DEU NO JORNAL

Campanhas do PT Brasil afora evitam usar a tradicional simbologia partidária, como a cor vermelha e a estrela petista.

Jilmar Tatto, em São Paulo, trocou a estrela por um coração.

* * *

Acabei de enviar mensagem pra Gleisi Amante Hoffmann, gerenta do cabaré de Lula.

Mandei uma dica pra ela distribuir como sugestão pra todos os candidatos do PT Brasil a fora.

Ao invés de trocar a amaldiçoada e apagada estrela petralha por um coração – como fez o candidato do bando em São Paulo -, o melhor seria adotar um furico como símbolo da campanha deste ano.

O lema seria este:

De cu não mão!!!

Mandei até uma sugestiva ilustração pra ela colocar nos santinhos que serão distribuídos com os eleitores:

1 pensou em “O TOBA EM CAMPANHA

  1. Segundo a orientação do grupo União das Esquerdas, devemos todos, todos, incondicionalmente, votar apenas em candidatos da esquerda, seja do PT, do PDT, do PSOL ou do PCdoB, enfim, qualquer um que seja de esquerda, para dar uma lavagem de churuncho na direita, de modo que em Petrópolis a coligação do PT é com o PCdoB, sendo, portanto, uma das possibilidades de votação da esquerda vermelhinha como um coração pulsante; Portanto, quem é a candidata linda para ser eleita prefeita de Petrópolis? Ninguém menos que Lívia Miranda, nº 65, para implantar o comunismo nesta cidade, da qual ele se espraiará por todo o Brasil, junto com Porto Alegre, onde outra comunista bela, a Manuela, levará o grande prêmio.
    Assustai-vos! Correi! A esquerda vem aí! De novo! Putz!

Deixe uma resposta