DEU NO JORNAL

Percy Castanho Jr.

Eu antipatizo com pessoas. Às vezes, gratuitamente. Falha minha? Pode ser. Por isso, reconheço o direito de qualquer um antipatizar também. Principalmente com políticos. Bolsonaro não é uma pessoa fácil. É do tipo ame-o ou deixe-o. Transparente, sincero, sem papas na língua e, às vezes, grosso (aliás, como todos nós), pode facilmente levar uma pessoa mais sensível, ou avessa às suas ideias, a não gostar dele. Tranquilo. É de Lei e faz parte do jogo democrático. O que não admito, de jeito algum, é, por conta dessa antipatia – seja pessoal, seja política – , deixar subir à cabeça uma desonestidade intelectual que não lhe permita ver tudo que Bolsonaro e sua equipe estão fazendo de bom pelo Brasil.

Ao final dessa pandemia, você verá que Bolsonaro tinha razão, tanto em relação à medicação precoce, quanto ao isolamento vertical. A própria OMS está reconhecendo isso. O elevado número de mortes se deve à estultice de governadores oposicionistas, que – apenas com o intuito de confrontar Bolsonaro – negaram tratamento precoce aos doentes, mandando-os ficar em casa, até que seu pulmão estivesse comprometido. Esse sim foi o verdadeiro ato genocida.

A gestão federal da crise pandêmica – apesar de tolhido pelo STF – no que lhe coube foi simplesmente perfeita, com o governo provendo recursos a Estados e Municípios e a mais de 80 milhões de brasileiros, o que, além de tratar dos mais pobres, ainda deu novo alento à economia, a primeira a se recuperar da queda brutal causada pela doença. Os recursos e planos dedicados às pequenas empresas, aos informais e aos trabalhadores formais também foram dignos de nota.

O que Bolsonaro está fazendo pelo Nordeste, nenhum governante, desde a Proclamação da República, fez. A ideia sempre foi deixar os nordestinos sem dinheiro, sem água e sem informação, para manter seu voto de cabresto, a troco de esmolas, dentaduras, camisetas. Bolsonaro está abrindo os olhos do povo nordestino, levando água, melhorando a rede social de atendimento público, as escolas e o Bolsa Família, que vai mudar de nome, subir de patamar e oferecer uma porta de saída, sendo este o ponto mais importante do programa.

O Ministro Tarcisio é um verdadeiro achado nessa fauna de gente incompetente que passou por Brasília, ao longo dos últimos cinquenta anos. Modesto, discreto, trabalhador e extremamente competente, está dando um banho de modernidade em nossa infraestrutura, olhando simultaneamente para ferrovias, portos, hidrovias e estradas, como nunca algum ministro olhou. Os planos dos novos modais de transporte são de encher os olhos de qualquer cidadão do mundo. E Tarcísio não fica só nos planos. As obras, mesmo com poucos recursos, estão a pleno vapor.

A despeito das críticas mundiais plantadas pela mídia de esquerda, a Amazônia nunca mereceu tanta atenção de um governo. O vice Mourão, à frente de uma equipe do Exército, está enfrentando a rede criminosa que, desde sempre lá se instalou para grilar terras, tirar madeira e promover o confronto. Não é fácil, faltam recursos, mas o governo vai vencer essa batalha, que nem é nem sombra do que os críticos querem fazer crer.

Na economia, Paulo Guedes também dá um banho, tendo aprovado a tão difícil Reforma da Previdência, baixado os juros a níveis inéditos, mantido a inflação sob controle e tendo diversos projetos importantes, da Reforma Administrativa à Reforma Tributária, prontas, apenas esperando a boa vontade do Congresso. Todo o dinheiro gasto excepcionalmente na pandemia esteve disponível, simplesmente, porque não havia gente corrupta no governo a desviar esses recursos. Imagine se num governo do PT, DEM, REDE, PSOL, MDB ou PSDB esse dinheiro apareceria… E, mesmo assim, governadores e prefeitos aproveitaram a pandemia para fazê-lo desaparecer em contratações misteriosas. A PF vai tratar de achar os culpados pelo Covidão.

Nossa agricultura bate recordes a cada safra e é um exemplo a ser seguido – e invejado – pelo mundo. Essa é a razão das críticas à Amazônia, querendo que importadores parem de comprar do Brasil. O Brasil não se utiliza de terras amazônicas, para plantar. Nunca usou pelo simples motivo de que não são adequadas. O resto é conversa furada. Usamos apenas uma pequena porcentagem de nossas terras, para plantar e nossas reservas florestais são as maiores do mundo, com um índice invejável de aproveitamento.

A Educação e Cultura estão sendo severamente prejudicadas pelo histórico aparelhamento de seus ministérios e secretarias, ocupados por radicais de esquerda que se acostumaram às mamatas e à implantação do caos promovidas por seus sindicatos. Aos poucos, o governo Bolsonaro vai tomando conta da situação. Mas não é fácil.

Agora, quanto ao Congresso, você há de convir que também não é fácil o relacionamento. Bolsonaro depende dele para governar. Sem o congresso nenhum presidente consegue fazer nada, mover uma palha. Então Bolsonaro, inteligente como é, resolveu cortar as asinhas do “primeiro ministro”, Rodrigo Maia, que manda e desmanda naquele antro. Por isso, Bolsonaro encetou conversações com o pessoal do Centrão. Não foi toma lá, dá cá. Bolsonaro não deu Ministérios de porteira fechada, bancos estatais etc., como faziam outros governos. Apenas aceitou indicações para vagas em cargos de segundo e terceiro escalão que preenchessem os requisitos técnicos e estivessem com a ficha limpa. Super normal numa democracia, não vejo o motivo de tanta chiadeira. Bolsonaro não “fechou” com o Centrão. Apenas conversa, como em qualquer Democracia civilizada. A coisa não pode ser feita a ferro e fogo.

Quanto ao STF, cujos ministros incompetentes estão deslumbrados com a hipótese de governar como tiranetes, atazanando o governo Bolsonaro como podem, só o tempo pode dar jeito. O tempo e João de Deus, que parece resolveu botar a boca no trombone para entregar alguns deles envolvidos em orgias, até com menores. Infelizmente, Bolsonaro nada pode fazer que não esteja dentro do processo democrático. Fechar STF e Congresso – apesar de que em momentos de raiva muitos de nós temos vontade – traria prejuízos enormes para o Brasil junto ao resto do mundo e não é recomendável.

Por isso, volto a dizer, aceito que você antipatize com a pessoa do Presidente. Pode achá-lo grosso, mal-educado etc. Agora, acusá-lo de crimes que não cometeu (o caso Queiroz é uma piada), de homofóbico, racista, de ameaças, por querer dar um soco em quem ofendeu sua esposa, ou por ir comer pão de queijo sem máscara, meu amigo, é forçar um pouco demais a barra, não acha? Deixe isso para os Dorias, Witzels, Serras, FHCs, Lulas, da vida, que vivem do Poder, da corrupção, e passam por crise de abstinência das mamatas estatais. E para a imprensa, comunista desde o princípio dos tempos, e mentirosa como nunca foi, que teve seus interesses interrompidos pela honestidade de Bolsonaro.

Seja crítico, mas seja honesto. Essa história de que votou em Bolsonaro, mas ele o traiu, não cola.

Se você realmente votou em Bolsonaro e agora está contra ele, o traidor é outro…

24 pensou em “O TRAIDOR É OUTRO

  1. Vije! Será que é isso mesmo que o genocida, nazifascista, homófobo, chefe miliciano ja fez pelo país? Exijo a volta dos estadistas Lula, a alma mais honesta do mundo para levantar a `Petrobras e da Dilma, não só para estocar vento como para comprar mais refinarias em Pasadena para nosso progresso.l

  2. Acho que o Francisco não vai gostar desse texto. O Fami já provou acima que detestou…
    Eu, que sou petista, concordo com todo o texto do senhor Percy. O JBF anda me abrido os olhos para algumas coisas que antes não enxergava. Obrigado editor Luiz Berto por me fazer enxergar.

  3. José Hinácio

    Dois três pontos, um positivo e dois nem tanto.

    Positivo: Se o JBF terminar as obras que os presidentes anteriores comearam, superfaturara e não concluitram, o Brasil agradece.

    Negativo 1: O queiroz e sua mulher são fantasmas que assombram os Bolsos. Se bem que o fato aconteceu antes das eleições, não é menos grave. E as provas da rachadinha e de lavagem foram levantadas pelo Ministério Público do RJ, e não por mim nem por você.

    Negativo 2: A Amazônia não está sendo preservada. Se estivesse, não teríamos perdido os aportes da Alemanha e Noruega (insuspeitos) nem a confiança dos investidores, brasileiros ou estrangeiros. O INPE insiste em mostrar a extensão dos desmatamentos, a despeito das pressões do Governo. E agora a revelação do tráfico de mercúrio para os garimpos ilegais, depejado nos rios me apavora. Talvez você queira provar um peixe contaminado para ver os efeitos

    Votei sim no Bolsonaro e estou puto com a quebra das promessas de campanha.

    Finalizando, aguardo seus comentários ofensivos e desde já informo que estou me lixando para grosserias. Se puder me contradiga.

    • Francisco, a questão envolvendo o Queirós é uma rachadinha onde o mesmo pegava salários dos seus parentes, que o entregavam voluntariamente no gabinete do 01 na Alerj. É imoral, porém não vejo ilegalidade nisso.

      A questão da D. Michele, eu já lhe expliquei anteriormente que os cheques poderiam ser garantia de empréstimos em confiança entre ele e o JB, onde os resgates eram depositados na conta da esposa. Valores pequenos espaçados em 8 anos. Coisa que muita gente, eu inclusive faço com pessoas próximas. Se o 01 se beneficiava da rachadinha, acho que já tiveram muito tempo para investigar e até agora nada.

      Amazônia. Acho que v. não leu direito a coluna. Ela está 85% preservada aqui no Brasil. A Noruega é muito suspeita, pois tem uma mineradora que polui a amazônia em S. G da Cachoeira na abeça do cachorro – AM. Ainda por cima matam baleias. O que ela e a Alemanha davam tinha que ir para ong’s indicadas por eles e era um valor ínfimo. Os países ricos têm que dar o crédito de carbono que o BR tem direito que dá 15 US bi por ano. Isso eles negam.

      • Escreve você: aguardo seus comentários ofensivos e desde já informo que estou me lixando para grosserias. Se puder me contradiga.

        Não é da lavra ou conduta de Sancho comentários ofensivos, pois nada possuo contra você, contra Famigerado, John Doe, Goiano, pois aqui é o lugar (único lugar atualmente) onde cada um defende aquilo em que acredita. E é exatamente por isso que fico cada dia mais fã de Berto e de todos vocês, pois há diálogo possível no JBF.

        Quanto ao CONTRADIGA, eis que surge João Francisco para tal mister.

        Quanto a Salles, Damares e os generais do governo, saiba que Sancho muito os admira, pois estão sob a mira e fogos de muita gente, que vasculha cada ministério em busca de QUALQUER motivo para apedrejamento ao desempenho deles.

        Por tudo que acompanho diariamente, passando a devida peneira em textos de jornalistas, que estão firmes e forte no bloco DO CONTRA, vejo tanta coisa boa que tais ministros fazem pelo Brasil e seus brasileiros, que ficaria horas cansando você com tanta coisa que escreveria favorável a eles..
        Grande abraço e ótima semana par todos nós, bolsonaristas, petistas e demais istas…

  4. Análise perfeita. Esta é a real visão conservadora de direita.

    Não gosto de muitas coisas da família Bolsonaro. A declaração do 03 ontem no Twitter a respeito da Pepa foi desnecessária. Porém no todo o governo está no caminho certo.

    • Mas se ele substiruir os ministros macaquinhos (Damares, Salles, Militares em pastas erradas) que nomeou e concluir as obras, bato palmas

      • Francisco, não tem Ministros macaquinhos no Governo Federal. Damares é a que tem maior popularidade entre os ministros, porque está fazendo um trabalho perfeito. Só de atacar a pedofilia e a violência doméstica contra as mulheres já merecia uma estátua.

        Veja mais em https://www.gov.br/mdh/pt-br

        Só tem um militar da ativa no GF, o General Pazuello, que é interino, está numa situação excepcional pela pandemia e faz um trabalho muito bom, elogiado por todos os secretarios estaduais da saúde.

