do tipo: LULA LIVRE! CADÊ O QUEIROZ? MARIELI VIVE! ELE NÃO! É GOPI! E outras jumentices de igual jaez…

PODEM PROVIDENCIAR O MEU GUILHOTINAMENTO IMEDIATAMENTE!

10 pensou em “PERDÃO! E O TRIBUNAL DE NUREMBERG

  1. Caro Adonis

    Infelizmente esta sua oportuna lista deixou de incluir nesse rol de sacripantas os falsos tribunais de contas, cujos juristas, quase sempre, não têm condições nem de contar um conto, concedendo-lhes o merecido laurel.

    Incluí-los nas prioridades???
    Qual?
    Talvez, considerando sua excepcional juridicidade, fazendo um grupo à parte, que somente seria reunido aos dos demais “capas pretas” quando expostos à praça pública.

  2. Está sua lista e perfeita. Só em relação ao item que trata da guilhotina para os políticos que penso que seria bom incluir os eleitores destes políticos para evitar que outros merdas ocupem o lugar dos guilhotinados

  3. Conforme matéria bertiana (https://luizberto.com/as-massas-proletarias-na-luta-contra-o-direitismo-reacionario/#comments) sobre o excelente serviço de distribuição de revistas do governo maranhense, pedirei a Goiano, amicíssimo de Dino, interceder junto ao competente homem público, para que o governo do estado mais evoluído da nação, que abriga todo o clã Saney, encaminhe ao piauiense Adônis, amicíssimo de Sancho, semanalmente, e de forma ininterrupta exemplar maravilhoso da revista mais lida na Galáxia e que se encontra à disposição do povo do Maranhão. Mandar um exemplar semanal para o Piauí não deverá fazer falta. Assim, tendo à disposição os melhores jornalistas brasileiros que contribuem com tal revista, Adônis passará a entender nossos homens públicos e amá-los com o amor que merecem.

      • Porra, Adônis!

        Amigo não, amicíssimo, que é muito mais:

        Despacho lá no Maranhão, como carimbo de URGENTE:
        Encaminhe-se ao piauiense Adônis, amicíssimo de Sancho, semanalmente, e de forma ininterrupta exemplar maravilhoso da revista mais lida na Galáxia.

      • Sr. Adônis,

        entenda que isso é um presente para vossa inspiração literária, pois seus textos são uma catarse para nós que partilhamos de toda essa indignação.

        Quanto mais emputiferado o senhor estiver, mais catárticos serão seus textos. É tudo o que precisamos para juntos nos emputiferarmos de tal modo que um dia, como uma horda inumerável, arranquemos todos esses tumores a força, nem que na base do pau e da pedra, na mais pura grosseria de deixar os deuses da guerra com os olhos marejados de emoção.

  4. Atentai bem, meu mestre Adônis, a historia nos ensina de que quem solta o mostro, certamente, também será devorado.Um grande abraço.

  5. Sr. Adônis, vulgo Apolo fubânico,

    enche-me de alegria suas propostas, pois eu, o Hades fubânico, sinto-me solitário e entediado no meu parque de diversões umbralino.

    Preciso que sua Carta Magna entre em vigor o mais imediatamente possível, pois preciso de novos brinquedos para me entreter no tártaro. Garanto que tem entretenimento a beça aqui no submundo suficiente para fazer jus a todas as patifarias que esses homúnculos realizaram e realizam ainda em vida.

Deixe uma resposta para Sancho Pança Cancelar resposta