CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Fala-se muito na escassez de alimentos no Reino Unido.

Vejam o que eu li no site da National Public Radio (a emissora estatal norte-americana):

Os dias de escassez de papel higiênico podem não ter acabado ainda: a Costco (grande rede de supermercados dos Estados Unidos) anunciou novos limites para a compra de certos itens domésticos conforme os problemas da cadeia de suprimentos atormentam a empresa e a variante delta se espalha.

A empresa está colocando “limitações em itens-chave”, como papel higiênico, água engarrafada e suprimentos de limpeza, para que possa atender a qualquer aumento na demanda devido ao aumento do COVID-19, disse o diretor financeiro da Costco, Richard Galanti.

Os comunistas ainda tentam criticar a política econômica do Presidente Bolsonaro e culpá-lo pela elevação dos preços dos alimentos. Melhor tê-los mais caros do que não tê-los.

Quando se tem um produto de exportação e a demanda externa é muito grande, a tendência é que os preços internos sejam pautados pelos preços externos, simples assim.

Deixe uma resposta