PEDRO MALTA - A HORA DA POESIA

Entre os encantos que permeiam a vida
O sorriso simples tem tanta beleza
Por que sendo ele envolvido em pureza
Revela as virtudes da boca atrevida

E quando a alma se mostra sentida
Sentindo dores, chorando tristeza
Somente o sorriso tem a sutileza
De esconder do pranto a dor tão doida

E apesar das cenas de alegria e dor
É possível ver a imagem do amor
Subindo a parede do peito em bagaço

E esse sorriso que provoca encanto
É o mesmo riso que esconde o pranto
No sorriso alegre do mesmo palhaço.

Deixe uma resposta