DEU NO JORNAL

O Planalto age fortemente para abafar a denúncia da médica Natália Schincariol à polícia contra Luís Cláudio, filho mais novo de Lula, por continuadas agressões físicas e morais.

A omissão vergonhosa inclui parte da imprensa, em geral intolerante contra casos enquadrados na Lei Maria da Penha.

Não houve qualquer reação oficial. Ministros da Mulher, da Justiça ou dos Direitos Humanos e nem a Presidência divulgaram frase, sequer nota, nem repudiaram o denunciado agressor de mulher.

O Ministério da Justiça, há 50 dias levando baile de fugitivos de Mossoró, nem se acanhou de passar a bola de explicações à Polícia Civil paulista.

A Comissão dos Direitos da Mulher da Câmara, presidida pela petista Ana Pimentel (MG), rasgou a máscara e se calou diante da covardia.

Em Rondonópolis (MT), março de 2023, Lula gritou lacração: “Lugar de homem que bate em mulher é na cadeia”. Exceto para o filhão, claro.

* * *

Uma situação vergonhosa, deprimente.

Tão tudo de cu trancado.

Não se manifestam de modo algum sobre este episódio alarmante.

Isso é a cara da republiqueta banânica em 2024, sob o comando do PT.

É de lascar!!!

2 pensou em “OMISSÃO VERGONHOSA

  1. Hipocrisia e esquerda são sinônimos.

    Nestes casos eles são rápidos para encontrar uma narrativa e passar o briefing para a imprensa do consórcio, mas desta vez nem isso.

    As cortinas de fumaça acabaram. Haja fumaça para encobrir o que está aparecendo.

    A Grobo, em época de receber o Pix mensal, está caladinha.

  2. Como se não bastasse o “casal real” viver como nababos num país de miseráveis; como se não bastasse estarmos rolando ladeira abaixo numa velocidade vertiginosa, social e politicamente, ainda temos que aturar as idiotices dos herdeiros do 9 dedos!
    Realmente a nossa realidade é desanimadora!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *