CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Berto,

Você como contribuinte do imposto de renda, já deve ter ido justificar-se pela ausência de uma vírgula que esqueceu no preenchimento da sua declaração.

Por certo foi multado em 150% do valor que você esqueceu.

Com isso quero lhe dizer que você não se aliou-se a Valdemiro Santiago, a Silas Malafaia, a RR Soares, a Edir Macedo, e a outros mais que, no ano da graça de 2016, estavam sendo cobrados pela módica quantia de hum bilhão e quinhentos milhões de reais, de imposto de renda.

Agora vou lhe contar como eles foram perdoados desta divida.

Eles procuraram o impoluto, honesto cidadão que fez o seu voto de pobreza, o EDUARDO CUNHA, presidente da Câmara dos Deputados, e levaram suas angustias. Eles homens de Deus que salvam almas e outras coisas mais. Pois os seus bazares não podiam pagar uma multa desse valor.

Com isso o Eduardo Cunha, colocou um jabuti numa Medida Provisória, perdoando as igrejas desses impolutos salvadores de almas.

Pelo pouco que sei o Eduardo Cunha, não fez isso por menos de 150 milhões de reais, graças a sua fé no dinheiro.

Afinal que tem casas, apartamentos e aviões em nome de laranjas, não tem dinheiro para pagar imposto.

Deixe uma resposta