DEU NO JORNAL

Silvio Navarro

São 22 horas do domingo, 15, agora enquanto escrevo, e o Brasil pode estar diante de sua mais vexatória eleição desde que as cédulas foram trocadas pelo moderno sistema de urnas eletrônicas. A apuração na maior cidade do Brasil registra 0,39% dos votos computados: ou seja, a maioria dos paulistanos que vai acordar cedo para trabalhar dormirá sem saber quem disputará o segundo turno ou se seu candidato a vereador foi eleito.

A mesma coisa deve ocorrer no Rio de Janeiro. Dos quatro grandes colégios eleitorais, apenas em Belo Horizonte (com Alexandre Kalil, do PSD) e Salvador (Bruno Reis, do DEM), o jogo parece estar resolvido dada a vantagem dos que despontam. E o mesmo cenário ocorre em sabe-se lá quantos dos milhares municípios – porque nem o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, sabe.

Barroso, aliás, teve de conceder duas entrevistas ao longo do dia para explicar que:

1) o tribunal sofreu ataque de um hacker do exterior;

2) o aplicativo lançado pelo tribunal para quem não conseguiu ou por medo da pandemia não votou não funcionou;

3) a Corte eleitoral sofreu outras tentativas de roubos de dados antes, mas ele não sabia precisar quando; e

4) a raiz de todo o problema neste domingo foi um problema num “supercomputador” que totaliza os dados regionais (pela primeira vez, o conteúdo foi centralizado em Brasília).

Ou seja, sobre o item 4, é provável que se o TSE não tivesse decidido centralizar os dados, Santo André (SP), Vitória da Conquista (BA), Ouro Preto (MG), enfim, já conhecessem seus futuros prefeitos e vereadores.

“Tenho expectativa (que o resultado seja divulgado ainda hoje), mas não gostaria de me comprometer, é possível”, afirmou Barroso em sua segunda entrevista coletiva, por volta das 21 horas.

Resta aguardar ainda, além dos resultados, claro, o índice de abstenções, que tende a ultrapassar a média de 20% – em Florianópolis (SC), caso raro de uma capital cujo sistema funcionou perfeitamente, foi de um terço dos eleitores.

Mas, diante de todas essas intercorrências, Barroso fez questão de lançar um anúncio alvissareiro no meio da tarde e produziu manchetes: em 2022, o cidadão vai conseguir votar usando seu próprio celular.

Que Nossa Senhora das Cédulas nos proteja!

10 pensou em “O VEXAME ELEITORAL BRASILEIRO

  1. Em se tratando de algo que dependa de barnabés para funcionar, qual o espanto com os “poblemas” inerentes a isso??
    Sílvio Navarro é um dos raríssimos jornalistas dessa nova geração que ainda continua do lado de cá do muro, as vezes até em cima, e espero…desejo mesmo, que seja mais inteligente que isso!
    Será que precisamos, mesmo, de teorias da conspiração para comprovar o óbvio? De que não passamos de chimpanzés e babuínos, vivendo sob os auspícios de uma democracia, onde, vejam só, o mais votado nem sempre é o eleito??
    Onde temos um Presidente do Senado, cujo o estado que ele representa tem tanta relevância no cenário nacional quanto uma topada na quina de um móvel e um Presidente da CD com votação inexpressiva, mas agindo como 1° ministro??
    Candidatos, de todas as matizes, cujo o único objetivo é locupletar-se do dinheiro público, arrancado do couro dos mesmos chimpanzés e babuínos que neles votam, democraticamente obrigados…óbvio!!
    Ter esperanças que este chimpanzil subdesenvolvido, transforme-se de uma hora para outra em algo digno é de uma inocência atroz!!
    Me confortou o fato que, aqui em Joinville/SC e arredores, o PT foi praticamente varrido, sobrevivendo um ou outro vereador, votado pela pessoa e não pelo partido!

    • E em algum outro país democrático é diferente ?
      Se você não fosse obrigado a votar o desobrigaria de obedecer a lei criada pelo presidente do Senado e do Congresso ou pelo presidente da Câmara Federal ?
      Há chimpanzés desenvolvidos que vivem sem eleição e se auto guiam ?

      • Há sim!

        Eu sou um chimpanzé que sou guiado por mim mesmo.

        ESTOU CAGANDO E ANDANDO, DE MONTE, PARA TODA ESSA TURMA IMENSA DE FILHOS DA PUTA. Só obedeço às cagadas defecadas por eles por medo da polícia e da cadeia.

        No mais, EU SOU MAIS EU! Só obedeço à minha consciência!

        Quanto às eleições, não passam de uma grande palhaçada. Fui lá ontem apenas para poder viajar. VOTEI NULO. Estou fora! Façam o que quiserem com esta merda de país. Mais cagado do que está é até difícil.

  2. Stalin falava: “Quem vota e como vota não conta nada; quem conta os votos é que realmente importa”.

    Hoje mais do que nunca esta máxima é levada muito a sério pela esquerda;
    .
    E tem uns idiotas que falam que o Comunismo acabou.

    A coisa mais comunista que tem é pintar o Diabo como feio, ou dizer que ele não existe.

  3. Ele foi dormir cedo demais. A esmagadora maioria das capitais e grandes cidades teve sua apuração concluida, é só ver os jornais de hoje.

    Apressadinho, hein?

    • Bom Francisco, se a contagem fosse manual em cédulas, também acabaria hoje de manhã. E não precisava nem de super computador.

      Neste caso, mesmo demorando um pouco mais, não teríamos dúvidas sobre os votos.

      Barrosão também não precisaria dar muitas entrevistas coletivas com cara de quem produziu um barrosão

  4. Antes a contagem acontecia nos Tribunais Regionais, tudo caminhava rápido e rasteiro ! Aí, o semideuses do STF, não confiando nos Tribunais Regionais centralizou a contagem do votos em Brasília, deu caca ! E viva os illuminat, Barroso e Fachin.

  5. Mais que nunca, precisamos acoplar impressora nessa urna eletronica sem vergonha..Caso ela estivesse sendo usada nos EUA, o biden já estaria eleito e nada poderia ser feito..Como tem o voto fisico, a recontagem pode ser realizada…

    • O interessante é que nunca vemos nenhum dos “luminares da canhota” defendendo o voto impresso. Você circula pela internet e só encontra pessoas com perfil à direita defendendo o voto impresso. Qual será o motivo da canhota rejeitar tal “plus” a mais na segurança do processo eleitoral?

      Será que o Goiano teria algum grande argumento relativo a isso (imenso argumento em descomunal texto) ?

      Cê tá aí Goy? Providenciando?ok, estou no aguardo…

Deixe uma resposta