A PALAVRA DO EDITOR

Vendo as patifarias dos canalhas do STF nos últimos dias, me lembrei de uma declaração do corrupto Renan Calheiros, aquele senadorzinho que responde a dezoito processos no mesmo STF.

Vou repetir: 18 processos!

Uma declaração feita por este autêntico protótipo do político brasileiro e que completa três anos agora no mês de agosto.

Pois Renan declarou de público, numa sessão do nosso Poder Legislativo, que o presidente do Senado havia conseguido, junto ao Supremo Tribunal Federal, anular um indiciamento da sua colega de ladroagem, a então senadora Gleisi Hoffmann, a Amante da lista de propinas da Odebrecht.

A mesma lista na qual Renan tem o codinome de Atleta.

Vou transcrever ao pé da letra o que Renan falou, oficialmente e da tribuna do Senado, se referindo à petista Glesi Hoffmann:

“Uma senadora que há trinta dias, o Presidente do Senado Federal conseguiu no Supremo Tribunal Federal, desfazer o seu indiciamento e o do seu esposo”.

Escutem no vídeo abaixo:

Intenderam?

Pois é. Foi isso mesmo que vocês iscuitaram.

Renan disse que o Presidente do Senado havia conseguido, junto ao STF, anular o indiciamento de Gleisi e do seu marido chifrudo, o corno e também corrupto Paulo Bernardo, que chegou a ser preso pela Polícia Federal nas incursões da Operação Lava Jato.

Renan tem toda autoridade e conhecimento pra fazer este tipo de revelação.

Oficialmente.

Oficialmente e, repito, no plenário do Senado Federal.

Renan sabe de todas as bostas que correm nestes esgotos das altas esferas da administração federal.

Senado e Supremo, dois nomes que começam com a mesma letra “S” de safado, de sujo, de suruba, de seboso, de sacanagem, de sem-vergonhice.

É pra arrombar a tabaca de Xolinha!!!

Deixe uma resposta