DEU NO JORNAL

A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou recurso da defesa de Zé Dirceu e o ex-ministro terá de começar a pagar os R$ 4,5 milhões referentes a custas processuais, multa penal e reparação de danos.

Dirceu teve sua condenação pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro confirmada pela corte em 21 de fevereiro deste ano.

Os advogados recorreram ao tribunal buscando adiar o cumprimento da condenação pecuniária para quando a sentença transitasse em julgado.

Mas o desembargador federal João Pedro Gebran Neto rejeitou a alegação. “Parece lógico concluir que, se a liberdade do réu pode desde logo ser restringida, também pode ser imposto o cumprimento das sanções pecuniárias.”

* * *

Esta minúscula quantia, R$ 4,5 milhões, é uma minxaria para o grande parceiro de Lula e idealizador do Mensalão.

Ambos condenados por corrupção passiva, ou seja, embolsamento de dinheiro dos corruptores ativos.

Pague e não bufe, Zé.

Deixe de ser cara-de-pau.

Como bem diz a sabedoria popular, um peido não é nada pra quem já está todo cagado.

Deixe uma resposta para Anônimo Cancelar resposta