        O Elogiado Tarciso de Freitas é militar da reserva, ele deve sair?

        • Caro, eu não dissse militares da ativa, disse militares em pastas erradas. Como o interino da saúde. Quanto ao Tarcísio, ele tem experiência, porisso nem o citei.

          A Damares tem popularidade entre os ministros, nem discuto. Ela deveria ter popularidade no Brasil. Mas ela só aparece quando dita frases infelizes (meninos vestem azul). Você citar o site do próprio ministério para mostrar que ela trabalha, é brincadeira.

          Quem ataca eficazmente a pedofilia é a Polícia Federal, os abusos contra mulheres são de (ir)responsabilidade da polícia civil.

          No mais, que o JMB conclua as obras e tamos conversados.

          • Parece que entendi perfeitamente o Francisco. E espero contribuir com o diálogo:
            Francisco, são 22 ministros. A maioria atua e atuará longe dos holofotes, por estarem em ministérios que na verdade deveriam ser secretarias. A ausência do ministro A ou B fora do assédio da mídia nã significa que belíssimo trabalho não estejam fazendo, mas (benedicto mas), em virtude da pasta que conduzem.
            Economia chama a atenção, por isso o Guedes todo dia sob holofotes; obras chamam a atenção, por isso Tárcísio diariamente recebe os holofotes; agricultura (comida na mesa) chama a atenção, o que coloca Tereza Cristina sob holofotes; saúde é o assunto do momento, o que evidencia, sob os holofotes, o Pazzuelo. Simples assim…
            Viu quanto ministros não foram citados? O que significa isso? Quem não é visto não é lembrado… O que está longe de poder haver qualquer afirmação sobre a competência e o trabalho de qualquer um deles.
            Lembro ainda que tais ministérios são formados por muita gente em trabalho de formiguinha…

            • Obrigado pela ajuda, caro Sancho.

              Eu falei do trabalho que o Gen. Pazuello tá fazendo e o tanto que ele é elogiado, porém segundo o Francisco, ele está errado pronto acabou.

              A Damares, que só perde em popularidade no Brasil para o Presidente, também não serve. É ruim e pronto acabou.

              E depois Francisco acha ruim quando duvidamos da sua inteligência, ou temos certeza da falta dela.

  5. O melhor é ver os comentários da galerinha que não via ou ouvia o que passava-se nos anos mais improdutivos e corruptos da história desta republiqueta bananeira!!
    Ninguém ficou puto com o fato do filho do presidente ir de catador de bosta no zoológico a milionário num estalar de dedos. Era um Ronaldinho dos negócios, diziam. Ou o fato da primeira dama ter milhões numa conta bancária, mesmo sem jamais ter produzido nada, a não ser gazes. E quando questionado, o probo ocupante da primeira cadeira disse, pasmem, que ela vendia Avon.
    Ninguém nunca escandalizou-se com o fato dessa família picareta ter retirado artefatos históricos e valiosos da residência oficial, fato mais que comprovado…
    Mas bastou o #elenão, o Coiso chegar a presidência, para que todos, mais que milagrosamente passassem a questionar o peido oficial!!
    Esse chimpanzil merece mesmo os políticos de outrora. Os que lhes saqueavam até a alma, mas que também davam uns tapinhas nas costas!! É de cair o cú da bunda!

  6. É, meu caro Agá, gente como nosso gaúcho Francisco, diz que não é petista, votou no coiso e não está nem um pouco feliz com ele, uma vez que teria se arrependido do voto.

    Eu, aqui em SP me arrependi de ter votado no Bosta, se fosse hote teria votado no França. Não dá para fazer mais nada a não ser aguardar o fim do governo do Agripino Dória.

    Pela mesma lógica, o gaúcho Francisco teria votado no Ruindade. Para ele as coisas estariam muito melhor assim. Vai entender.

    Não veem o que acontece agora na Argentina? Aqui estaria pior.

    • Caríssimo João,
      Pelo que leio aqui no JBF temos uma meia dúzia que adoria uma dose na veia Brasil de maduro, chaves, castro, ortega, cristina k, putin, xinping, morales e quiçá o norte-coreano doidão.

Deixe uma resposta